Free Fire: Em vídeo, ex-jogadores da Poison revelam polêmicas sobre a organização

FreeFire
De:Gustavo Koga-
August 1, 2020

Na madrugada deste sábado (1) ex-jogadores da Poison soltaram um vídeo no YouTube revelando o real motivo de terem deixado a organização. Segundo Jokerpo, cross, blaze e salles, os responsáveis pela equipe não proporcionavam uma boa qualidade de trabalho e desmereciam os membros do time. O CEO da Poison é o jogador de futebol do Bragantino Matheus Jesus.

Poison
Foto: Instagram/blaze

“A alimentação era muito complicada. Nós treinávamos a tarde inteira, e muitas vezes estávamos de jejum, sem comer um biscoito se quer. Quando uma organização vem com uma proposta de Gaming House, suporte material, já pensamos que possa ser uma LOUD ou uma Los Grandes da vida, mas não é bem assim, você não pode achar que todas serão sérias como essas”, disse blaze.

No vídeo ainda foi revelado que os jogadores nunca chegaram a receber salário ou a quantia referente ao mês que jogaram e que cada um arcou com os custos para voltarem a suas respectivas casas. Vale lembrar que a Poison se pronunciou a respeito e disse, em nota oficial, “Cientes da declaração e das acusações contra a organização. Sendo assim, o que está sendo dito não se corresponde com a verdade. Nossos advogados já estão providenciando as medidas jurídicas cabíveis”.

Após saírem da Poison

Atualmente a equipe de Jokerpo e companhia está disputando a Série B da LBFF, e segundo cross, seu objetivo é conquistar o acesso a elite do Free Fire brasileiro e chegar a uma organização que seja séria e que proporcione uma vivência em Gaming House adequada e atenda a suas expectativas como profissional.

Veja também: Peuzada é suspenso até final do 3° split da LBFF por aliciamento