×





×





×





×





×


Logo MaisEsports
Notícias
Campeonatos
Outros
Mais Esports

Icons 2022: Maynah comenta erros da Vivo Keyd na estreia

Wild Rift

A Vivo Keyd levou a pior na estreia do Icons Global Championship. Em jogo contra a J Team, os brasileiros foram surpreendidos pela velocidade de reação do adversário chinês. Jogador dos Guerreiros, Maynah comentou as punições que a J Team aplicou no primeiro jogo da competição.

maynah em ensaio fotográfico da vivo keyd
Maynah comentou punição de erros da J Team contra a Vivo Keyd. Foto: Divulgação/Vivo Keyd

Em entrevista à transmissão oficial do Brasil, Maynah comentou que a J Team foi muito rápida em punir os erros da Vivo Keyd durante a partida. Para o suporte, tais erros não são punidos no Brasil e por isso a equipe não soube reagir quando aconteceu na estreia.

O estilo de jogo chinês é muito acelerado. Não só o chinês, mas como da Ásia toda. Eles jogam muito acelerado, e a gente não está acostumado com esse tipo de punição de erro no Brasil. Então como a nossa região não está desenvolvida para punir esses erros, não estamos acostumados a sermos punidos.

Em oposição, no Brasil, segundo Maynah, é possível voltar ao jogo depois de um erro, o que não aconteceu na estreia do Icons 2022. Para o jogador, com apenas um erro, a equipe adversária consegue conquistar uma boa vantagem de mapa e começar a construir uma bola de neve.

No Brasil, se você dá um reset errado as vezes passa despercebido e você consegue transicionar o jogo. Aqui [no Icons] você errou, reset uma vez. Perdeu a pressão que não deveria perder, eles já engolem a visão do mapa, engolem você e já não consegue progredir, fica sempre recuado na base e parece que a gente não consegue avançar no jogo.

O Icons Global Championship 2022 acontece entre os dias 14 de junho e 9 de julho em Sigapura. Ao todos, 24 equipes disputam uma fatia da premiação total de US$ 2 milhões.

Omegha é a brasileira presente na fase de grupos, enquanto Vivo Keyd e Liberty jogam o play-in. Confira a cobertura completa do Mais Esports do Icons 2022.

Veja também: Icons 2022: Urso analisa equipes brasileiras: “Somos a região mais forte do ocidente”

jogadores da vivo keyd durante as finais do wild tour br
Vivo Keyd durante as finais do Wild Tour BR. Foto: Riot Games/Divulgação
Bruno Martins

por Bruno Martins

Publicado em 14 de junho de 2022 • Editado há 2 anos

Matérias Relacionadas
League of Legends
Jogador alcança elo máximo em todos os jogos da Riot e fala sobre o mais difícil
League of Legends

Jogador alcança elo máximo em todos os jogos da Riot e fala sobre o mais difícil

Um jogador conseguiu alcançar o elo máximo no League of Legends (LoL), VALORANT, Teamfight Tactics (TFT), Legends of Runeterra e Wild Rift.

Há mais de 1 ano
League of Legends
Djoko sobre Baiano e Wild Rift: “Ali é coragem pura, sem medo”
League of Legends

Djoko sobre Baiano e Wild Rift: “Ali é coragem pura, sem medo”

Coach falou de sua relação com Baiano e contou como surgiu convite para participar do competitivo de Wild Rift com a Só Agradece.

Há mais de 1 ano
Wild Rift
Riot oficializa fim do competitivo de Wild Rift no Ocidente
Wild Rift

Riot oficializa fim do competitivo de Wild Rift no Ocidente

Wild Rift só continuará com competitivo na Ásia. Riot Games Brasil estuda possibilidade de manter eventos especiais com parceiros em 2023.

Há mais de 1 ano
Wild Rift
Wild Rift: Riot Games deve anunciar fim do competitivo no Brasil
Wild Rift

Wild Rift: Riot Games deve anunciar fim do competitivo no Brasil

Com baixa audiência, Riot focará o cenário competitivo de Wild Rift somente em países do Sudeste Asiático, Coreia e China

Há mais de 1 ano
Wild Rift
Wild Rift: “É um passo importante” comenta Ravena sobre torneio feminino
Wild Rift

Wild Rift: “É um passo importante” comenta Ravena sobre torneio feminino

Ravena Dutra, caster de Wild Rift, conversou com o Mais Esports e falou sobre a importância do Wild Circuit Game Changers feminino. Veja!

Há mais de 1 ano
Wild Rift
Wild Rift: “Pela primeira vez, sinto orgulho de mim”, comemora Noelle
Wild Rift

Wild Rift: “Pela primeira vez, sinto orgulho de mim”, comemora Noelle

O Mais Esports conversou com as jogadores da TBK Esports, finalista do torneio feminino de Wild Rift, o Wild Circuit Game Changers. Veja!

Há mais de 1 ano

















































Campeonatos Atuais