LoL: Riot muda penalidades para AFK e abandono de fila

League of Legends
De:Maximilian Rox-
April 22, 2021

Os jogadores que deixarem partidas ou ficarem muito tempo sem jogar (o famoso AFK) agora terão penalidades um pouco diferentes no LoL. A notícia foi compartilhada pela Riot Games por meio de uma postagem em seu site nessa quinta-feira (22).

Segundo a Riot, os objetivos são de “reduzir a frequência de comportamentos inadequados” e “diminuir ocorrências de problemas causados por comportamentos inadequados”.

O primeiro ponto revisado pela equipe é de abandono de fila. Por isso, as penalidades para quem realizar essa ação são as seguintes:

Continue após a publicidade
  • 1º abandono em 24h: bloqueio de 6 minutos (15 para ARAM) e -3 PdL nas ranqueadas (inalterado);
  • 2º abandono em 24h: bloqueio de 30 minutos e -10 PdL nas ranqueadas (inalterado);
  • 3º abandono em 24h: bloqueio de 12 horas e -10 PdL nas ranqueadas (nova penalidade).

LoL AFK

Para jogadores que ficarem muito tempo ociosos, as novas penalidades agora serão:

  • 1ª ociosidade: 5 min de bloqueio e derrota automática;
  • 2ª ociosidade: 30 min de bloqueio e derrota automática;
  • 3ª ociosidade: 14 dias de bloqueio e derrota automática.

O contador de casos pode voltar a zero se os jogadores jogarem normalmente as suas partidas seguintes. “Também existe uma penalidade de PdL por ociosidade e abandono de partidas especificamente para as ranqueadas”, explicou a Riot.

“Nesse caso, o tier sobe um nível por ociosidade e abandono e desce um nível se as ações não forem repetidas. Essas penalidades não são aplicadas em casos de séries promocionais ou quando problemas com o servidor impedem a partida”.

Confira como ficam essas punições para as ranqueadas.

  • Tier 1: -2 PdL
  • Tier 2: -3 PdL
  • Tier 3: -5 PdL
  • Tier 4: – 6 PdL
  • Tier 5: -8 PdL

Os próximos objetivos a Riot nesse aspecto serão “adicionar opções de denúncia no jogo para permitir que jogadores respondam a comportamentos inadequados imediatamente”, aprimorar as penalidades por ofensas extremas e “continuar melhorando a detecção de ociosidade, mortes intencionais e abusos verbais através do nosso sistema de confiabilidade”.