VALORANT: Daiki aponta inovação como receita para o sucesso da Gamelanders Purple

Valorant
De:Victor Hugo Porto-
June 10, 2021

A Gamelanders Purple chegará no VALORANT Game Changers com grande favoritismo depois de vencer as quatro seletivas rumo ao torneio. A jovem jogadora Daiki, de 16 anos, revelou que a fórmula pro sucesso da equipe é a inovação.

“Nós somos um time que sempre fomos extremamente pé no chão e, consequentemente, ciente do que vitórias consecutivas e uma certa liderança poderia trazer. O que nós fizemos foi aquilo que fazem quando um time que era líder quer voltar ao topo, inovar. O “no que está dando certo não se mexe” não é bem-vindo pra gente”, comentou a jogadora.

As seletivas, chamadas de Protocolo Gêneses, começaram ainda em março de 2021. A Gamelanders Purple não perdeu nenhuma das 16 MD3 disputadas durante as seletivas e só foram derrotadas em 4 mapas no total.

Além do favoritismo para levantar o título do Game Changers, Daiki acredita que o bom histórico da equipe representa uma pressão grande já que todos os outros times querem vencer a GL Purple.

Definitivamente traz muita mais pressão. Acho que, além de vencer o campeonato, óbvio, outra conquista dos times do cenário feminino seria simplesmente ganhar da gente e isso traz sim muita pressão. Somos um time que todo o cenário quer ganhar.

“Sobre o Game Changers, nossa trajetória pelos protocolos foram muito importantes, sem dúvidas, mas pra mim o fato de termos ganho os 4 “ficaram pra trás” e o que permaneceu foi a experiência que tivemos jogando eles. Porque, vamos concordar, agora o desafio é outro e nosso histórico de vitórias não traz mais nada além de um desejo enorme dos outros times de quebrarem essa sequência”, continuou Daiki.

As 4 vitórias da GL Purple nas seletivas foram conquistadas sobre as atuais B4 Angels, antes Fire Angels. Embora haja este retrospecto, Daiki não aponta um top 2 muito acima dos outros times.

“Indiscutível [que GL Purple e B4 Angels são os melhores times do Brasil] é uma palavra muito longe do que eu realmente acho que possa significar. É indescritível a paixão que sinto de jogar contra as meninas da Angels e, uma coisa é fato: Já virou um clássico jogarmos final contra elas. Consigo ver um top 4 muito parelho no cenário feminino e outras equipes que estão na portinha para disputarem ele também. Os protocolos preparam muito bem todos os times e é visível que os 8 do Game Changers são realmente muito bons”, declarou.

Daiki VALORANT Gamelanders
Daiki, jogadora de VALORANT da Gamelanders Purple (Foto: Reprodução)

O Game Changers contará com o mapa Breeze na rotação. Daiki comentou como está a preparação da GL Purple para o mais novo mapa de VALORANT.

“A bstrdd é simplesmente apaixonada por esse mapa desde quando ele lançou. A gente brinca muito sobre isso, mas todas nós amamos a Breeze e o poder estratégico que esse mapa pode trazer. Além disso, odiamos ter uma fraqueza tão forte como um mapa ruim, então pode ter certeza que pelo menos por objetivo, todos os mapas são os nossos melhores”.

O VALORANT Game Changers será o primeiro grande torneio da modalidade no Brasil. A competição começa nesta quinta-feira (10) e a GL Purple estreará contra a Stars Horizon. A transmissão começará às 17h nos perfis oficiais da Riot Games.

O Game Changers acabará só no dia 20 de junho e terá premiação total de R$ 100 mil. O campeão ficará com R$ 35 mil. Daiki tem fé que, depois dos grandes investimentos no Masters Reykjavik e no torneio universitário, será vez de um grande torneio internacional feminino.

“Tenho muita fé que vai chegar nossa hora de recebermos uns mimos internacionais da Riot no cenário feminino, será que rola?”, finalizou Daiki.