- Publicidade -

A ESL Brasil Premier League conheceu seu primeiro campeão no último domingo (31). A g3x confirmou o favoritismo e conquistou o título da competição de maneira invicta ao vencer a INTZ por 3 mapas a 0 na grande final (16-4 na Train, 16-10 na Cobblestone e 19-15 na Cache). Com o título, a equipe composta por steel, kNg, mch, caike e pava levou para casa uma premiação de 15 mil reais.

Na grande final da competição, foi nítido o domínio da g3x durante todo o confronto. Contando com a grande atuação de Vito “kNg” Giuseppe com a sua AWP e com a experiência de Lucas “steel” Lopes e Rafael “pava” Pavanelli, a g3nerationX não tomou conhecimento da INTZ no primeiro mapa, dominando todas as ações do jogo e fechando a partida em 16 a 4.

Já no segundo mapa, foi possível observar o poder de reação da g3x que no início da Cobblestone chegou estar perdendo por 6 a 0. No entanto, a g3nerationX colocou a cabeça no lugar e virou o confronto com tranquilidade, vencendo o mapa por 16 a 10.

O último mapa da grande final foi o mais equilibrado. Com direito a uma bela atuação de Denner “KHTEX” Barchfield, a INTZ chegou a ter uma chance de fechar o mapa. No entanto, a g3x evitou a derrota, levou o jogo para a prorrogação e conquistou o título da ESL Brasil Premier League após vencer por 19-15.

O Mais e-Sports conversou com o jogador da g3x, Rafael “pava” Pavanelli sobre a conquista do título, consolidação da equipe como número 1 do Brasil e sobre os planos internacionais da g3nerationX para o futuro. Confira abaixo a entrevista na íntegra:

Mais e-Sports: O que esse título da ESL Brasil Premier League representa para vocês?

Pava: Esse título representa todo trabalho que a gente tem feito todo dia de domingo a quinta, virando a noite jogando, treinando, estudando o jogo. O título é um alívio, é a representação do que a gente fez nesses 3 meses que estamos juntos. Mas não deixa de ser só um começo, a gente quer mirar muito mais que isso, e a gente vai conseguir, tenho certeza disso, porque a galera está na pegada.

M: Com mais esse título, vocês se consideram a equipe número 1 do Brasil hoje?

P: Considero. Estou esperando provarem o contrário. A gente provou que é, no momento a gente é. A gente está esperando provarem ao contrário, mas isso não vai acontecer não.

M: Muito se fala de uma possível ida da g3x para o exterior. Mas ao mesmo tempo nós vemos equipes sendo comprados por organizações de fora, como por exemplo a WinOut e a LG. Como vocês veem essa possibilidade?

P: O projeto seria irmos lá pra fora como g3x. Se aparecer uma oportunidade irrecusável, as organizações vão tratar do que tem que ser feito. Mas eu gostaria muito que isso acontecesse o mais rápido possível, porque tenho certeza que estamos prontos para começar a vida lá. Dentro de jogo estamos prontos, vamos aprender muita coisa lá, mas para ir para fora, estamos prontos.

M: Quais são os planos da g3x para o próximo semestre?

P: Manter treinando. Temos os playoffs da ESEA, alguns campeonatos que estão para surgir. Mas vamos continuar treinando na mesma pegada. Pro nosso treino, essa vitória aqui não mudou em nada, iremos continuar treinando do mesmo jeito, estudando o jogo do mesmo jeito e bola pra frente.

A line-up de CS:GO da g3nerationX é composta por:

Caike “Caike” Costa
Vito “kNg” Giuseppe
Jean Michel “mch” D’Oliveira
Rafael “pava” Pavanelli
Lucas “steel” Lopes