- Publicidade -

Quem acompanhou o CBOLÃO que ocorreu na última semana, já está sabendo do sucesso que a campanha foi, além de que o time EXNB, formado por Robo, Ranger (substituindo Yampi, Tinowns, pbO e Wos foi o grande campeão daquela edição.

Algo que chamou atenção na campanha dos “Ex-CNB” foi a vitória sobre o GB20, time dos coreanos que atuam no Brasil, além do pick de Wukong feito por Robo, que acabou tendo papel de destaque na partida. Sobre justamente esses detalhes que o Mais Esports entrou em contato com o top-laner, para saber mais sobre a vitória e repercussão do público com a tag #CoreanoNãoÉDeus e a força do Rei dos Macacos, que recentemente passou por mudanças e agora pode usar sua ultimate duas vezes em uma mesma luta.

Robo comemorou a repercussão do CBOLÃO e desejou sorte à Riot para balancear Wukong (Foto: Riot Games)

“Foi uma honra muito grande. Participar de um campeonato beneficente, ainda mais pelo momento que estamos passando, e conseguir bater e ultrapassar a meta é bem gratificante. [A repercussão] foi gigante (muito maior do que eu esperava pra ser sincero) e muito positiva, principalmente quando meu time ficou responsável por representar o BR contra a KR, além de ver e confirmar a solidariedade de toda comunidade, foi sensacional”, declarou Robo.

Em uma das semifinais daquele CBOLÃO, o time EXNB eliminou a equipe dos coreanos e ajudou a formar uma final brasileira (Contra o Team Roleplay, de brTT e companhia). A vitória sobre os estrangeiros rendeu diversos comentários e memes, não só por parte dos narradores que público presente na live, mas de boa parte da comunidade.

“Foi bom demais. Mostrar que jogadores brasileiros conseguem ser tão bons quanto os jogadores coreanos foi fantástico”, conclui.

Sobre o pick de Wukong, que foi recebido com bastante vibração por casters e público, Robo acredita que o campeão está sim desbalanceado. “O meta hoje é muito voltado a lutas nos objetivos, podendo utilizar a ultimate do Wukong duas vezes, fica bem difícil lutar contra ele. Além de que o campeão também está mais forte no um contra um.”

Já sobre os nerfs que o campeão receberá no próximo patch, Robo é categórico: “Concordo completamente. Não sei exatamente o que mudar para que o campeão não suma novamente (quase nunca víamos Wukong nas partidas antes desse ”rework”), mas não me parece uma coisa fácil! Boa sorte Riot.”

O CBOLÃO retorna neste fim de semana, no canal de Baiano na Twitch.

Veja também: Patrick comemora sucesso do CBOLÃO e “All-Star coreano”