CS:GO: dead classifica banimento como “acusação injusta”, mas posta vídeo de outro torneio

CS:GO
De:Victor Hugo Porto-
August 31, 2020

Banido por seis meses devido exploração de bug como informou a ESL nessa segunda-feira (31), dead disse é uma “acusação injusta”. A publicação foi acompanhada de um vídeo narrado por FalleN, mas a partida em questão não corresponde à publicada pela ESL.

No vídeo, FalleN relembra o que aconteceu na rodada. “Repara que logo depois que a rodada acaba, o Dead sai do jogo, a gente pede um pause. Ele nos avisou no TeamSpeak [aplicativo de comunicação por voz] que havia rolado um bug, não sabia o que era. Avisamos ao adversário [Triumph] que o jogo dele travou e o dead relogou”.

“Sim, ficamos com esse bug, não sabia o que aconteceu em primeiro momento, não passou informação alguma para o time e logo na sequência saiu da partida e retornou. Isso já aconteceu em outros jogos e o dead sempre saiu, sempre avisou antes de deixar o round rolar. Não é uma coisa que teríamos feitos”, declarou FalleN no vídeo.

O vídeo mostra o confronto entre MIBR e Triumph pela cs_summit 6 no dia 23 de junho. A acusação da ESL, no entanto, aponta que o bug foi explorado por dead na ESL One: Road to Rio – torneio disputado entre os dias 22 de abril a 10 de maio.

Ainda no Twitter dead disse que a ESL o acusa pela partida contra a Chaos, o que contraria a nota publicada pela organizadora. O jornalista Ryan do RushBMedia declarou que uma fonte da ESL afirmou que o brasileiro aproveitou do bug durante a ESL One Road to Rio, diferente do que o brasileiro afirma.

A Beyond the Summit, responsável pela cs_summit 6, disse que também está investigando se o bug foi utilizado na competição. A MIBR suspendeu dead enquanto analisa a situação.