CBLOLAcademy: “É importante abraçar qualquer oportunidade”, declara Mills sobre jogar Academy

League of Legends
De:Vitor Ventura-
February 2, 2021

Após ser bicampeão do CBLOL e representar o Brasil em dois torneios internacionais (MSI 2019 e Mundial 2020), o AD Carry, Mills, encara agora um novo desafio: representar a equipe Academy da INTZ, organização que defende desde 2018.

Em entrevista ao Mais Esports, na última semana, o jogador falou sobre dar um “passo para trás” e disputar a liga secundária do cenário competitivo brasileiro, além de ser a referência na nova line up.

“Se você me perguntasse no ano passado se eu esperava jogar o Academy em 2021, eu diria que não. Mas, é importante abraçarmos qualquer oportunidade… É melhor jogando do que não”, declarou Mills.

Sendo um dos jogadores mais experientes do elenco Academy, Mills se vê como referência dentro da equipe, e também cita Zuao, caçador que já atua profissionalmente desde 2015. “Claro que em questão de conhecimento, ele [Zuao] pode me ajudar tranquilamente, mas ele não tem tanto tempo de INTZ. Ele esteve conosco em um split, em 2020, então, a princípio, sou eu que tenho que trazer todo mundo para a mesma página.”

Mills foi campeão do CBLOL em 2019 e 2020 pela INTZ (Foto: Riot Games)

“O Zuao me ajuda muito principalmente na parte de experiência e conhecimento dele, que ele consegue não só me ajudar, mas também me ensinar diversas situações”, completa.

Nova companheira, Yatsu recebe elogios de Mills

Mills também comentou sobre sua companheira de equipe, Yatsu. A jogadora da rota do Meio é uma das poucas players femininas do cenário profissional de LoL brasileiro. Sobre a jogadora, o Atirador só tem elogios.

“A Yatsu joga muito bem. Ela é bastante dedicada desde que a conheço, já está na INTZ há bastante tempo. Ela se esforça muito, sempre dá seu melhor, então toda minha expectativa em relação a ela são boas, na espera de um crescimento muito grande”, opina.

Outra grande novidade na INTZ Academy é a presença de Gragolândia, streamer e conhecido por ser Mono Gragas na SoloQ brasileira. Mills afirma que praticamente tudo muda quando se sai do ambiente de Fila Ranqueada e stream e entra no profissional.

Gragolândia, o novato da INTZ e do LoL profissional

“Muitas coisas são e devem ser diferentes. Por ser profissional, você deve se dedicar muito, se doar bastante, porque além de influenciar o seu desempenho, você influencia no dos outros jogadores e membros da staff. O primeiro passo foi fazê-lo entender isso, fazê-lo entender que o que ele joga na SoloQ não serve para quase nada no competitivo.”

“Trabalhar com ele, assim como trabalhar com jogador novo, é trabalhar no zero. Tivemos que chegar mais próximo, mostramos para ele o que é importante para o competitivo, mostrar o que é de fato o competitivo, os conceitos do LoL profissional e trazê-lo para esta realidade. […] Acho que ele está se adaptando bem, mas tem muito para melhorar”, concluiu.

A INTZ Academy enfrenta a LOUD nesta terça-feira (2) e parte em busca de um momento melhor neste 1º split.

Veja também: Udyr vence votação e será o próximo campeão a receber rework