VALORANT: v1xen revela proposta recebida e comemora classificação ao Masters: “Alívio”

Valorant
De:Victor Hugo Porto-
March 2, 2021

Alívio. Essa é a palavra escolhida por v1xen para representar seu sentimento e da VORAX com a classificação ao VALORANT Masters. Com um 2020 conturbado, a equipe precisou mostrar um forte coletivo dentro e fora dos servidores para continuar sendo a segunda melhor equipe do Brasil – ou, de acordo com v1xen, a primeira.

“Tudo bem que tinha o ranking que o pessoal classificava a posição dos times, mas a nossa visão no ano passado é de que éramos top 1 porque batíamos de frente com a Gamelanders. Mesmo com eles vencendo títulos, chegamos a ganhar bastante jogos contra eles, acho que estava 50/50 [em vitórias diretas].“

“Mas nós “pipocávamos“ como na Ignition Series que vencemos a própria Gamelanders e perdemos para a NoOrg, que atualmente é a paiN. Foi um vacilo nosso, no entanto nossa visão é essa. Não que tenhamos sido top 1 sempre, mas nos vimos lado a lado da Gamelanders. Confiamos bastante na gente, porém infelizmente não conseguimos provar que somos os melhores no fim do ano. Não ter jogado o First Strike afetou como os outros times e o público viam nosso time“, declarou.

A ausência da VORAX no First Strike se deu por conta de casos de Covid-19 na equipe. No dia 1° de dezembro, tornou-se público o fato de que fzkk havia testado positivo para o vírus e poderia desfalcar a VORAX. Porém, no dia 3 de dezembro, horas antes do primeiro dia do First Strike começar presencialmente, a organização publicou um comunicado que revelava que dragonite e delevingne também haviam contraído a doença. Assim, a equipe foi desclassificada.

Publicamente, v1xen foi quem mais sofreu com a notícia. Em uma série de tweets, o jogador de 21 anos se mostrou frustrado e desmotivado. v1xen decidiu excluir as publicações posteriormente e agradeceu o apoio dos fãs. Outro suporte necessário foi o da sua equipe naquele momento.

“Estávamos fazendo testes de covid-19 e soubemos duas semanas antes do campeonato que alguns jogadores testaram positivo. Nós fizemos três testes e, mesmo com todas precauções, em todos eles alguém estava com o vírus. Eu fiquei totalmente arrasado, quem estava lá sabe o que eu passei. Fiquei totalmente mal, muito indignado com a situação porque não tinha controle dela. Eu fui o mais arrasado, mas isso abalou todo o time porque era a nossa chance“.

Felizmente somos muito amigos, todo mundo se dá muito bem e acho que essa união é muito importante para continuarmos juntos. Talvez se fosse outro time pudesse ter uma discussão, apontar dedos culpando alguém pela desclassificação do First Strike, porém isso não aconteceu. Eu fiquei frustrado, não com ninguém, mas pensando por que o mundo fez isso com a gente. Não culpei ninguém, mas fiquei frustrado. Cada um do time se ajudou, estávamos unidos e estamos aqui bem felizes“, continuou.

Com o nível abaixo do esperado em 2021, outra personagem foi importante para estabilizar a Vorax. A psicóloga Natália Zakalski, especializada em esportes e que atuou ao lado da INTZ no título do CBLOL.

“No começo do ano, acabou que desandou um pouco, não estávamos com a mesma dedicação, mas graças ao trabalho da Nati, nossa psicóloga, a gente conseguiu se reerguer e estamos buscando ser o melhor agora independente da situação e das dificuldades que tivermos. Vamos sempre tentar passar por cima“.

Junta desde junho de 2020, a escalação da VORAX quase deu adeus ao v1xen. O jogador revelou na entrevista o teor do tweet que falava de “uma das decisões mais difíceis da minha vida“.

“Eu fiz esse post quando recebi uma proposta de time e eu estava na dúvida se aceitava. Acabei decidindo ficar na VORAX com esses jogadores que eu já conhecia. Preferi ficar devido à estabilidade que o nosso time estava. Era uma proposta muito boa, algo irrecusável para qualquer jogador que não estava com um time há tanto tempo. Escolhi continuar aqui por acreditar que é mais promissor e mais estável“, refletiu.

Quase exatos dois meses depois da escolha pela VORAX, v1xen ajudou a equipe a se classificar para o Masters. No entanto, a trajetória no Challengers começou com pé esquerdo em mais uma grande frustração.

Na partida que classificaria o vencedor para o Challengers 2, enquanto o perdedor seria eliminado, a VORAX abriu 1×0 contra a SLICK e ficou próxima de fechar o segundo mapa. Porém, a partida foi encerrada repentinamente devido ao limite de 1h30 de duração imposto pelo servidor de VALORANT. Assim, a rodada que estava favorável à VORAX foi completamente reiniciada e a equipe de VORAX sofreu a virada no placar e na série.

Novamente, v1xen mostrou a frustração no Twitter e relembrou a desclassificação do First Strike.

“[Para superar essa situação], a união que aconteceu no First Strike, aconteceu de novo. Os empecilhos não foram do nosso controle, mas conseguimos ficar juntos, principalmente com a ajuda da Nati e estamos vivos na competição. Espero que esses problemas não aconteçam novamente, porque nas duas vezes não foram culpas nossas, no entanto, se acontecer, paciência. Eu me frusto bastante na hora, chego a tweetar, mas é porque estou de cabeça quente, é uma forma de extravasar“.

Depois de trilhar o caminho rumo ao Challengers 2, a VORAX não deu espaço para falhas. A equipe estreou com 1×0 sobre a Vikings e na sequência derrotou a SLICK por 2×0. Assim, v1xen e companhia garantiram a ida ao Masters.

“Para gente é uma sensação de dever cumprido devido ao histórico que tivemos em 2020. Infelizmente tem muito conteúdo nosso disponível e os times puderam estudar muito a gente e ficamos manjados no cenário pelo nosso estilo de jogo. A gente sempre atacava no primeiro tempo, porém adaptamos isso para esse ano e [essa classificação] nos dá uma sensação de alívio. Nos sentíamos na obrigação de passar pro Masters desde que o campeonato foi anunciado, nós queríamos muito isso para manter a estabilidade e provar que estamos aqui ainda, vencendo entre os melhores“.

Assim, a VORAX poderá estudar os adversários até o dia 19 de março, data que marca o início do Masters. O torneio, que chegará ao fim no dia 21 do mesmo mês, distribuirá pontos para a classificatória rumo ao VALORANT Champions, torneio mundial agendado para o fim de novembro. Ainda que seja cedo, v1xen já tem um objetivo claro: Provar que seu time é o melhor do mundo.

“Eu estou ansioso para enfrentar os times lá fora. Não fazemos ideia como vai ser, mas a minha sensação é de ansiedade para provar pro mundo que somos os melhores, que fomos os melhores na região e que, em breve, seremos os melhores do mundo“, finalizou.