Logo MaisEsports
HomeAssistaRecallAnuncie
Logo MaisEsports

Valorant: CEO da Complexity afirma que jogadores pedem salário de R$ 100 mil

Bruno Martins
publicado em 1 de maio de 2020
Valorant

Valorant ainda não foi lançado oficialmente e com isso o cenário competitivo do FPS da Riot Games ainda não começou, mas tem dado o que falar. Segundo Jason Lake, fundador e CEO da Complexity, jogadores já estão pedindo um salário na faixa dos R$ 100 mil.

valorant
Jason Lake, CEO e fundador da Complexity. Foto: Divulgação

Lake confirmou a informação em uma resposta a um tuíte de MonteCristo, um dos fundadores da Renegades e comentarista. MonteCristo fez uma crítica aos valores pedidos e afirmou que “a quantidade de dinheiro que está sendo lançada agora para os jogadores do Valorant é risível”. O comentarista ainda fez outra crítica e afirmou que “streamers competindo não é esports”.

Em resposta, Jason Lake confirmou a informação e revelou que já ouviu ofertas de US$ 20 mil, cerca de R$ 100 mil por mês, na América do Norte. Lake ainda afirmou que isso “não parece lógico ou sábio”.

Valorant e equipes profissionais

Mesmo sem ser lançado oficialmente, Valorant já conta com algumas contratações para o competitivo do jogo. É o caso da Ninjas in Pyjamas que contratou sua antiga line-up de Paladins para disputar o FPS da Riot Games.

Ex-jogador de CS:GO, TenZ foi anunciado como pro-player de Valorant pela Cloud9. A T1 também está investindo na modalidade desde o começo do Beta Fechado.

Veja também: Valorant: A pedido dos jogadores, Riot reverte o som do headshot no jogo

24 horas de Esports em apenas 10 minutos. Assine o Recall, a Newsletter diária do Mais Esports!

Logo MaisEsports© Todos os direitos reservados à maisesports