×





×





×





×





×


Logo MaisEsports
Notícias
Campeonatos
Outros
Mais Esports

CBLOL 2024: Jogadores comentam sobre as mudanças para o competitivo em 2025

League of Legends

A notícia das mudanças no competitivo de LoL para 2025 pegou todos os jogadores brasileiros de surpresa. O CBLOL será uma das ligas afetadas e agora se juntará com a LCS e LLA, passando também a ter menos times em 2024.

Após a terceira rodada do CBLOL 2024 2° split, o Mais Esports perguntou sobre a mudança para diversos nomes do cenário, e o compilado de respostas você confere logo abaixo!

Como os jogadores do CBLOL 2024 receberam as mudanças?

Vale lembrar que o Mais Esports também apurou os bastidores do recebimento da notícia por parte dos jogadores do CBLOL, Academy e também comissões técnicas. 

LOUD Redbert: 

A princípio, fiquei bem chocado, pois não esperava que fosse ser desse jeito. Antes de ter todas as informações, eu imaginei que seria algo mais parecido com o que houve no VAL, então fiquei bastante preocupado. No entanto, com o tempo, fui entendendo como realmente seria. Ainda acho ruim, mas é menos pior do que eu imaginava.

KaBuM! Hauz: 

Acho que, por enquanto, os jogadores devem estar focados no campeonato, porque não tem muito o que fazer sobre isso agora. Não tem como se movimentar nem nada. Mas, sei lá, essa parada de diminuir os times, todo mundo sabe que pessoas vão perder seus times e ficar fora dessa nova escolha da Riot. Talvez os jogadores tenham que se esforçar um pouco mais, tentar garantir suas vagas e se animar ao máximo, sabe? Não desistir. Acho que os jogadores estão recebendo dessa forma, tipo “vou fazer por onde, vou fazer mais, quero estar lá”. É um pouco por aí. E é meio triste que outras pessoas vão ficar sem oportunidade, né? Acho que vai rolar uma peneira assim.

RED fNb: 

Cheguei no office para treinar e, como eu não uso Twitter (X), fiquei sabendo só no dia anterior. Os meninos estavam comentando sobre isso e eu fiquei sem entender nada, então perguntei o que estava acontecendo. Acabei descobrindo no outro dia. O que eu achei? Muita gente está dizendo que é uma mudança para deixar o cenário com mais vida, para ter mais tempo de vida e tudo mais. Pensando por esse lado, acho que é uma ótima mudança, já que vai se tornar algo mais sustentável. É um pouco triste alguns times terem que sair e termos menos times no CBLOL, mas se for por um bem maior para o cenário continuar, acho que é válido.

paiN Dynquedo: 

Mano, para ser sincero, eu achei que era resenha no começo, achei que era zoeira porque estava maior função no Twitter (X). Só que eu não estava vendo direito, achei que algum fã tinha postado alguma coisa e todo mundo tinha criado um assunto sobre algo que poderia acontecer. Mas era real. No dia seguinte, já estava na notícia e eu fiquei tipo “mano, o que é isso, tio?” Então, fui pego bem de surpresa. Realmente, não esperava que fosse acontecer.

Como estão se sentindo sobre tudo o que vai mudar?

paiN Dynquedo: 

Cara, acho que todo mundo no cenário pensa: “Pô, mano, o bagulho vai mudar”. A gente não sabe se vai dar bom ou não, mas o bagulho vai mudar. Então, dá um pouco de medo, né? A gente não tem como evitar. Enfim, na hora, eu ainda não sabia muito bem como ia ser e tal. Ainda não sei, ninguém sabe exatamente como vai ser. Fiquei um pouco assustado na hora, mas é aquilo: confiar e continuar fazendo cada um o seu, pelo menos.

KaBuM Hauz

Eu não tenho muitas opiniões, acho. Como acabei de dizer, acho que vai dar uma peneirada nos profissionais da área. É uma opinião bem pessoal, de que pessoas qualificadas vão ficar. Então, imagino que isso vai acontecer. Vai haver uma profissionalização maior, os times que ficarem vão ter uma estrutura muito boa e profissionais competentes. Isso pode aumentar um pouco o nível, pelo menos internamente, em termos de gestão, jogadores, etc. É o que eu vejo.

LOUD Redbert 

O que mais me preocupa, a princípio, é como vai ser feito o Tier 2. Também tem o fato de 40% dos times serem cortados, o que é meio preocupante. Não sei, do lado dos negócios, se era algo necessário, se deveria ser feito ou não. Mas o sentimento que fica em mim, como jogador e torcedor (antes de jogar, torci bastante), é que matou uma parte do CBLOL ali. Só que eu não entendo muito de negócios, então isso fica a cargo da Riot decidir o que é melhor ou não. A gente é só peão.

A notícia das mudanças do CBLOL alterou o desempenho dos jogadores?

RED fNB: 

Não, não mudou nada para ser sincero. Nossa vida continua igual, com o mesmo foco de ganhar o campeonato. Mas, com certeza, agora tem uma motivação a mais para estar entre os oito escolhidos, estar nos holofotes. Eu ainda não tive essa reflexão de que pode ser o último CBLOL que eu vou jogar. Estou muito focado em conseguir deixar nosso time forte, então não parei para pensar nisso. Quem sabe na segunda-feira, depois que acabar esse final de semana, venham essas reflexões. Acho que temos que enxergar isso como nossa última chance, nossa última oportunidade, e dar tudo de si para garantir nossa vaga nas próximas edições, que vão ser agora Conferência Sul e Conferência Norte.

KaBuM Hauz: 

Acho que ficaram dois, três dias todo mundo comentando como vai ser, com algumas brincadeiras do tipo “Ah, vou ficar sem emprego, virar Uber”. Mas é normal, né? Acho que tem que comentar, tem que entender como vai funcionar para quem for ficar e tal. Ficamos dois, três dias comentando sobre isso e depois todo mundo voltou à rotina normal. Tem que fazer, tem que pensar no agora. Não adianta ficar remoendo o que vai acontecer no futuro, que só vai entrar em vigor daqui a 4 ou 5 meses. Não tem muito o que fazer agora.

LOUD Redbert: 

Para a LOUD, isso não impactou quase nada, porque eles têm muita certeza de que vão continuar. Eles são meio que os melhores jogadores de cada posição, então não se preocupam tanto. Mas sempre tem o lado empático de cada um, vendo uma parte do cenário morrer ou muitos jogadores podendo ficar sem time. Muitos funcionários também não terão mais trabalho no ano que vem, não só jogadores, mas parte da staff, psicólogos, etc. Então, é um pouco triste, né? Mas não tem muito o que a gente possa fazer.

É meio triste, porque eu não esperava que fosse ser o último split com o nome CBLOL. Mas, ao mesmo tempo, isso dá um gás, porque eu quero dar esse penta para a LOUD, para nos igualarmos à INTZ e poder falar que não é só a INTZ que tem um penta, né? Acho que é mais nessa questão de fazer valer esse split, tanto por ser possivelmente o último do Croc quanto por ser o último split do CBLOL mesmo. Então, essa vontade de querer marcar o nome na história aumenta.

paiN Dynquedo:

Acho que não trouxe essa pressão ou um peso a mais para a gente. Estamos bastante focados nesse split ainda. Querendo ou não, tem um split rolando, então não dá para pensar muito nisso agora. Acho que talvez isso bata mais forte depois que o split acabar, no final do ano, quando muita coisa vai acontecer. Sinto que vamos tomar esse impacto mais lá na frente. Por enquanto, estamos na mesma rotina, com o mesmo foco. Sentimos que temos um split para ganhar ainda. Se for o último CBLOL, ele precisa ser nosso.

Pensando no futuro da liga e de suas carreiras individuais

KaBuM Hauz: 

Dada a notícia, é só um fator a mais. Eu já me preocupo com meu desempenho faz tempo. Já venho lidando com isso, lidando com todas as pessoas falando. Acho que faz parte da área, ser profissional de esportes envolve muita gente te criticar. Talvez isso seja uma motivação a mais, de querer estar lá, de merecer. As pessoas vão olhar diferente. Não creio que eu tenha algo para provar aos fãs, é mais para provar a mim mesmo. Olho mais internamente, sei o que está acontecendo aqui dentro, o que está me fazendo me esforçar todo dia e achar soluções.

LOUD Redbert: 

Acho que, no momento, jogadores que têm incerteza sobre suas carreiras podem ser bastante afetados por isso. Tem também o lado de dar um gás a mais para continuar na liga, buscar mostrar seu jogo bom. Então, é um pouco uma faca de dois gumes. Mas acho que, no geral, não vai impactar tanto porque estamos no meio de um campeonato e essas mudanças vão ser só para o ano que vem. Todo mundo está focado em ganhar este campeonato ainda.

As mudanças talvez me ajudem numa decisão futura de parar de jogar, porque eu sou muito pessimista. Quando vi as notícias, consegui imaginar o cenário local se perdendo ou perdendo interesse em uns dois anos, então isso pode influenciar minha decisão de parar de jogar no futuro.

paiN Dynquedo: 

Cara, sendo o último CBLOL, você fica meio tenso, né? Você sente um aperto porque, querendo ou não, é uma história, um ciclo que vai se encerrar. Então, realmente, é uma sensação difícil. Mas, como eu falei, é o último. Passamos por dois anos com bons resultados em termos de nível e tal, mas não o resultado que queríamos, que era o título. Então, estamos com esse sentimento de que, mano, é o último, temos que levar esse último para casa, pelo menos.

Mas, como eu disse, se não fosse o último, a pressão seria a mesma. Ainda teríamos muita pressão para ganhar, porque estamos há uns anos batendo na trave. Então, isso não está trazendo uma pressão a mais. De qualquer forma, já teríamos essa pressão, e está na mesma.

O que os jogadores esperam do novo formato da Riot?

paiN Dynquedo: 

Eu realmente não sei. Vi muita gente discutindo, vi alguns pontos positivos e alguns pontos negativos. Senti muita frustração dos fãs, tipo “Pô, mano, a gente construiu esse cenário meio que independentemente, sem o apoio das outras regiões”. Mesmo quando tínhamos momentos difíceis, não sentíamos o apoio das outras regiões, igual estamos entregando da nossa parte agora.

Como um amante do nosso CBLOL, do nosso cenário, torço muito para que dê certo. Acho que, se realmente for isso que vai acontecer, tenho certeza que a Riot vai se esforçar ao máximo para fazer acontecer de uma forma positiva, para que dê tudo certo no fim das contas.

Então, é confiar, mano, confiar. Tenho certeza que, agora, muita gente está sentindo um susto, mas no fim das contas, no ano que vem, ainda vamos continuar com a nossa região do jeito que gostamos, com bastante meme, bastante entretenimento, mas também competitiva. Talvez um pouco mais competitiva. Temos que tentar abraçar os lados positivos. Se for realmente isso que vai acontecer, espero que a Riot dê o melhor deles, assim como vêm dando nos últimos anos, para termos um cenário bem forte, igual tivemos esses últimos anos.

KaBuM Hauz: 

Ah, eu quero que essa mudança não faça o cenário morrer, nem nada do tipo. Que os fãs continuem apoiando e não deixem toda essa mágica que o CBLOL tem morrer. Acho que isso é o mais importante.

O CBLOL é uma mágica, é um lugar muito especial para cada pessoa, cada fã que torce de casa e nunca veio aqui, mas vai numa final de estádio. Acho que isso marcou muitas pessoas, uma geração, eu diria. Então, é isso, o carinho tem que ficar. Não dá para olhar só pelo lado ruim das coisas.

Acompanhe todas as notícias das mudanças no cenário competitivo de LoL aqui no Mais Esports. Veja também a nossa cobertura completa do CBLOL 2024 2° split com calendário de jogos, resultados, tabela e outras informações!

Imagem do palco do CBLOL
(Foto: Divulgação/Riot)
Bruno Rodrigues

por Bruno Rodrigues

Publicado em 18 de junho de 2024 • Editado há 25 dias

Matérias Relacionadas
League of Legends
CBLOL 2024: LOUD Croc e SrVenancio comentam as mudanças na jungle
League of Legends

CBLOL 2024: LOUD Croc e SrVenancio comentam as mudanças na jungle

Será que o próximo patch não vai beneficiar tanto assim a LOUD? É o que perguntamos para o jungler e coach da equipe, confira a fala deles!

Há 17 horas
League of Legends
Como vincular a conta VALORANT no Xbox Game Pass
League of Legends

Como vincular a conta VALORANT no Xbox Game Pass

Apenda a como vincular sua conta VALORANT com o Xbox Game Pass e liberar todos os agentes do jogo. Veja o passo a passo para conectar.

Há 18 horas
League of Legends
CBLOL 2024: Na 12ª rodada, a paiN Gaming e VKS seguem na liderança
League of Legends

CBLOL 2024: Na 12ª rodada, a paiN Gaming e VKS seguem na liderança

A 12ª rodada do CBLOL 2024 chegou ao fim e paiN Gaming e VKS seguem na liderança, e o meio de tabela tá enrolado! Confira na matéria.

Há 19 horas
League of Legends
LoL: Ele vai voltar? Patch 14.14 pode marcar o retorno do Zed
League of Legends

LoL: Ele vai voltar? Patch 14.14 pode marcar o retorno do Zed

O Zed vai receber alguns buffs no patch 14.14, confira como essas mudanças podem fazer o campeão retornar a glória nas ranqueadas. Acessa!

Há 1 dia
League of Legends
Resposta LoLdle hoje – 12 de julho: veja todas as soluções do dia
League of Legends

Resposta LoLdle hoje – 12 de julho: veja todas as soluções do dia

Confira a resposta LoLdle hoje, dia 11 de julho. O mini-game de LoL traz diversos desafios de adivinhação do League of Legends.

Há 1 dia
League of Legends
CBLOL 2024: “Trocar o medo e a culpa por coragem e evolução”, diz Paula Nobre sobre brTT
League of Legends

CBLOL 2024: “Trocar o medo e a culpa por coragem e evolução”, diz Paula Nobre sobre brTT

Paula Nobre, streamer de VAROLANT e namorada do brTT, contou em exclusividade como está sendo para o Pai lidar com esse momento difícil.

Há 2 dias

















































Campeonatos Atuais