×





×





×





×





×


Logo MaisEsports
Notícias
Campeonatos
Outros
Mais Esports

LoL: CEO da Gen.G diz que número de “jogadores promessa” está diminuindo

League of Legends

O cenário de esports do League of Legends pode enfrentar em breve uma escassez de jovens talentos promissores. O CEO da Gen.G, Arnold Hur, expressou suas preocupações sobre essa questão, enfatizando a queda na criação de talentos, mesmo em regiões historicamente fortes como a Coreia do Sul.

O executivo atribuiu boa parte desse efeito à concorrência com outros jogos, como o próprio VALORANT, da Riot Games, e também à forma como os esports são consumidos.

CEO da Gen.G desabafa sobre escassez de talentos no cenário global de LoL

Em 17 de junho, Arnold Hur usou o X (anteriormente Twitter) para compartilhar suas preocupações:

As pessoas entendidas estão ficando bastante preocupadas com a falta de pipeline de talentos para o League, até mesmo na Coreia. Por pipeline de talentos, quero dizer no nível de trainee, antes mesmo de conseguirem uma vaga na CL [Challengers League] e se tornarem estrelas como Quid, Delight, ou nosso próprio Peyz.

Essa escassez não se restringe a uma única região, mas é um problema generalizado que afeta até mesmo regiões com um forte histórico em torneios internacionais, como é o caso da Coreia do Sul.

O CEO apontou que o problema não está na disponibilidade de talentos, mas na migração de jovens jogadores competitivos para outros jogos. Ele observou que títulos como VALORANT possuem uma quantidade de talentos futuros significativamente maior em comparação ao League of Legends.

Apesar da popularidade mainstream e da relevância cultural que a LCK conquistou, parece haver um “descompasso” em relação ao motivo pelo qual os jovens não estão dedicando tanto tempo ao League of Legends.

Outros motivos que podem influenciar neste efeito

Hur também sugere que outra razão para a queda no número de jovens jogadores ativos pode ser a tendência crescente de assistir a esports em vez de jogar.

Uma ideia que discutimos foi que talvez mais pessoas estejam escolhendo assistir em vez de jogar (pelo menos ranqueadas) à medida que ficam mais velhas e têm outros compromissos na vida, em vez de focar para chegar a Challenger.

Além disso, a variedade de jogos excelentes disponíveis hoje faz com que os jovens talentos sejam menos propensos a se concentrar em apenas um jogo.

Outra ideia foi que talvez seja um efeito de ressaca de esports que estamos finalmente recuperando? Ou talvez, haja muitos jogos excelentes / formas de entretenimento para querer se dedicar completamente a apenas um (estamos surfando na mesma onda dos esportes tradicionais?).

Imagem da GEn.G no Masters MAdrid 2024 de VALORANT
Além de ter sucesso no LoL, a Gen.G tem um dos principais times de VALORANT do mundo (Imagem: Divulgação/Riot)

A recente franquia dos esports, que resultou em menos equipes e vagas pagas, também pode ter reduzido indiretamente as oportunidades para talentos emergentes.

Arnold Hur ainda permanece otimista sobre o cenário

Apesar desses desafios, Hur permanece otimista. Ele acredita que a integração de qualificatórias abertas para equipes, a criação de mais oportunidades universitárias e a atração de mais atenção internacional podem ajudar a aumentar o pool de talentos.

A Gen.G está comprometida em se tornar uma “plataforma de lançamento para os melhores gamers do mundo” colaborando com organizações de esports, faculdades e publishers. Hur prometeu atualizações sobre essas iniciativas ainda neste split.

Leia a declaração completa de Arnold: 

Tive uma conversa bastante preocupante com alguns donos, gerentes, técnicos e até jogadores de League of Legends. As pessoas entendidas estão ficando bastante preocupadas com a falta de talentos para o LoL, até mesmo na Coreia. Por falta de talentos, quero dizer no nível de trainee, antes mesmo de conseguirem uma vaga na Challengers League e se tornarem estrelas como Quid, Delight ou nosso próprio Peyz.

Cada vez mais jovens com talento competitivo natural estão jogando outros jogos, não apenas League. Por exemplo, temos talvez 3x / 4x mais talentos futuros em Valorant, da própria Riot, do que no LoL.

Ao mesmo tempo, os jogadores da LCK estão mais talentosos e populares do que nunca. A LCK está agora alcançando um nível de popularidade mainstream e relevância cultural que nunca vimos antes. Há um descompasso aqui entre a popularidade da liga e a base competitiva hardcore de alto nível, e não temos certeza do que está causando isso.

Uma ideia que discutimos foi que talvez mais pessoas estejam escolhendo assistir em vez de jogar (pelo menos ranqueadas) à medida que ficam mais velhas e têm outros compromissos na vida, em vez de focar para chegar a Challenger. Outra ideia foi que talvez seja um efeito de ressaca de esports que estamos finalmente recuperando? Ou talvez, haja muitos jogos excelentes / formas de entretenimento para querer se dedicar completamente a apenas um (estamos surfando na mesma onda dos esportes tradicionais?).

Ao mesmo tempo, embora o cenário profissional esteja de certa forma se contraindo com menos equipes e, por sua vez, menos vagas pagas no ecossistema, estamos comprometidos em investir no desenvolvimento de talentos a longo prazo. Além disso, há pontos positivos de mais novas oportunidades, com o que acredito ser a integração de qualificatórias abertas para equipes (como Valorant), oportunidades universitárias e mais atenção internacional a longo prazo.

Para a Gen.G, queremos servir como uma plataforma de lançamento para os melhores gamers do mundo encontrarem as melhores oportunidades do mundo. Temos algumas ideias sobre iniciativas que achamos que podem apoiar isso, e gostaríamos de trabalhar com parceiros em organizações de esports, faculdades e publishers para ajudar a fazer isso acontecer.

Anunciaremos algumas atualizações neste verão sobre o que estamos fazendo e agradecemos a todos por dedicarem um tempo para ler isso! 

Diretor GenG
Arnold Hur, diretor da Gen.G. Foto: Reprodução/INVEN
Bruno Rodrigues

por Bruno Rodrigues

Publicado em 18 de junho de 2024 • Editado há 25 dias

Matérias Relacionadas
League of Legends
CBLOL 2024: LOUD Croc e SrVenancio comentam as mudanças na jungle
League of Legends

CBLOL 2024: LOUD Croc e SrVenancio comentam as mudanças na jungle

Será que o próximo patch não vai beneficiar tanto assim a LOUD? É o que perguntamos para o jungler e coach da equipe, confira a fala deles!

Há 11 horas
League of Legends
Como vincular a conta VALORANT no Xbox Game Pass
League of Legends

Como vincular a conta VALORANT no Xbox Game Pass

Apenda a como vincular sua conta VALORANT com o Xbox Game Pass e liberar todos os agentes do jogo. Veja o passo a passo para conectar.

Há 11 horas
League of Legends
CBLOL 2024: Na 12ª rodada, a paiN Gaming e VKS seguem na liderança
League of Legends

CBLOL 2024: Na 12ª rodada, a paiN Gaming e VKS seguem na liderança

A 12ª rodada do CBLOL 2024 chegou ao fim e paiN Gaming e VKS seguem na liderança, e o meio de tabela tá enrolado! Confira na matéria.

Há 12 horas
League of Legends
LoL: Ele vai voltar? Patch 14.14 pode marcar o retorno do Zed
League of Legends

LoL: Ele vai voltar? Patch 14.14 pode marcar o retorno do Zed

O Zed vai receber alguns buffs no patch 14.14, confira como essas mudanças podem fazer o campeão retornar a glória nas ranqueadas. Acessa!

Há 18 horas
League of Legends
Resposta LoLdle hoje – 12 de julho: veja todas as soluções do dia
League of Legends

Resposta LoLdle hoje – 12 de julho: veja todas as soluções do dia

Confira a resposta LoLdle hoje, dia 11 de julho. O mini-game de LoL traz diversos desafios de adivinhação do League of Legends.

Há 22 horas
League of Legends
CBLOL 2024: “Trocar o medo e a culpa por coragem e evolução”, diz Paula Nobre sobre brTT
League of Legends

CBLOL 2024: “Trocar o medo e a culpa por coragem e evolução”, diz Paula Nobre sobre brTT

Paula Nobre, streamer de VAROLANT e namorada do brTT, contou em exclusividade como está sendo para o Pai lidar com esse momento difícil.

Há 1 dia

















































Campeonatos Atuais