LoL: Robo revela que paiN teve que arranjar mix de jogadores para treinar para Final do CBLoL

League of Legends
De:Vitor Ventura-
August 28, 2020

A paiN Gaming se prepara para disputar a Grande Final do 2º split do CBLoL 2020 contra a INTZ, no dia 5 de setembro. Esta será a segunda chance da organização de conquistar o tricampeonato nacional, desde que perdeu a decisão para a Team oNe, em 2017.

Em conversa com os jornalistas nesta sexta-feira (28), o Top Laner Robo, e o treinador Dionrray, revelaram que a equipe teve que arranjar um “mix de jogadores” para que pudesse treinar para o jogo da semana que vem.

“Esse ano não tem Relegation, não tem Circuito, muitos jogadores foram eliminados e entraram de férias… Eu não os culpo, eu sei como é difícil você treinar, dar seu máximo quando não tem competição, você basicamente não tem o que fazer com aquele treino. O que estamos fazendo para solucionar isso: a staff conversou com jogadores para fazer um mix, jogadores que eles confiam para conseguirmos treinar alguma coisa. Realmente não tem time nenhum no Brasil para treinar, o jeito é arranjar esses mix e torcer para o treino ser produtivo”, desabafa Robo.

A INTZ, adversária da paiN Gaming na Grande Final, encontrou uma solução para este problema: cinco jogadores reservas, um para cada posição. Esta “equipe B”, inclusive, jogou uma partida da Fase Regular deste split, a Rodada 21 contra a KaBuM. Para Robo, os intrépidos possuem vantagem na preparação justamente por conta da lineup alternativa, que permite a realização de treinos com maior facilidade.

“Eles têm vantagem sim, acho que o Academy deles já está lá há um bom tempo, então provavelmente é um time bem redondinho. A Comissão Técnica deles também é muito boa, então é o melhor possível para eles de treino agora, e ano que vem com o Academy, provavelmente não teremos mais esses problemas”, opina.

Treinador alivia…

Dionrray, por outro lado, quis colocar panos quentes nessa situação, declarando que uma precariedade de treinos nas duas semanas que antecedem a decisão não prejudicará tanto sua equipe.

Um dos fatores para isso, ele explica, é o patch utilizado para a Grande Final, que será o mesmo das semifinais. “Por mais que a INTZ seja diferente da PRG e algumas coisas novas podem aparecer nessas duas semanas, muito dificilmente eles vão mudar drasticamente o jeito de jogar. Esses pequenos ajustes que são naturais de uma série a outra, ainda mais que o patch é mesmo, são feitos na base da conversa, analisando campeonatos de fora, tendências de SoloQ e, caso seja necessário, contamos com esse mix de jogadores que vem sendo muito proveitoso para nós.”

CBLoL 2020 Dionrray
Dionrray acredita que poucos treinos antes da Final não irão atrapalhar na preparação (Foto: Riot Games)

O treinador brasileiro ainda conta que, apesar dos poucos treinos, a equipe ainda teve todo um split treinando diariamente até as semifinais, onde vários estilos de jogo foram testados, alguns mostrados nas partidas, alguns não. “Toda essa preparação desde a Semana 1 até agora, se paga nos playoffs.”

Um exemplo disso, de acordo com Dionrray, é o pick de Blitzcrank para o suporte esA, na última partida da série contra a PRG.

“Não era um campeão que estamos nos planos da semifinal, não o treinamos especificamente naquela semana, mas é um campeão que o esA já tinha treinado, seja por ele, seja pelo time semanas atrás. Quando foi necessário e a situação parecia boa, puxamos o pick que, pela confiança individual dele, deu certo.”

paiN e INTZ se enfrentam em uma semana, no dia 5 de setembro, a partir das 17h, horário de Brasília. O confronto decide não só o campeão brasileiro, mas também o representante do país no Mundial de League of Legends, na China.

Você confere a cobertura completa do CBLoL aqui no Mais Esports.

Veja também: INTZ venceu 7 dos 10 confrontos eliminatórios contra a paiN