- Publicidade -

No último domingo (23) aconteceram as cinco quedas da grande final da Série C da primeira edição da Liga Brasileira de Free Fire. Nesta ocasião, o Santos, com direito a um booyah nas quedas decisivas do campeonato, sagrou-se grande campeão do primeiro split.

Os motivos de comemoração dos meninos da vila ainda não haviam acado. A equipe da baixada santista também garantiu sua vaga na elite do Free Fire brasileiro e disputar a Série A da LBFF no segundo split de 2020.

A line-up do Santos conta com os seguintes jogadores:

  • BOSS
  • Lobato
  • Flocky
  • RNZIN
  • ONE
  • CAUAN (Coach)

“Essa conquista da Série C foi muito gratificante. Muitos jogadores do nosso time passavam por diversas dificuldades e esse título poderá mudar a vida deles. Nós fizemos por merecer. Treinamos diariamente por meses em vários horários diferentes, e agora sentimos que todo o nosso esforço valeu a pena”, comentou CAUAN, head coach do Santos, a respeito da conquista do título da Série C da LBFF.

CAUAN também falou respeito da preparação tanto nos treinos, quanto psicológica da equipe santista para a disputa da Série A da Liga Brasileira de Free Fire. “Nossa preparação para o próximo split já começou e iremos apresentar algumas mudanças para chegarmos ainda mais fortes e brigar pela parte de cima da tabela da Série A da LBFF. Pelo fato do campeonato ser presencial, o Santos está fazendo algumas mudanças estruturais para que fiquemos ainda mais preparados para a competição, visto que isso será uma mudança gigantesca para nossos players, pois antes eles só jogavam à distância”.

Outro ponto que vale ser destacado, é a rivalidade que existe no esporte tradicional entre o Santos e o Corinthians, especialmente no futebol de campo. Agora esse histórico confronto entre duas das maiores instituições de esportes do Brasil chegou ao Free Fire, visto que ambas as equipes estão na Série A da LBFF. “A rivalidade com o Corinthians existe sim dentro do jogo, e a torcida sempre fica muito hypada com isso, principalmente por nós termos a mesma call de queda em Bermuda (Clock Tower). É um time campeão mundial e que deve ser respeitado como tal, mas estamos trabalhando duro para fazer este confronto valer a pena de ser assistido”, cravou o coach da equipe da baixada santista.

Segundo BOSS, “Mesmo com todas as dificuldades não desistimos dos nossos sonhos, e trabalhamos muito duro para que colhêssemos os frutos que estamos colhendo hoje. O apoio do Santos está sendo fundamental para o sucesso do time. Nós precisamos agradecer a Deus e continuar trabalhando firme para chegarmos com tudo na Série A. Não foi fácil, não é fácil e também não vai ser fácil, mas nós garantimos que garra, determinação e muita vontade de vencer não vai faltar na nossa tropa! Vamos fazer o que fazemos de melhor, que é meter muita bala! “, cravou o jogador santista.

Neste primeiro split, o campeonato contou com 1536 equipes participantes, e abriu 34 vagas para a inédita Série B da LBFF, além de outras 8 para a elite do cenário competitivo brasileiro.

Após o título da Série C conquistado pelo Santos, as 18 equipes que irão disputar a Série A da LBFF serão:

  • Team Liquid
  • paiN Gaming
  • Vivo Keyd
  • LOUD
  • INTZ
  • Corinthians
  • BD Los Grandes
  • FURIA
  • B4
  • RED Canids Kalunga
  • Santos
  • SS esports
  • FEAR
  • RAGES
  • Florestais
  • TEAM Z
  • A definir
  • A definir

*As equipes BOUNCE e Peak sofreram punições e estão desclassificadas da Série A da LBFF. Os novos times ainda não foram anunciados pela organização.

Vale lembrar que no segundo split, o formato da LBFF irá mudar. Na elite do país, os dois últimos colocados serão rebaixados, já a decisão do título acontecerá entre 12 times, que terão sua pontuação zerada. As duas equipes que menos pontuarem na grande final, se juntarão às outras equipes que terminarem entre o 13º e o 16º lugar, e irão disputar o  Grupo de Acesso.

Este grupo receberá também os times da Série B que terminarem entre o 3º e 8º lugar na tabela, visto que as 2 primeiras colocadas tomarão o lugar das duas rebaixadas da Série A.

As equipes que caírem para o Grupo de Acesso, irão disputar seis vagas para subir ou se manter na Série A, enquanto as outras seis equipes irão para a Série B. Já na Série C, apenas os 12 primeiros colocados serão promovidos para a Série B, que por sua vez vai rebaixar os 12 últimos para a Série C.

Veja também: Time misto, SS E-Sports sobe para a Série A da LBFF