CBLOL 2021: “Quero que o Brasil tenha o respeito de outras regiões”, diz brTT

League of Legends
De:Vitor Ventura-
April 18, 2021

Neste domingo (18), a paiN Gaming se sagrou campeã do 1º split do CBLOL 2021, ao bater a Vorax por 3×1. Na coletiva após a partida, dentre várias respostas, o atirador, brTT, respondeu sobre o seu objetivo na carreira, o que mais ele poderia almejar após levantar a sexta taça.

“Eu quero que o Brasil tenha o mínimo de respeito das outras regiões. Acredito que, sobre isso, hoje em dia as pessoas olham para nós como piada em evento internacional, então eu espero, antes de parar, conseguir mudar isso de alguma forma. Acho que por isso eu continuo jogando, tendo forças para jogar”, declarou brTT.

brTT agora é hexa campeão do CBLOL e irá ao seu quarto grande torneio internacional (Foto: paiN Gaming)

Ele diz ainda que, se não fosse por esse desejo, ele já teria se aposentado “há muito tempo.”

MSI 2021 será o 4º grande torneio internacional de brTT

O MSI 2021, na Islândia, será o quarto torneio internacional Major de brTT em sua carreira. Em 2015 ele representou o Brasil no Mundial pela paiN Gaming, onde junto de Kami e Mylon, conseguiram duas vitórias na Fase de Grupos, a melhor campanha da região até hoje.

Em 2017 ele voltou ao palco internacional, agora com a camisa da RED Canids. Na Fase de Entrada do MSI, brTT e companhia venceram quatro dos seis jogos dos Grupos, mas não conseguiram a classificação. Já em 2019, no Flamengo, o atirador conseguiu somente uma única vitória, sobre os turcos da Royal Youth, porém acumulou derrotas que tiraram ele e o rubro-negro da competição.

Com dois Mundiais e um MSI no currículo, além das seis taças nacionais, brTT afirma que vai à Islândia com uma grande bagagem e “uma mentalidade muito boa.”

Robo confiante para o MSI

Robo e brTT já foram campeões três vezes juntos, na RED, Flamengo e paiN (Foto: Divulgação/Riot Games)

O Topo, Robo, também falou sobre suas experiências passadas. Afinal, ele estava com o AD Carry e com Luci naquele time do Flamengo dois anos atrás. “Eu me sinto bem mais preparado, naquele estávamos eu, brTT e Luci, e hoje nós nos entendemos bem mais, tanto dentro quanto fora de jogo. Diria que todo esse time da paiN é bem diferente de outros que eu já joguei e estou confiante de que teremos um desempenho melhor.”

O Topo relembra a campanha do Flamengo: “O primeiro dia foi muito bom, mas o segundo foi bem ruim. Mas, com esse time, já mostramos que temos um mental forte, conseguimos o primeiro Reverse Sweep da história, tivemos séries difíceis na semifinal e na Final… Mostramos que conseguimos lidar com pressão, o que é importante quando joga lá fora.”

A paiN já conhece seus adversários no Mid-Season Invitational, apesar de ainda não saber a data de sua estreia, tão pouco o dia da esperada viagem para a Islândia. MAD Lions (LEC), PSG Talon (PCS) e Istambul Wildcats (TCL) serão os obstáculos que brTT e companhia precisam superar para tentar chegar na fase seguinte do MSI.

Confira todos os times classificados ao MSI aqui no Mais Esports.

Veja também: RNG vence a FPX e volta a conquistar o título da liga chinesa