VALORANT: CEO da Esportsmaker espera “edição muito disputada” do Spike Ladies

Valorant
De:Victor Hugo Porto-
July 28, 2021

Organizadora de torneios de VALORANT desde 2020, a Esportsmaker chegou no cenário feminino e lançou o Spike Ladies. A competição começará nesta quarta-feira (28) e terá apoio financeiro da Riot Games.

Leandro Silva, fundador e CEO da Esportsmaker, celebrou a parceria com a Riot.

“Sempre tivemos interesse em uma parceria com a Riot Games por conta do seu histórico no mercado de games. Quando nos tornamos parceiros oficiais do VCT Game Changers através do Spike Ladies, representou bastante para a Esportsmaker já que, de imediato, nos proporcionou uma maior visibilidade. Além disso, estrategicamente a parceria é bastante interessante para continuarmos crescendo e ganhando mais espaço no mercado. Olhamos com muito carinho essa aproximação com a Riot”, disse.

Continue após a publicidade

Durante o último ano, a Esportsmaker organizou duas edições do Spike Series, torneio misto. A primeira edição aconteceu em outubro, pouco mais de 4 meses depois do lançamento oficial do VALORANT no Brasil. Leandro comentou o investimento no cenário do FPS.

“Desde o surgimento do VALORANT, vimos que a aceitação da comunidade foi excelente, assim como por parte das organizações de esports que de forma bastante ágil também se organizaram para entrar no game quase que de imediato. Os números logo confirmaram nossas suspeitas e não tivemos dúvidas. Além disso, a Riot é uma empresa muito forte no cenário, com jogos sempre muito bem elaborados, com ótimas estratégias de entrada, além do alto padrão de qualidade, o que sempre nos fez olhá-la de uma forma muito especial”.

O Spike Ladies será o primeiro torneio inteiramente feminino realizado pela Esportsmaker. Os 8 melhores times da classificatória começarão a jogar as quartas de final nesta quarta-feira na briga pelo avanço à semifinal.

Leandro Silva falou das expectativas acerca do torneio e afirmou que a organizadora visa focar mais nos torneios femininos.

“Nossos torneios anteriores eram mistos, mas achamos necessário investir em um projeto exclusivo para as mulheres. Apesar de não termos nenhuma restrição de gênero, percebíamos que o número de inscrições femininas ainda era pequeno e, sabendo do enorme potencial das nossas jogadoras, achamos que podíamos fazer mais. Como empresa que atua diretamente no cenário de esports, nos vimos no dever de ter um projeto que focasse nelas, justamente para ajudar a fomentar e possibilitar a visibilidade das players. A nossa expectativa é ter uma edição muito disputada, com jogos de alto nível e, claro, poder entregar mais um grande campeonato para o cenário”.

“Temos total interesse em ver nosso cenário feminino despontando, e isso não se restringe apenas às jogadoras, mas também narradoras e casters. Além disso, vale ressaltar que no Brasil, Valorant é, atualmente, um dos jogos que mais proporciona oportunidades no cenário feminino, inclusive, com um circuito oficial totalmente voltado para esse público”, continuou o fundador da empresa.

Com aproximadamente 5 meses para finalizar 2021, Leonardo Silva projeta realizar mais torneios de VALORANT, além de um projeto de formação em games para estudantes da rede pública.

“Nossas expectativas são muito boas! Mesmo sendo um ano difícil, com muitos obstáculos por conta da pandemia, conseguimos nos reinventar e abrir novos caminhos para a Esportsmaker. Além dos campeonatos que estão previstos, temos um projeto de formação inicial em games para estudantes da rede pública de ensino com início em agosto e duração de cinco meses, o XBOOM. É um projeto que dará oportunidade a muitos jovens e é algo que estávamos desenhando há algum tempo”.

“Felizmente, tivemos a oportunidade de colocá-lo em prática e, apesar do desafio de realizar um projeto desse porte, estamos satisfeitos em conseguir mudar a vida de tantas pessoas. Além dele, vale mencionar a Heavymaker, projeto musical da Esportsmaker, lançado na abertura dessa edição do Spike Ladies com o clipe da música “Better watch out”, finalizou.

O Spike Ladies terá premiação total de R$ 15 mil. A final será realizada no próximo sábado (31) em série MD5 a partir de 13h.