×





×





×





×





×


Logo MaisEsports
Notícias
Campeonatos
Outros
Mais Esports

Opinião: VCT Lock In foi um sucesso, mas teve problemas que poderiam ter sido evitados pela Riot

Valorant

O VCT Lock In foi um sucesso. Desde o anúncio da competição, a Riot deixou claro que o torneio seria uma forma de apresentar todas as 30 equipes do novo sistema de franquias de um maneira simples e efetiva, objetivo que foi cumprido. Apesar disso, o evento em si teve problemas que poderiam ter sido evitados pela empresa, principalmente em quesitos relacionados à experiência do torcedor que foi prestigiar a competição no Ibirapuera. 

A COMPETIÇÃO

Primeiramente falando da competição em si, a Riot fez o melhor com o que tinha em mãos. Muitos jogadores, treinadores e até mesmo torcedores criticaram o formato, que foi disputada em eliminação simples e uma derrota significava dar adeus ao torneio. Apesar disso, uma competição com 30 times não é algo fácil de organizar, ainda mais em um curto período de tempo. 

Se com o formato polêmico a competição durou longos 20 dias – tendo sido o torneio mais extensa da história do jogo -, imagine se fosse disputado em eliminação dupla. É ruim pensar que alguns atletas viajaram por quase 24 horas para estarem em São Paulo e disputaram apenas um jogo antes de voltarem aos seus países de origem, mas a realidade é que o VCT Lock In, apesar de ser um internacional, nunca teve a proposta de ser um evento com o peso de um Masters ou Champions, e sim de apresentar os times ao público. 

VALORANT
(Foto: Riot Games)

O Masters e o Champions são eventos que tem sim que ter um peso maior do que o VCT Lock In. Em ambas as competições, apenas os melhores se classificam, enquanto que o internacional em São Paulo contou com todas as equipes justamente por se tratar de um evento para apresentar as equipes das franquias. Claro, vencer um torneio como esse tem sua importância e ninguém quer perder, mas esse é mais um ponto que justifica a utilização de um formato de eliminação simples. 

E mesmo com o formato criticado, o VCT Lock In entregou um show de VALORANT para os espectadores. Tivemos séries excelentes durante a competição e um nível que não era esperado por ser o início da temporada e as equipes ainda estarem estudando o novo meta, além das mudanças na rotação de mapas. A torcida brasileira também fez uma grande festa e tivemos ótimas histórias, com a LOUD chegando na decisão com um time novo, a Fnatic finalmente conquistando um internacional e conseguimos ver grandes jogadores como yay, cNed e mwzera atuando por seus novos times. 

VCT LOCK IN TEVE PROBLEMAS QUE PODERIAM TER SIDO EVITADOS

Apesar da competição ter sido um sucesso no aspecto competitivo, o evento em si teve diversos problemas que poderiam ter sido evitados e não deveriam ter acontecido. Muitos torcedores que foram ao Ibirapuera reclamaram  – com razão – do calor insuportável do Ginásio e de não poderem entrar nem ao menos com garrafas de água na arena. 

No início do torneio, os torcedores tinham inclusive que comprar vouchers que deveriam ser trocados por alimentos e bebidas, não podendo ir diretamente a um dos food trucks fazer uma compra, o que atrasou a vida de quem estava acompanhando o torneio. Essa necessidade foi retirada pela Riot no decorrer da competição, mas foi algo desnecessário. 

VCT Lock In
(Foto: Riot Games)

O fato das pessoas não poderem entrar nem sequer com garrafas de água ou alimentos em uma arena fechada e com um forte calor foi algo que poderia ter sido evitado pela Riot. O Ginásio do Ibirapuera também poderia ter sido refrigerado de uma maneira melhor, principalmente após as diversas críticas e reclamações dos torcedores. Até mesmo jogadores profissionais, como foi o caso dos atletas da DRX e da Giants, reclamaram do calor em coletivas pós-jogo. 

Algumas pessoas chegaram a passar mal na arena por conta desses problemas e outras não conseguiram assistir a alguns dos jogos. Séries longas, como o caso de LOUD X DRX ou LOUD X Fnatic, duraram muitas horas e diversos torcedores sofreram com as circunstâncias. A Riot deveria ter identificado essas situações e resolvido o problema, o que não aconteceu. 

CRITÍCAS EM RELAÇÃO A TORCIDA SÃO ENTENDIVEIS, MAS INFUNDADAS

Já em relação à torcida, muitos estrangeiros criticaram a postura dos brasileiros de não acompanharem a Fnatic levantando o troféu ou não estarem presentes em peso nas partidas sem equipes brasileiras. Tarik, influenciador da Sentinels, chegou a comentar que a Riot não voltaria para o Brasil se isso continuasse, por exemplo. 

Apesar dos estrangeiros terem um ponto em relação a isso, a própria Riot também tem sua parcela de culpa. A justificativa dos torcedores terem deixado a arena antes da Fnatic levantar o troféu foi justamente o forte calor no Ginásio. Torcendo por horas, o público não aguentava mais ficar naquela situação e deixou o Ibirapuera. 

VCT Lock In
(Foto: Riot Games)

Em relação aos torcedores não prestigiarem os outros times e não estarem presentes em grandes números nas partidas sem brasileiros, isso é uma questão cultural do nosso país. Seja no futebol, basquete ou VALORANT, as pessoas por aqui costumam torcer e comparecer na maioria das vezes apenas para verem seus times, o que os estrangeiros não conseguem entender.

Além disso, muitas partidas aconteceram em dias de semana, quando o torcedor está estudando ou trabalhando. Por conta disso, muitos jogos não contaram com um público tão grande, o que é totalmente válido e justificável.

Mesmo assim, o ponto deles também é válido em alguns sentidos. Não é todos os dias que temos eventos internacionais de esports no Brasil e esse mesmo problema aconteceu no Major de CS:GO em 2022 e o no MSI de LoL em 2017. Como fã de VALORANT e trabalhando na área, estaria presente em todos os jogos se possível para prestigiar os times, mas a situação não é tão simples como os estrangeiros tentam fazer parecer. 

Troféu do VCT Lock In
(Foto: Riot Games)

Apesar dos problemas, o VCT Lock In foi uma experiência positiva no geral. O torcedor deu um show, tivemos grandes partidas e pudemos conhecer todas as equipes das franquias da melhor maneira possível, o que era o objetivo principal da Riot. Nos resta aguardar se teremos mais eventos internacionais por aqui no futuro e torcer para que os mesmos erros, que poderiam ter sido evitados, não se repitam em uma próxima ocasião. 

Veja também: VCT Americas: LOUD estreia contra o MIBR e FURIA encara a KRU; Confira tudo sobre o torneio

Pedro Mitke

por Pedro Mitke

Publicado em 08 de março de 2023 • Editado há mais de 1 ano

Matérias Relacionadas
Valorant
VCT Americas 2024: G2 vence 100 Thieves e se classifica para o mundial de VALORANT
Valorant

VCT Americas 2024: G2 vence 100 Thieves e se classifica para o mundial de VALORANT

A G2 Esports venceu a 100 Thieves por 2 a 0 nesta quinta-feira (17) no VCT Americas 2024 e conseguiu se classificar para o Champions 2024.

Há 14 horas
Valorant
VCT Americas 2024: “Queria trazer a vitória para ele”, diz aspas após classificar equipe de Sacy para o Champions
Valorant

VCT Americas 2024: “Queria trazer a vitória para ele”, diz aspas após classificar equipe de Sacy para o Champions

Após classificar a Sentinels para o Champions 2024, aspas afirmou que queria vencer para ver Sacy ao lado dele no mundial de VALORANT.

Há 16 horas
Valorant
VCT Americas 2024: Leviatán vence KRÜ e classifica Sentinels para o Champions 2024
Valorant

VCT Americas 2024: Leviatán vence KRÜ e classifica Sentinels para o Champions 2024

A Leviatán venceu o confronto no VCT Americas 2024 contra a KRÜ. Com a vitória, a equipe classificou a Sentinels para o Champions 2024.

Há 16 horas
Valorant
VALORANT: Jogadores profissionais morrem em queda da Abyss
Valorant

VALORANT: Jogadores profissionais morrem em queda da Abyss

Abyss está disponível nos playoffs de todas as regiões do VCT. Confira os jogadores que foram "vítimas" e morreram de queda.

Há 18 horas
Valorant
VCT Americas 2024: “Admiro e quero ser como ele”, diz OXY sobre TenZ
Valorant

VCT Americas 2024: “Admiro e quero ser como ele”, diz OXY sobre TenZ

Após a partida, o Mais Esports conversou com OXY que falou sobre seu primeiro ano na Liga das Franquias e de suas inspirações.

Há 19 horas
Valorant
VCT Americas 2024: 100 Thieves elimina Sentinels do torneio
Valorant

VCT Americas 2024: 100 Thieves elimina Sentinels do torneio

A 100 Thieves eliminou a Sentinels do VCT Americas 2024 nesta quarta-feira (17) e está mais próxima de se classificar para o Champions Seul.

Há 1 dia

















































Campeonatos Atuais