×





×





×





×





×


Logo MaisEsports
Notícias
Campeonatos
Outros
Mais Esports

Opinião: INTZ voltou a ser competitiva, mas ainda precisa de mais

League of Legends

Não é novidade que a INTZ passa por um péssimo período competitivo no League of Legends. Desde a chegada das franquias, a organização não conseguiu se classificar nenhuma vez para os playoffs do CBLOL.

Entretanto, desta vez, a equipe ao menos foi competitiva e conseguiu o seu melhor resultado no CBLOL desde 2021. De lá para cá, foram dois 7º lugar, um 8º, um 9º e uma última colocação.

Jogadores da INTZ no palco do CBLOL 2023
Reprodução/Riot Games

Fracassos contínuos

É bem verdade que a INTZ, até essa etapa do CBLOL, entrava como o pior time do campeonato ou a equipe que ninguém temia. Faltava competitividade, que foi sumindo ao longo desses dois anos pelos elencos mal montados e campanhas desastrosas na competição.

Não é à toa que os Intrépidos encontram dificuldades dentro da janela de transferências, mesmo oferecendo bons salários e condições tão boas quanto organizações de renome dentro do ecossistema do LoL. Porém, o retrospecto não é favorável para a INTZ.

A entrada nas franquias aconteceu com um elenco interessante, com o retorno de Revolta, chegada da jovem promessa Boal, Sting, micaO e Cabu. Este último que não foi sequer perguntado ao seu ad carry se ele queria ou não essa contratação.

revolta intz
Reprodução/INTZ

Depois disso, apostas infundadas e que não deram certo junto de péssimos resultados competitivos. Jovens talentos jogados aos leões, mudanças de lane e tentativa de um estrangeiro da Nova Zelândia. Nada deu certo e dificultou ainda mais a situação da INTZ dentro do mercado. E agora, o que deveria ser feito?

Caminho certo

Embora muitos discordem, acho que a INTZ, agora, está no caminho certo. Mesmo que a classificação dos playoffs não tenha chegado, acredito que, desta vez, houve competitividade durante o campeonato. Souberam como trabalhar e se resolver na janela de transferências como podia.

Trouxeram dois sul-coreanos pela primeira vez na sua história, embora não tenham sido grandes destaques, estabilizaram o time e o fizeram ser competitivo, algo que não estava acontecendo há um bom tempo.

Yampi e Zzzk, jogadores da INTZ no CBLOL
Reprodução/Riot Games

Além de ser competitiva, formaram uma base com jogadores que podem ser utilizados e desenvolvidos ao longo deste ano para a segunda etapa do CBLOL.

Talvez os jogadores estrangeiros dificultem a comunicação e não tragam todo o esperado, mas mostraram bons jogos em alguns momentos e podem ser substituídos por brasileiros, sejam do Academy ou os experientes que não conseguiram vaga nessa etapa.

Mais do que tudo, a INTZ agora precisa de tempo

NinjaKiwi foi um grande acerto e destaque. NosFerus voltou a jogar bem e Yampi, por mais que tenha tido muitos baixos, também teve atuações que surpreenderam neste 1º Split. O resultado, embora não seja dos melhores, escancara que a INTZ agora tem um caminho que pode ser seguido.

É realmente difícil pedir para um torcedor tão machucado como o da INTZ ter esperança e que agora pode ser que haja uma luz no fim do túnel. O resultado, da forma que foi definido, com derrota para o último colocado, apagou um pouco da nítida evolução que a organização teve como um todo.

Imagem da logo da INTZ em um computador do CBLOL
Reprodução/Riot Games

Mudanças pontuais com certeza devem ser feitas. Não sei até que ponto manter a comunicação em inglês seja útil e faça tanta diferença assim pelo nível dos jogadores estrangeiros que o time contratou.

Muito provavelmente será uma janela de transferências complicada para INTZ. Mais uma. Porém, não pela dificuldade de contratar jogadores, mas de entender o caminho a se seguir para se manter competitiva, como foi nessa última etapa. De certa forma, esse meio de ano talvez seja o divisor de águas para os Intrépidos no CBLOL daqui pra frente.

Por fim, só competitividade não basta para um time pentacampeão. O maior vencedor do CBLOL encontrou um caminho, agora é pavimentá-lo e ter resultados. Afinal, o torcedor quer títulos e isso é algo que a INTZ já mostrou que é acostumada a conquistar.

Luis Santana

por Luis Santana

Publicado em 28 de março de 2023 • Editado há mais de 1 ano

Matérias Relacionadas
League of Legends
Modo Enxame PVE no LoL: Não pegue os Cartões de Acesso de uma vez
League of Legends

Modo Enxame PVE no LoL: Não pegue os Cartões de Acesso de uma vez

Quer uma dica para os modos mais difíceis do Modo Enxame, o novo PVE do LoL: Não pegue os Cartões de Acesso! Acessa!

Há 14 horas
League of Legends
Quantos campeões tem no LoL (League of Legends)?
League of Legends

Quantos campeões tem no LoL (League of Legends)?

Veja a contagem atualizada de quantos campeões tem no LoL. Atualizaremos o texto sempre que um novo personagem for lançado no League of Legends.

Há 15 horas
League of Legends
LoL: “É decepcionante”, diz comunidade sobre as missões do novo Modo Enxame PVE
League of Legends

LoL: “É decepcionante”, diz comunidade sobre as missões do novo Modo Enxame PVE

A comunidade criticou algumas interações das novas missões do Passe de Batalha com o novo PVE do LoL: o Modo Enxame. Acessa!

Há 16 horas
League of Legends
Modo Enxame PVE do LoL: Todas as missões e como completá-las
League of Legends

Modo Enxame PVE do LoL: Todas as missões e como completá-las

Veja a lista completa de todas as missões do novo Modo Enxame PVE do LoL. Confira também como as completar e suas recompensas.

Há 17 horas
League of Legends
LCK 2024: A Gen.G alcança mais um recorde na história da competição
League of Legends

LCK 2024: A Gen.G alcança mais um recorde na história da competição

A Gen.G alcançou mais um recorde na LCK 2024. A equipe está destruindo diversas marcas e a próxima série contra a T1 é o próximo marco.

Há 18 horas
League of Legends
Modo Enxame PVE do LoL: É possível dar FF (rendição)?
League of Legends

Modo Enxame PVE do LoL: É possível dar FF (rendição)?

Há 21 horas

















































Campeonatos Atuais