Superando a doença: a emocionante história de Space no Warcraft 3

Warcraft
De:Maximilian Rox-
April 22, 2021

Hoje eu preciso contar essa história para vocês. Há quase 8 anos atrás a comunidade de Warcraft 3 perdeu um dos seus maiores guerreiros. Park “Space” Seung Hyun foi um apaixonado tal como muitos pelo jogo e, apesar de todos os seus problemas, persistiu entre os melhores do mundo fazendo o que ele sonhava fazer.

Soube de Space nos meus primeiros contatos com o que seria depois chamado de esports. Foi Warcraft 3 quem despertou a curiosidade se existiam profissionais de videogames, e dei de cara com fóruns e sites lotados de um mundo de lendas tal como Grubby, Sky e Moon.

E Space.

Warcraft 3 Space

Em uma época em que os mortos-vivos eram a raça mais subestimada do jogo, ele se aventurava por ela sem temer qualquer limitações. E limitações ele sabia bem: Space tinha uma distrofia muscular rara, uma doença degenerativa que aos poucos limitava todos os movimentos do corpo. Conforme avançava, ela só permitia que ele movimentasse um pouco do pescoço e das mãos.

E como isso é cruel para um jogador que ama um game de RTS. Justo um gênero que precisa controlar tantas unidades ao mesmo tempo e reger a sinfonia do teclado na hora certa. Enquanto um jogador convencional usa teclas de atalho do “1” ao “0” no teclado convencional, Space só conseguia usar até a tecla “4”. E fazia muito estrago dentro das partidas só com isso.

Mesmo assim, ele continuou cravando seu nome nos mais altos rankings das Ásia. Venceu Lyn, FoCuS e outros dos melhores da Ásia e da Europa em campeonatos online. Sua página na Liquipedia mostra apenas alguns dos campeonatos que conseguiu tirar dos melhores do planeta, como várias edições do torneio semanal da Zotac Cup e temporadas ao lado de seus companheiros de equipe em campeonatos como a AfreecaTV Warcraft3 League.

Space warcraft 3

Space também representou a Fnatic na época de ouro do Warcraft 3, vestindo o manto da equipe nos pouquíssimos eventos presenciais que sua limitação permitiu. E sempre me marcou muito as palavras que ele mesmo disse em uma entrevista para o fórum da Team Liquid:

“Meu sonho não é não ser jogador profissional nem ter saúde”, comentou ele na ocasião. “Mas espero ser o melhor jogador no WC3, que é a única coisa que posso fazer agora para deixar minha família orgulhosa”, completou.

Em outra entrevista, dada mais tarde, um repórter acompanhou de perto Space dentro da limitada vida dentro de casa. Falou que seu maior medo era de baratas, pois não podia tirar uma se ela subisse na sua perna. Sua mãe tinha que carregá-lo por toda a cidade porque os taxistas da Coreia não aceitavam pessoas com cadeiras de rodas. E, ao fim, revelou seu único pedido.

“Por favor, deixe-me o poder de mover meus dedos.”

Infelizmente, foi no dia 6 de maio de 2013 que sua carreira por aqui terminou aos 25 anos de idade. Ele já não aparecia mais nos campeonatos semanais e sua conta na Battle.net estava inativa há algum tempo, o que já era um sinal triste para todos. Lembro até hoje da comunidade pega de surpresa em várias postagens nos fóruns sobre a sua morte. Uma dedicatória também foi feita no site da própria Fnatic na época.

Seus feitos ainda são lembrados pela comunidade. E, normalmente nessa época do ano, sempre organizam um campeonato em sua memória.

Eu nunca cheguei a conhecer Space. Vi seus feitos através de fotos, replays e notícias. Mas parte de mim gostaria que, pelo menos uma vez, eu pudesse ter a oportunidade de conversar com esse guerreiro. Ou só de ficar ali ao lado, vendo ele jogar com toda a garra do mundo.

Warcraft 3 Moon Space

Seria uma honra.