Street Fighter, EVO Moment #37 e mais: 5 momentos incríveis dos jogos de luta

Dragon Ball FighterZ
De:Maximilian Rox-
April 11, 2020

Jogos de luta fazem você respirar diferente. Você pode nunca ter encostado em Street Fighter, Mortal Kombat ou Marvel vs. Capcom antes, mas só precisa de poucos minutos assistindo ou jogando para entender porque tudo aquilo é tão divertido. É uma mistura muito louca entre belos combos, previsões incríveis e viradas fantásticas que faz o seu coração pulsar mais rápido.

É o que a gente chama de hype. Nos campeonatos de jogos de luta, o hype é o combustível que impulsiona os jogadores a níveis extremos. Competições que duram dias e, mesmo assim, os melhores continuam jogando entre si de forma inacreditável. É por lá também que o mínimo deslize se transforma em uma virada fantástica e o confronto casual entre dois jogadores pode virar o confronto mais épico que você viu na vida.

E é exatamente isso que iremos mostrar hoje: os 5 momentos em que tudo se transformou e uma simples partida se tornou uma memória de dimensões inesquecíveis. De Street Fighter à Dragon Ball, passando por Marvel vs. Capcom, mas sempre com espaço para o seu game de luta favorito na seção de comentários.

GAMES DE LUTA BRASIL

5. A lendária série entre Leffen e GO1

Essa é a parte incrível dos campeonatos de jogos de luta. Uma das partidas mais acirradas da sua vida pode aparecer quando você menos espera.

Você não tá na final ou semifinal. Você tá no top 48 do torneio e lá pode ser o melhor jogo da sua vida. Foi o que aconteceu entre Leffen e GO1 enquanto disputavam as chaves do CEO 2018 de Dragon Ball FighterZ.

Por favor, assista essa série até o final e você entenderá do que estou falando.

GO1 e Leffen travaram 19 minutos de pura destruição psicológica na série mais incrível de DBFZ até hoje. Invocaram o Shenlong – algo extremamente raro em uma partida profissional do game -, disputaram no mano a mano em todos os segundos e, ao fim, se encararam em uma sequência de defesa e ataque que deixou todos sem fôlego.

Uma disputa digna de uma final de campeonato.

4. Daigo vs. PoongKo

Daigo é o lendário jogador japonês de Street Fighter que irá aparecer mais pra frente, mas aqui ele não foi o responsável por um dos momentos mais icônicos da cena de jogos de luta. Ele foi a vítima.

Na EVO 2011, exatamente em Super Street Fighter IV: Arcade Edition, Daigo trocou o seu boneco principal para Yun… Um dos lutadores que estavam extremamente popular e poderoso na época. Seu rival, o coreano PoongKo, ficou conhecido nesse período por usar Seth.

Seth era o chefão do game que, apesar de contar com muitos golpes do elenco de Street Fighter, tinha uma desvantagem meio chata: tinha menos vida que os demais e ficava abatido facilmente.

Mas não foi o que aconteceu aqui. PoongKo colocou uma pressão jamais vista em um dos deuses japoneses dos jogos de luta. Ele simplesmente derreteu com Daigo Umehara no seu próprio terreno – Street Fighter. E ainda brincou com combos novos em pleno palco.

Daigo saiu sem entender nada.

3. Nunca desista em Marvel vs. Capcom

Marvel vs. Capcom 2 é um jogo cheio de emoções. Já fiz uma coluna aqui no Mais Esports para mostrar o quanto esse jogo é indiscutivelmente quebrado e, ao mesmo tempo, extremamente competitivo.

Mas se tem algo que dá pra aprender com esse jogo é que a luta ainda não acabou enquanto a vitória não apareceu na tela. E o Cyclops do norte-americano Justin Wong conseguiu fazer uma reviravolta linda durante a EVO 2007.

Veja abaixo.

Vamos às explicações: Yipes tinha três bonecos com vida cheia e Justin só contava com Cyclops depois que seu trio foi despedaçado. Cyclops, sozinho, não é tão poderoso – muitos escolhem ele muito mais pela sua assistência poderosa e o potencial dele em finalizar alguns combos.

Mas aqui ele fez todo o trabalho sozinho. Acertou um combo aqui. Puniu outro posicionamento ali. Gastou algumas barras e foi tirando vida do adversário até que matou os dois membros principais a equipe e Yipes. Ficaram apenas Cyclops e Psylocke na tela no 1×1 que foi decidido nos detalhes.

E adivinhem quem venceu?

2. A vitória de GO1

Rivalidades são meio comuns em qualquer esporte, não é mesmo? Nos esports elas também existem e, principalmente em Dragon Ball FighterZ, uma delas tem um gostinho mais que especial.

O japonês GO1 e o norte-americano SonicFox travam, desde o lançamento do game em 2018, o maior clássico que a comunidade já viu. Sempre se encontram nas finais do campeonato e, de lá, travam disputas incríveis – sempre com um ou outro sobressaindo no momento.

Mas, durante a EVO 2019, essa rivalidade atingiu um novo nível: travaram uma disputa ferrenha em plena final e, mesmo depois de derrotado, SonicFox levantou um GO1 que desabou em choro para o abraço da torcida.

Uma marca de que existem amizades incríveis mesmo nas arenas mais disputadas dos esports.

Você acompanha a série inteira logo abaixo.

1. A virada de Daigo em Street Fighter, o famoso EVO Moment #37

Essa lista não poderia ter um top 1 diferente. Talvez esse seja o momento mais emocionante de todos os esports até hoje. E o motivo é bem simples: você sabe que algo extraordinário está acontecendo na tela. E nem precisa entender de Street Fighter para sacar isso.

O palco é a EVO 2004. Era uma semifinal entre Daigo e Justin Wong. Você já viu os dois aqui, mas dessa vez eles estavam disputando um campeonato de Street Fighter III: Third Strike. O japonês fica com literalmente 1 pixel de vida e Justin resolve acabar tudo com um super.

Mas ele não contava que o oponente fosse fazer algo inacreditável: realizar um “full parry” em todos os seus golpes.

A mecânica de “parry” em Street Fighter III: Third Strike funciona da seguinte forma: ao contrário da defesa comum, você precisa apertar o direcional contra o ataque que você está recebendo. Literalmente você larga a mão da defesa convencional e se arrisca na “defesa suprema” que precisa ser sincronizado com o acerto do golpe. Se feito no tempo certo, você não recebe dano algum e ganha alguns frames de vantagem que com a defesa normal você não ganharia.

Daigo acertou todos os frames do super de Justin Wong e aproveitou para saltar e fazer um combo completo para finalizar a partida. Algo que não beira o impossível, mas é incrível levando em conta que há uma margem muito grande disso dar tudo errado.

O momento ficou conhecido depois como EVO Moment #37 – uma brincadeira dos próprios organizadores do evento para dizer que haviam 36 momentos tão incríveis como esse. Oficialmente eles não existem, é claro, mas não dá pra duvidar disso depois do que vimos hoje, não é mesmo?

E com você? Qual foi o momento mais incrível de um game de luta que você presenciou até hoje?