Valorant: Letícia Motta analisa kit da Killjoy para o competitivo e ranqueadas

Valorant
De:Victor Hugo Porto-
August 10, 2020

Os jogadores de Valorant estão se acostumando com o conjunto de habilidades da Killjoy, tanto para utilizá-la quanto para enfrentá-la. A analista Letícia Motta conversou com o Mais Esports e destrinchou a agente, que ainda não apareceu no competitivo de alto nível.

 Em stream, Letícia tem jogado bastante com a Killjoy e acredita que a agente tem um kit muito forte para as ranqueadas. “A ultimate (Lockdown) para ganhar espaço é muito importante, para after plant também. É um conjunto de controle e dano”, explicou.

Com o lançamento de Killjoy, a agente foi vista como uma substituta ao Cypher. Letícia discorda e acredita que a combinação dos dois agentes pode ser uma dupla forte.

“O kit da Killjoy é mais próximo ao da Raze. O Cypher e ela podem atuar juntos, não necessariamente em bombs diferentes. Até no mesmo bomb eles podem fazer um trabalho bom. Mas isso varia de cada mapa”

“Alguns jogadores disseram que estão usando ela no lugar do Cypher na A da Ascent. Não explicaram muito o porquê, mas é um local fechado que beneficia bastante o conjunto dela. Ela pode por a torre, todo o controle em um espaço pequeno. A Killjoy cumpre essa função melhor que o Cypher já que ela tem o dano, isso ajuda para segurar. A Ascent é um mapa que favorece bastante o after plant e as habilidades dela seguram muito tempo”.

Força no competitivo

Letícia acredita que a Killjoy aparecerá bastante no competitivo com potencial de ser boa tanto para a defesa quanto no ataque. A analista lembrou da opinião dos jogadores da G2 sobre a agente.

“Na semana do lançamento, a G2 inteira falou que ela é roubada. Alguns profissionais disseram que ela deve ser escolhida no competitiva e acho que ela terá muito espaço. A Killjoy exerce um papel muito bom dos dois lados. Acharam que seria boa só na defesa, mas a ultimate é crucial para quebrar um bombsite dependendo de como ele estiver definido”.

Ponto negativo

“O ponto negativo que eu sinto é que é relativamente fácil counterar a Killjoy caso você tenha noção onde os dispositivos estão. Uma Raze, por exemplo, destrói fácil. É difícil chegar na ultimate, mas também pode ser destruída com certa facilidade. Precisa ser cauteloso para evitar ser previsível. Se for algo muito óbvio, o adversário vai destruir os dispositivos e isso quebra bastante você”.

Locais do mapa para usá-la

Bind

“Gosto bastante dela na Bind para ter controle do ruka e do aladim. Ali, ela funciona de forma bem parecida com a Raze. É difícil contestar uma região pequena contra a Killjoy. Com informação dos adversários, pode usar a granada (Nanoswarm) para causar dano. Ela também serve para ganhar espaço e evita passagem dos adversários”.

Ascent

Como Letícia já havia dito, a Ascent é boa para a Killjoy para os after plants e também “pelos bombs sites serem pequenos”.

Split

“Na Split eu usei algumas vezes e gosto de trabalhar no bomb B com ela, pois é excelente para posicionar os dispositivos dela. O bomb da A eu acho muito aberto”.

Haven

“Vi muita gente trabalhando com ela na double doors e no caminho de rato (passagem ‘subterrânea’ para o bomb A). Acho esses dois lugares bem interessantes. O próprio bomb da A também é legal, tem uma cobertura boa pro kit dela”.