CBLOL 2021: Relembre as cinco finais que a paiN já disputou

Geral
De:Vitor Ventura-
April 16, 2021

No próximo dia 18, domingo, a paiN Gaming vai encarar sua sexta final de CBLOL na história. No cenário competitivo de League of Legends desde 2012, a organização fundada por PAADA acumula dois títulos e três vices da maior competição nacional da modalidade.

Nesta matéria, vamos relembrar todas as decisões que a equipe já passou em sua história de quase dez anos no competitivo de LoL.

CBLoL 2013 – paiN 3 x 1 CNB, WTC Golden Hall em São Paulo – SP

Após conquistar um 3º lugar no CBLoL 2012, a primeira edição do torneio, a paiN veio com força para a temporada seguinte. Com um elenco formado por: Venon, SirT, Kami, brTT e Espeon, a paiN Gaming pegou uma CNB na Grande Final, que cumpriu a promessa de ser um jogo emocionante.

Após perder a primeira partida “para os minions”, brTT e companhia conseguiram a virada e fecharam a série em 3×1, garantindo assim o primeiro título nacional da organização e o segundo do competitivo brasileiro.

1º split CBLoL 2014 – paiN 2 x 3 Keyd, Centro de Convenções em Fortaleza – CE

Pela primeira vez separado por etapas (mas ainda sem serem chamadas de splits), a primeira parte do CBLOL de 2014, a Série dos Campeões, foi decidida entre paiN e Keyd Stars. Na época, a decisão ganhou ainda mais destaque pela vinda de jogadores coreanos para as duas equipes: Winged e Suno para os Guerreiros e Lactea e Olleh para a paiN Gaming.

Além disso, a Final foi marcada também pelo reencontro de brTT, que havia saído da paiN no ano anterior após a conquista do CBLoL, com sua antiga equipe.

No fim das contas, o título ficou nas mãos das estrelas da Keyd após uma série de cinco jogos bastante acirrada. O elenco vice-campeão desta edição do CBLoL era formado por Lactea, SirT, Kami, owN e Olleh.

2º split CBLoL 2015 – paiN 3 x 0 INTZ, Allianz Parque em São Paulo – SP

Com brTT de volta, a paiN sofreu diversas mudanças para o ano de 2015. Saíram Lactea e Olleh e chegaram Dioud e Mylon (2º split), além do retorno do atirador. Esta temporada ficou marcada na história como a primeira da Era Estúdio, quando o CBLoL começou a ser realizado semanalmente em um estúdio na cidade de São Paulo.

A Grande Final da segunda etapa de 2015 fechou com chave de ouro este primeiro ano da nova era do competitivo brasileiro. Com mais de 10 mil pessoas ocupando as arquibancadas de um estádio de futebol, a paiN Gaming venceu a INTZ por 3×0 e conquistou seu segundo título nacional. Detalhe: o primeiro troféu erguido no novo estádio do Palmeiras foi do 2º split do CBLoL 2015, por Mylon, SirT, Kami, brTT e Dioud.

2º split CBLoL 2017 – paiN 1 x 3 Team oNe, Mineirinho em Belo Horizonte – MG

Após passar um 2016 conturbado, com o improviso do streamer, Picoca, na função de suporte no primeiro semestre e a saída de brTT na etapa seguinte, a paiN começou 2017 melhor. Apesar de ficar pelas semifinais no 1º split, o elenco formado por Mylon, Tay, Kami, Matsukaze e Loop conseguiu derrotar a algoz INTZ nas semis da segunda etapa e chegou a mais uma decisão de CBLoL.

Contra os novatos recém-chegados à elite, porém, a paiN não conseguiu emplacar seu jogo e, da mesma forma que venceram em 2013, perderam de virada num Mineirinho lotado e viram os Golden Boys erguerem a taça, na primeira vez que uma equipe vinda do Circuito Desafiante, conquista o título da elite.

2º split CBLoL 2020 – paiN 1 x 3 INTZ, São Paulo – SP

Em 2020, o mundo foi assolado pela pandemia da covid-19, o que levou todos os segmentos da sociedade a mudarem o estilo de vida radicalmente, e os Esports não foram exceção. Disputado totalmente online, o 2º split do CBLOL 2020 teve somente sua Grande Final realizada presencialmente, mas sem a presença de público.

paiN e INTZ se encontraram na decisão, com os tradicionais buscando encerrar uma seca de títulos que já durava cinco anos, enquanto a INTZ ia atrás da sua revanche pela final de 2015, além de voltar ao Mundial.

Apesar de ser favorita, a paiN não teve chance contra os intrépidos e foram derrotados por 3×1. A equipe vice-campeã era formada por Robo, Cariok, Tinowns, brTT e esA.

1º split do CBLOL 2021 – paiN x Vorax

Voltando a uma final de 1º split depois de sete anos, a paiN está sedenta por uma taça, já que o jejum dura desde 2015. A Vorax, por outro lado, chega a sua primeira final de CBLOL na história da organização (contando com os retrospectos de PRG e Falkol, que se fundiram e originaram os Vorazes).

Mesmo sendo sua primeira decisão de CBLOL, alguns jogadores da Vorax já tiveram essa experiência, como é o caso de Matsukaze (2017) e Wos (2016). Na paiN Gaming a história é bem diferente. Robo já chegou a seis finais de CBLOL (2016 pela Keyd, 2017 na RED Canids, 2018 pelo Flamengo, duas em 2019 também pelo rubro-negro, e uma em 2020 pela paiN).

Cariok é o mais novato nesse quesito, já que ele está indo para sua segunda final de CBLOL, sendo a primeira no split passado. Tinowns também já teve sua parcela de decisões (2014 pela KBM, 2016 na CNB e 2020 já na paiN).

Enquanto isso, brTT é o jogador de todo o cenário competitivo a chegar em mais finais, são oito ao todo e ele parte para a nona (2013, 2015 e 2020 pela paiN, 2014 na Keyd Stars, 2017 na RED Canids, 2018 pelo Flamengo e duas decisões em 2019 também no rubro-negro.)

Por fim, o suporte sul-coreano, Luci, está indo para sua terceira final de CBLOL. Ele atuou nas duas de 2019 pelo Flamengo, e desde então, não chegou às decisões. Somando todos os jogadores, a paiN possui 20 finais no currículo, contra duas da Vorax.

A Grande Final do 1º split do CBLOL 2021 será realizada no dia 18 deste mês, num domingo. O vencedor se consagra o grande campeão nacional, além de representar o país e a liga no MSI, na Islândia.

Veja também: MSI 2021: Veja os times classificados, grupos e formato do torneio