TFT: Controlar unidades do oponente era uma habilidade pra lá de roubada, comenta Riot

Teamfight Tactics
De:Pedro Mitke-
October 24, 2020

Em um novo post publicado no blog oficial de League of Legends nesta sexta-feira (23), os desenvolvedores de TFT comentaram sobre algumas habilidades que foram pensadas mas que não chegaram a ser implementadas no jogo. Entre elas estão a possibilidade de roubar e controlar unidades inimigas e até mesmo restringir a compra de novas unidades dependendo da hora do dia.

Na fase de desenvolvimento do jogo, uma das habilidades descartadas permitia que um jogador pudesse roubar e controlar uma unidade inimiga. Por ter um potencial grande de desbalancear o game, principalmente por deixar um usuário conseguir usar uma magia de um champion adversário, a ideia foi retirada do projeto.

Além disso, outras ideias descartadas foram a possibilidade de restringir a compra de novas unidades dependendo da hora do dia – o que faria com que o jogador só pudesse adquirir certas peças durante o dia ou noite – e mudanças nas movimentações de certas unidades. A ultimate do champion Bard também não foi implementada no jogo por diversos problemas.

Veja também: Leomane, o triatleta do esport brasileiro.