- Publicidade -

A Liga Brasileira de Free Fire anunciou na última quinta-feira (26) que por conta de infração no regulamento da competição, que foi o compartilhamento de conta, a Peaky foi desclassificada da Série A e os jogadores da SKS – e da própria Peaky – estão suspensos até o final da temporada 2020.

Segundo a LBFF, os jogadores e técnico da SKS teriam, durante a final da Série C no último domingo (22), jogado nas contas dos atletas da Peaky. O compartilhamento de contas infringe o regulamento geral da LBFF e também os termos de uso do próprio Free Fire. Os Oficiais da LBFF investigaram as contas e confirmaram a infração.

Pela SKS, os jogadores suspensos são os seguintes: Pepper, Cria.op, Fogo, Ousado, Xabrau e Nemo. Pela Peaky, estão suspensos Buda, 4i:30, Pirate, Krusty, Nilzin7 eTedzin7.

Palco da LBFF. Foto: Divulgação/Free Fire Esports BR

A Peaky perdeu a chance de disputar a Série A e sua vaga será herdada pela próxima equipe na classificação da Série C. A organização, segundo comunicado, poderá atuar na Série C na próxima etapa, mas com novos jogadores.

Todos os jogadores da Peaky e SKS foram suspensos até o final da temporada de 2020 e “de todas as competições e atividades da LBFF, a partir” desta sexta-feira (26). Segundo o comunicado, os jogadores “não podem ser inscritos por nenhuma equipe em qualquer das Séries da LBFF e não podem acompanhar nenhuma equipe em atividades oficiais”. Os responsáveis da LBFF, após o fim da temporada, irão reavaliar os casos e definirão se estarão aptos a voltarem a disputar as ligas.

A organização da competição ainda afirma que não identificou “envolvimento ou omissão dos donos da SKS neste caso, por isso a equipe SKS não será desclassificada e poderá contratar novos jogadores para disputar a Série B”.

Veja também: Time misto, SS E-Sports sobe para a Série A da LBFF