CEO da INTZ promete “grandes mudanças” para times do CBLOL e da LBFF

FreeFire
De:Victor Hugo Porto-
August 4, 2021

Lucas Almeida, CEO da INTZ, comentou a performance ruim das escalações que atuaram pelos Intrépidos no CBLOL e na Liga Brasileira de Free Fire (LBFF). No Twitter, Lucas prometeu “grandes mudanças para as próximas competições”.

“Nunca esperem que eu deixe de apoiar uma formação representando nosso manto enquanto há 1% de esperança. Mas, agora que acabaram os splits das duas principais ligas nacionais pra nós, peço desculpas a todos pelo pior ano da história do clube no LoL e no Free Fire”, escreveu Lucas.

“Esperem grandes mudanças para as próximas competições. Sei que a nossa história não combina com esse resultado. Não conhecíamos resultados tão ruins. Somos conhecidos por 7 finais históricas, 5 títulos no CBLOL e por ser a primeira organização profissional a jogar uma LBFF. Não há muito mais o que falar sendo que os resultados são inaceitáveis. E eu, como líder da organização mais intrépida do mundo, trabalharei duro, lado a lado com todos por aqui até alcançarmos o próximo título”, finalizou.

Continue após a publicidade
Publicações de Lucas Almeida, CEO da INTZ, sobre a equipe
Lucas Almeida comenta resultados ruins no CBLOL e na LBFF (Imagem: Reprodução)

Na LBFF, a INTZ ficou em 8° entre os 12 times participantes e não conseguiu avançar à próxima fase. No CBLOL, os Intrépidos ficaram novamente na 8° posição e ficaram fora dos playoffs.

Foto de Lucas Almeida, CEO da INTZ
Lucas Almeida, CEO da INTZ (Foto: Divulgação/INTZ)