×





×





×





×





×


Logo MaisEsports
Notícias
Campeonatos
Outros
Mais Esports

Nati fala sobre a individualidade na hora de trabalhar o psicológico nos times de esports

Geral

Quando o assunto é trabalhar o psicológico dos times de esports, é importante levar em consideração a personalidade, emoções e dificuldades de cada jogador, de forma que a individualidade de cada um seja trabalhada. Segundo Natália Zakalski, isso é importante para elevar o autoconhecimento dos pro players e, assim, garantir a alta performance deles independente de estarem jogando presencialmente ou não.

Na entrevista ao 2v1 Podcast, Nati explicou um pouco mais desse processo, além de falar de quando a ansiedade pode ser boa para os jogadores.

Experiências anteriores ajudam

Um dos métodos que a psicóloga gosta de usar com os times é trazer experiências anteriores dos próprios jogadores para que eles possam ajudar os colegas de equipe. Ela mencionou como exemplo o caso da LOUD, com quem trabalhou com a line-up de League of Legends.

Tudo é muito individual. A gente sempre tem que se preparar pensando como vai ser ali, como vai ser aquele ambiente. Pensar se a final vai ter 13 mil pessoas, beleza, como é o barulho disso? E eu gosto de trabalhar isso com o time e aí foi o que eu trabalhei com a LOUD agora quando a gente foi campeão. Beleza, quem tem experiência aqui? Como foi quando foi pra vocês? O que vocês sentiram ali? Pra trazer essa experiência deles pra ser compartilhada com todos os jogadores. E aí a partir disso, criar a expectativa. Vai tremer o palco, vai ter gritaria, a gente não vai se escutar, a gente vai ter que gritar, perder a voz, e tudo vai ser diferente. Vocês entendem disso? Beleza, vamos entender que vai ser essa diferença. Como a gente lida com isso?

A ansiedade faz parte

Para Nati, a ansiedade não pode ser vista sempre como algo ruim. Em certos momentos, a emoção pode ser usada como combustível para a adrenalina e, portanto, como um impulso para a performance.

A gente vai ficar ansioso? Vai, que bom, é um ambiente importante, um dia importante da nossa preparação. Como a gente não vai ficar ansioso? É natural. E às vezes a gente trata a ansiedade como algo extremamente negativo mas ela ajuda tanto na nossa performance, quando ela não paralisa a gente. Identificar se ela tá sendo positiva, se ela tá trazendo a adrenalina necessária para aquele momento e beleza, tô dando importância pra isso, vou trazer essa energia. Ou tô com medo e não quero fazer as coisas? A psicologia tem muito disso, autoconhecimento.

Individualidade

A psicóloga também explicou que, na hora de trabalhar com o time, é muito necessário levar em conta a individualidade de cada jogador. Isso porque cada um lida com as coisas de um jeito, e é importante ter consciência das próprias emoções.

Pensando nesse time, como ele se sente dentro do stage? Ele se solta mais? Ou esse jogador, ele se sente mais de boa no stage? Aí vai trabalhando essas nuances. Ele não tá se sentindo bem por quê? Porque ele tá com medo. O que tá trazendo isso e tá travando a performance? É sempre muito individual, mas a gente vai pensando essas coisas e trazendo isso pro jogador, porque se ele percebe, se ele é consciente dos sentimentos dele e do que ele pode sentir ou esperar, vai ficar muito mais fácil lidar com isso e ganha autonomia quando tá consciente das coisas.

Autoconhecimento e emoções

Nati explica que na alta performance, o autoconhecimento é essencial. Isso porque dessa forma, o jogador tem mais controle das suas emoções e, investindo nesse lado psicológico, pode fazer a diferença em um dia de jogo, por exemplo, em que se diferenciar 1% que seja pode definir um resultado.

Autoconhecimento é essencial. E é o que a psicologia promove, e na alta performance se você não tem autoconhecimento você não vai saber lidar com as suas emoções. E aí vai surgir algo ali que você não entende, que você não sabe o que fazer. Eu sempre falo que a performance vai se diferenciar nesse 1%. Em você estar um pouquinho melhor naquele dia, um pouquinho mais preparado. Aí investir na psicologia é você tirar um pouquinho desse gap aí.

Ela ainda falou da importância de aprender a lidar com todo tipo de emoção:

A psicologia faz você saber lidar com todos os estados emocionais. Porque vai variar, vai acontecer alguma coisa no dia que pode sair do plano e você vai ficar com raiva que aquilo tá acontecendo. É você saber lidar, e não estar sempre constante na mesma emoção, porque a vida é isso, são emoções diversas e saber lidar com as emoções.

Nati também falou sobre como a psicologia evoluiu nos últimos anos nos esports. Assista ao episódio completo com a psicóloga a seguir.

Veja também: Bwipo procurou os 10 times da LCS e todos disseram não

Thaime Lopes

por Thaime Lopes

Publicado em 29 de novembro de 2022 • Editado há mais de 1 ano

Matérias Relacionadas
Geral
CBLOL 2024: brTT e LOS não possuem mais chance de playoffs
Geral

CBLOL 2024: brTT e LOS não possuem mais chance de playoffs

Após o resultado da rodada e mais uma derrota, dessa vez para o Fluxo, as chances da LOS e brTT irem aos Playoffs estão zeradas.

Há 10 dias
Geral
Comitê Olímpico Internacional oficializa Olimpíadas dos Esports na Arábia Saudita
Geral

Comitê Olímpico Internacional oficializa Olimpíadas dos Esports na Arábia Saudita

O Comitê Olímpico Internacional (COI) oficializou que as Olimpíadas de Esports vão acontecer na Arábia Saudita. Confira mais detalhes na matéria!

Há 11 dias
Geral
Riot cancela projeto não anunciado baseado em Super Smash Bros
Geral

Riot cancela projeto não anunciado baseado em Super Smash Bros

A Riot cancelou um projeto baseado no jogo de luta Super Smash Bros. O jogo não havia sido anunciado, entenda o caso na matéria.

Há 13 dias
Geral
LCK 2024: Deft alcança feito que só Faker havia conseguido
Geral

LCK 2024: Deft alcança feito que só Faker havia conseguido

Neste sábado, em partida contra a T1, o Deft alcançou uma marca que até então só Faker, o maior da história, havia conseguido.

Há 24 dias
Geral
LOUD anuncia Coringa como novo sócio da organização
Geral

LOUD anuncia Coringa como novo sócio da organização

A LOUD anunciou na noite desta quinta-feira (27) através das redes sociais, que Coringa se tornou o novo sócio da organização.

Há 26 dias
Geral
Gaules, Coringa e mais brasileiros são finalistas do Esports Awards 2024
Geral

Gaules, Coringa e mais brasileiros são finalistas do Esports Awards 2024

O Esports Awards, premiação internacional de esports, anunciou os primeiros finalistas de algumas categorias presentes no evento.

Há 26 dias

















































Campeonatos Atuais