CS:GO: Tomi Kovanen admite falta de comunicação no MIBR e promete “nova estrutura”

CS:GO
De:Bruno Martins-
January 8, 2021

Muitas polêmicas rondam o ambiente do MIBR após a tentativa frustrada de negociações entre cogu, leo_drk, v$m e LUCAS1. Cerca de um dia depois após a live com Gaules no qual cogu explana situações que vivenciou na organização, Tomi Kovanen, um dos executivos da Immortals Gaming Club (ICG), falou no Twitter sobre algumas questões; confira.

Tomi Kovanen, também conhecido como lurppis é General Manager do MIBR. Foto: Helena Kristiansson/DreamHack

Tomi Kovanen, ou lurppis, revelou que não é General Manager do MIBR desde novembro de 2018, quando deixou a função. Atualmente, segundo o próprio em uma publicação no Twitter, trabalha como executivo da IGC, empresa que gerencia o MIBR.

Continue após a publicidade

No entanto, os torcedores não sabiam dessa informação e era claro que havia uma falta de comunicação. E Tomi concorda com essa afirmação: “Estou 100% de acordo (que há falta de comunicação)”, disse. O executivo ainda afirmou que deixar o comando da equipe para os jogadores foi um erro. “Deixamos os jogadores comandarem o time com eficácia até setembro [de 2020] e esse foi nosso erro”, admitiu.

Tomi Kovanen ainda revelou que haverá mudanças na estrutura da organização. No entanto, não falou quais vão ser. “Estamos planejando resolver [a falta de comunicação] nas próximas semanas, quando a nova estrutura e elenco forem anunciados”.

Afastado do cargo de General Manager, Kovanen disse que não tem “nenhuma função no dia-a-dia com relação ao MIBR”. O executivo ainda afirmou que há brasileiros “encarregados de dirigir e operar a tag”, mas não citou nomes.

Em relação às negociações de renovação com cogu e seus comandados, Tomi também falou e se defendeu. “Eu entrei na negociação no final, quando nosso pessoal não conseguiu chegar a um acordo e (sem surpresa) meu envolvimento não ajudou em nada – era um problema de matemática”, disse.

E continuou: “Eu fiz nossa melhor oferta. Não podíamos oferecer mais, então não havia mais nada que pudéssemos fazer”. No fim, Tomi se defendeu das acusaões que teria desligado a ligação na cara de cogu: “Para que que fique registrado, eu disse “tchau” antes de desligar”, concluiu.

Veja também: Chuva de “exposeds” mostra o lado mais sujo do cenário brasileiro de esports