LoL: Com Clozer na titularidade, T1 não perde faz 10 jogos

League of Legends
De:Bruno Rodrigues-
August 13, 2020

Buscando ter mais opções de jogadores disponíveis para usar nos jogos da LCK 2020, a T1 começou a usar o mid laner Clozer como titular nas partidas da liga, deixando Faker na reserva por um tempo. A substituição encaixou perfeitamente, e a organização tri-campeã mundial já emplacou uma sequência de cinco séries com vitória por 2-0 com o jovem talento, o que dá 10 jogos seguidos sem perder.

Clozer estreou jogando contra a KT Rolster no dia 31 de julho, e de lá para cá já enfrentou a SANDBOX Gaming, SeolHaeOne Prince, Team Dynamics e, nesta quinta-feira (13), a Afreeca Freecs. O mid laner já escolheu quatro campeões diferentes nestes 10 jogos, mas se se destaca jogando de Zoe, que foi seu pick em sete partidas. 

Ele um KDA de 7.5 até o momento, com um placar total de 43/12/47 (abates, mortes e assistências), e já até conseguiu um MVP. Em entrevista ao Inven Global, Comet, que é treinador da T1, explicou as principais diferenças entre Clozer e Faker, deixando claro que sempre acharam o Clozer muito bom, e que ele está surpreendendo com seu desempenho nas partidas oficiais.

A entrada do dele serve como uma preparação para a pós-temporada, sendo possível criar estratégias diferentes de acordo com o mid laner que for jogar. “Clozer é um monstro, ele tem uma mecânica incrível e os campeões que ele joga são diferentes dos do Faker, então essa é outra vantagem para nós”, finalizou.

A T1 está na quarta posição na tabela e só tem mais dois jogos antes do fim da fase regular da LCK 2020, estes que serão contra oponentes fortes e que estão no topo da tabela. No dia 20 ela enfrenta a DAMWON Gaming, já no dia 23 a equipe terá pela frente a DragonX.

É válido ressaltar que a T1 já está garantida nos playoffs, pois mesmo que seja derrotada nas próximas partidas, não será alcançada pela Afreeca Freecs, que está na quinta posição da LCK. Você pode conferir a cobertura completa do torneio aqui no Mais Esports.

Veja também: brTT relembra da carreira no DotA: “Fui jogar campeonato sem passagem de volta”