Legends of Runeterra: Teta do Urso acredita que “Mundial será um show à parte”

Legends of Runeterra
De:Bruno Martins-
April 25, 2021

A Riot Games confirmou na última terça-feira (20) o Mundial de Legends of Runeterra para o mês de setembro. Com isso em mente, o Mais Esports convidou o caster do card game Teta do Urso para falar a respeito da competição, preparação dos brasileiros e oportunidades para o crescimento do cenário.

Na entrevista, Teta do Urso fala sobre o que esperar do nível do Mundial, os principais jogadores que poderão estar presentes na competição e muito mais; confira.

runeterra
Mundial de Legends of Runeterra será realizado em setembro. Foto: Riot Games
Continue após a publicidade

O nível do Mundial e o cenário de Runeterra

Teta do Urso fala que o nível nos Torneios Sazonais e da comunidade já são muito altos. Para o caster, o Mundial só vem para potencializar todo o cenário competitivo em Legends of Runeterra.

“Atualmente já vemos um nível de maestria muito alto nas jogadas em eventos como o Sazonal e torneios da comunidade. Quando falamos de um Mundial, acredito que será um show à parte, com tanta glória, honra e dinheiro em jogo, apenas aqueles com uma precisão cirúrgica nas tomadas de decisões terão espaço, apenas os melhores dentre os melhores”, disse ao Mais Esports.

Sobre o competitivo em si, Teta acredita que o Mundial poderá ser muito benéfico para o cenário. Para o caster, a competição tem potencial para trazer nomes de outros card games a investir seu tempo no LoR.

“O Runeterra já vem se mostrando um card game que veio para ser protagonista. O anúncio do Mundial com uma premiação extremamente relevante como essa só confirma esse fato”, falou.

runeterra
Teta do Urso acredita em um grande Mundial de LoR. Foto: Arquivo Pessoal

“O efeito Mundial provavelmente irá atrair mais olhos para o cenário, e consequentemente teremos mestres do carteado de outros jogos como Hearthstone e Magic vindo buscar seu espaço nos campos de batalha de Runeterra, o que tornará ainda mais intensa a disputa”, concluiu Teta.

Além disso, Teta fala que organizações possam começar a investir mais pesado nos jogadores de Legends of Runeterra. “Podemos falar também no quesito de organizações passando a apostar mais no LoR, e acredito que não irá demorar para termos jogadores de destaque sendo recrutados por grandes equipes de esports”.

O Mundial, para Teta do Urso, poderá fazer com que o cenário nacional ganhe mais visibilidade por parte do público geral. O caster cita inseguranças e questionamentos que pessoas têm por não estar no cenário e afirma que o Mundial poderá fazer com que esses pensamentos se dissipem.

“Ainda vemos uma certa insegurança por parte das pessoas que não estão inseridas no cenário do LoR, e questionamentos quanto ao jogo vingar ou não são recorrentes”, disse ao Mais Esports.

“Um anúncio desse calibre sana por completo qualquer insegurança quanto às intenções da Riot, e reafirma a posição de protagonista dentre os card games que o Runeterra vem buscando”, cravou.

Prováveis jogadores do Mundial

Realizando um pedido do Mais Esports, na entrevista Teta do Urso discorreu a respeito dos jogadores que podem carimbar a vaga no Mundial de Runeterra.

“Se eu fosse fazer uma aposta, diria que na Europa os jogadores que compõe a equipe da The Madmen estão entre alguns dos favoritos para a classificação, no Sudeste Asiático o nome que me vem na cabeça já está garantido por ter vencido o último sazonal, o famoso Mr Bear”, falou sobre as regiões da Europa e Ásia.

Runeterra
iannogueira jogará a fase classificatória para a etapa principal do Mundial. Foto: Arquivo Pessoal

O caster não ficou só nessas duas regiões e falou também sobre o Brasil e também a América do Norte. “Temos nomes muito fortes no cenário nacional e acredito que uma boa parcela das vagas serão ocupadas por brasileiros, alguns nomes de destaque seriam o Trivo, Garretz, Sucessor, Finni, 4LW, STAN, LazyGuga e Mafraju”.

“Pensando mais nos cenários estadunidense e canadense, nomes como BBG, Cephalopod, WhatAmI, RattlingBones, e poderíamos citar ao menos mais 10 nomes dentre os favoritos, o que torna a disputa por essas vagas algo que levará o carteado ao limite”, concluiu.

Preparação da comunidade brasileira de Runeterra

Por fim, Teta do Urso comentou como os jogadores brasileiros poderão se preparar para a disputa do Mundial. Segundo o caster, os atletas do Brasil deverão praticar e permanecer juntos para se planejarem para a competição. Isso já acontece, de acordo com o próprio Teta.

“Por ser Caster e estar diretamente envolvido com muitos campeonatos de LoR, já tive oportunidade de conversar com boa parte dos grandes nomes do cenário e algo que todos sempre falam é das pessoas que os ajudaram a buscar essa posição de destaque, seja nas escolhas de Decks, seja treinando match ups ou até mesmo em suporte psicológico e apoio moral, é sempre um resultado conjunto e não de um indivíduo isolado”.

runeterra
Mundial de Legends of Runeterra está marcado para setembro. Foto: Reprodução

Além de estar junto, é necessário para os jogadores também continuar disputando as competições da comunidade no Brasil. A preparação ao Mundial em uma competição fará com que os atletas tenham uma experiência maior para chegar na competição com mais chances de vencê-la.

“Eu diria que a principal forma de preparação é estar junto de pessoas que tenham o mesmo objetivo e buscar crescer juntos. Dito isto, jogar os campeonatos já existentes na comunidade como os organizados pela LBR, Escola Runeterra, os Exames Chunnin e Brazil Open Series é algo que agrega muita experiência tanto no carteado como no preparo pessoal”, finalizou Teta do Urso.

Veja também: Superando a doença: a emocionante história de Space no Warcraft 3