Cruzeiro estará fora do CBLOL e LBFF após fim da parceria com a e-Flix

FreeFire
De:Bruno Rodrigues-
March 23, 2021

Apenas um split após ter estreado no CBLOL 2021 (liga brasileira de LoL) e também na LBFF (liga brasileria de Free Fire), o Cruzeiro estará deixando o cenário de esporte eletrônico após o rompimento de contrato feito pela e-Flix eSports, empresa que gerenciava esse setor no clube.

A informação foi revelada antecipadamente pelo jornalista Chandy Teixeira, ex-jornalista do Globo Esportes e Loading. De acordo com ele, a e-Flix rompeu o contrato para ter mais agilidade nas decisões relacionadas ao esporte eletrônico, visto que todas elas precisam passar por aprovação do Cruzeiro, o acaba deixando todo esse processo mais lento.

Poucos minutos depois, a própria e-Flix confirmou o rompimento de contrato, e ressaltou que continuará tanto na LBFF quando no CBLOL, mas sem usar o nome do clube mineiro. Isso acontece porque o contrato era apenas para o licenciamento da marca, sendo que as vagas dos campeonatos em questão pertencem a e-Flix, e não ao Cruzeiro.

“Assim sendo, E-Flix e Cruzeiro seguirão rumos desassociados a partir de agora. As equipes de League of Legends, Freefire e FIFA desenvolvidas e gerenciadas pela E-Flix deixam de exibir a nomenclatura Cruzeiro eSports, de modo que E-Flix não responderá mais por qualquer iniciativa de esportes eletrônicos do clube. De igual forma, os atletas contratados pela E-Flix encerram seus contratos de imagem junto ao Cruzeiro. Além disso, reitera-se que as vagas nos campeonatos disputados, especialmente no CBLOL e na LBFF, são de titularidade exclusiva da E-Flix, que continuará a exercer seu direito de participação nos próximos splits das competições”, comentou a e-Flix em seu comunicado oficial.

A gerenciadora também ressaltou que a decisão já foi informada à Riot Games, que concordou com o plano de transição apresentado.

Atualização: Carlos Antunes, gerente de Esports da Riot Brasil, publicou uma nota em que confirma a conversa com a E-Flix sobre a transição dentro do sistema de franquias, pra deixar ar marca cruzeiro e seguir por conta própria.

“Durante o processo de revisão de sua parceria com o Cruzeiro Esporte Clube, a E-Flix procurou a Riot Games para compartilhar todas as informações e decisões proativamente, sempre com muito profissionalismo e transparência, e apresentando uma revisão de seus planos de negócio e planejamento para o futuro a partir da Segunda Etapa do CBLOL 2021. Nós acreditamos nos planos da E-Flix, em sua visão de longo prazo e capacidade para implementar esses planos, por isso confirmamos nossa confiança na E-Flix como parceira do CBLOL e da Riot Games. A partir da Segunda Etapa do CBLOL 2021, a E-Flix competirá com outro nome, e temos certeza de que continuará a escrever sua história no CBLOL e nos Esports”, comentou a desenvolvedora.

Cruzeiro
(foto: Bruno Haddad/ Cruzeiro)

Leia também: Guigo e Robo foram os que mais trocaram de campeões até agora no CBLOL 2021

Compartilhe!