×





×





×





×





×


Logo MaisEsports
Notícias
Campeonatos
Outros
Mais Esports

Caster AMD explica a importância do cenário feminino nos Esports

Geral

A fim de sanar as dúvidas sobre o porquê do cenário de Esports ter um cenário exclusivamente feminino, a caster AMD publicou uma sequência de vídeos na última terça-feira (30) explicando a importância do cenário focado nas mulheres.

No vídeo inicial, a ex-jogadora de CS:GO cita o argumento de que os esportes eletrônicos não dependem da capacidade física, logo não exigiria separação entre os cenário. Porém a caster explica que, ainda na infância, as meninas precisavam cuidar das tarefas domésticas, enquanto os meninos podiam desenvolver a intimidade com os jogos.

Confira o vídeo.

Além da aproximação com os jogos desde novo, a diferença de julgamento – tendo em vista os xingamentos que as mulheres recebem dentro dos jogos -, é outra questão que exemplifica a importância de um cenário feminino. AMD cita também a diferença no investimento e explica o porquê dos níveis entre cenários serem diferentes.

Em 2021, a Riot iniciou um projeto para dar mais destaque e visibilidade às mulheres. A desenvolvedora anunciou o programa Game Changers, que criou torneios femininos organizados pela própria Riot e incentivou financeiramente campeonatos destinados às mulheres realizados por outras empresas. No total, a Riot ajudou com R$ 460 mil em premiações no ano.

Este investimento trouxe retornos. De acordo com o Esports Charts, o Protocolo Evolução, torneio oficial feminino da modalidade, teve mais horas assistidas e média quatro vezes maior do que o Finest Invitational, campeonato misto realizado na Europa.

AMD
AMD, caster que publicou vídeos sobre a importância do cenário feminino, enquanto profissional de CS:GO (Foto: Divulgação/CBCS)

Respaldo de outras mulheres sobre a importância do cenário feminino

As falas de AMD receberam apoio de outras mulheres, que concordaram com a caster. É o caso de Lawi, jogadora de League of Legends na divisão Academy da Miners e de Marina Leite, fundadora da Vorax.

Victor Hugo Porto

por Victor Hugo Porto

Publicado em 01 de dezembro de 2021 • Editado há mais de 2 anos

Matérias Relacionadas
Geral
Jogos Olímpicos de Esports é criado e terá primeira edição em 2025
Geral

Jogos Olímpicos de Esports é criado e terá primeira edição em 2025

O Comitê Olímpico Internacional (COI) deu um passo histórico ao aprovar a criação dos Jogos Olímpicos de Esports.

Há 1 dia
Geral
Sites de jogos investem em patrocínios e parcerias esportivas para promoção da marca
Geral

Sites de jogos investem em patrocínios e parcerias esportivas para promoção da marca

Cada vez mais os sites de jogos estão presentes como patrocínios tanto nos esportes tradicionais quanto nos esports!

Há 1 dia
Geral
CBLOL 2024: brTT e LOS não possuem mais chance de playoffs
Geral

CBLOL 2024: brTT e LOS não possuem mais chance de playoffs

Após o resultado da rodada e mais uma derrota, dessa vez para o Fluxo, as chances da LOS e brTT irem aos Playoffs estão zeradas.

Há 12 dias
Geral
Comitê Olímpico Internacional oficializa Olimpíadas dos Esports na Arábia Saudita
Geral

Comitê Olímpico Internacional oficializa Olimpíadas dos Esports na Arábia Saudita

O Comitê Olímpico Internacional (COI) oficializou que as Olimpíadas de Esports vão acontecer na Arábia Saudita. Confira mais detalhes na matéria!

Há 13 dias
Geral
Riot cancela projeto não anunciado baseado em Super Smash Bros
Geral

Riot cancela projeto não anunciado baseado em Super Smash Bros

A Riot cancelou um projeto baseado no jogo de luta Super Smash Bros. O jogo não havia sido anunciado, entenda o caso na matéria.

Há 15 dias
Geral
LCK 2024: Deft alcança feito que só Faker havia conseguido
Geral

LCK 2024: Deft alcança feito que só Faker havia conseguido

Neste sábado, em partida contra a T1, o Deft alcançou uma marca que até então só Faker, o maior da história, havia conseguido.

Há 26 dias

















































Campeonatos Atuais