Valorant: Sacy celebra título e fala de parceria com Saadhak: “Se voltasse a competir, seria com ele”

Valorant
De:Victor Hugo Porto-
January 20, 2021

Depois de dar fim ao vínculo de 5 anos com a RED Canids em 2020, Sacy entrou em 2021 com pé direito, agora pela Team Vikings. O título da Ultimaters AOC, conquistado sobre a Imperial por 3×1, foi o primeiro do jogador e da organização no Valorant e aumenta a confiança da equipe para o circuito oficial que está próximo. 

Ao Mais Esports, Sacy revelou que, nos últimos meses de contrato com a RED, estava incerto sobre o futuro já que não sabia se iria continuar atuando profissionalmente ou só como streamer. “Resolvi ir até o final do contrato e a partir disso fui escutar outras propostas para ver se valia a pena voltar a competir em alto nível”, declarou.

O retorno ao competitivo se concretizou, muito pela condição que a Vikings acatou de Sacy: Jogar junto do argentino Saadhak.

“Eu não sabia qual seria o restante da formação na Vikings. A minha ideia, desde o começo, foi que se eu voltasse a competir, iria para algum time com o Saadhak. Tivemos esse planejamento juntos e fomos estudando as melhores opções para nós dois e a Vikings foi a que mais chamou a nossa atenção, possibilitando a vantagem de montar a line da maneira que pensamos. O gtn já estava no time, mas sempre achei ele um bom jogador, então ele já estar lá foi um bônus e conseguimos montar um time forte.

A parceria entre Saadhak e Sacy tem um reflexo dentro dos servidores já que o argentino atua como capitão e Sacy queria deixar essa função de lado. Além disso, a comunicação não tem sido um problema.

“Não tenho tanta experiência em FPS, principalmente na parte tática, preciso aprender e trabalhar com o Saadhak está sendo muito produtivo. A comunicação com ele também é muito tranquila, ele facilita bastante para nós, tem noção que se comunicasse como falava com o time anterior dele [Estral] não iríamos entender nada, mas ele tem um português bem sólido então não estamos tendo esse tipo de problema no time”.

Além da parceria produtiva, o trabalho de todo o time já tem dado frutos. No primeiro campeonato da equipe em 2021, a reformulada Vikings, representada por gtnziN, Sacy, frz, sutecas e Saadhak, venceu seu primeiro campeonato. O feito também inaugura as vitórias de Sacy, que também ainda não havia sido campeão na modalidade.

“A sensação foi ótima. Consegui finalmente meu primeiro título depois de tanto chegar em semifinais e finais, mas claro que não é o mesmo sentimento de vencer um campeonato oficial da Riot onde todos os times estão participando. Porém, esse campeonato foi bom para que conhecêssemos o comportamento do time no geral em clima de torneio junto com a pressão, comunicação, e ver como cada um lidaria nessa situação”. 

“Sendo sincero, não esperávamos vencer. Resolvemos jogar para ter um autoconhecimento melhor do time antes dos campeonatos oficiais de 2021. Tenho a noção que foi ótimo para a organização e também para nós, jogadores, conseguir essa confiança logo no começo do ano, mas os trabalhos ainda continuam. O foco agora é manter o pé no chão e seguir trabalhando todos os dias sem perder o nosso ritmo”, continuou Sacy.

Sacy não precisará esperar muito para novamente disputar um torneio oficial. Depois de ser eliminado na seletiva fechada do First Strike, o jogador deve defender a Vikings na qualificatória aberta do Valorant Challengers, primeiro torneio do circuito oficial da Riot.

A etapa classificatória será nos dias 25 e 26 de janeiro e definirá os 8 times que avançarão ao evento principal, nos dias 30 de janeiro e 7 de fevereiro quando estas equipes serão divididas em 2 grupos. As 4 melhores seguirão para a segunda edição do Challengers, que começará no dia 13 de fevereiro.

Compartilhe!