×





×





×





×





×


Logo MaisEsports
Notícias
Campeonatos
Outros
Mais Esports

Erika Hilton aciona Ministério Público após ataques transfóbicos à SrN

Valorant

A deputada federal Erika Hilton (PSOL- SP) encaminhou um ofício à Procuradoria dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal (MPF) neste sábado (16). Além disso, solicitou a abertura de uma investigação sobre os ataques transfóbicos direcionados a srN, jogadora de VALORANT.

A deputada, em comunicado, denunciou o ataque contra uma pessoa não binária, destacando que srN venceu duas premiações na categoria inclusiva de VALORANT, destinada a mulheres cis, trans e pessoas não-binárias.


O caso ganhou proporções além da comunidade de esports, com figuras como o deputado Nikolas Ferreira e páginas compartilhando o vídeo da premiação para distorcer a narrativa e gerar conflitos. A deputada Erika Hilton buscou a intervenção do MPF diante desse cenário, destacando a importância de proteger a integridade de srN e combater a transfobia.

Prêmio Esports Brasil 2023

O Prêmio eSports Brasil 2023 reconheceu srN como a melhor atleta do cenário inclusivo de VALORANT, superando outras finalistas. Contudo, algumas jogadoras e membros da comunidade discordaram da escolha, gerando críticas e manifestações durante o evento. As jogadoras da Team Liquid, equipe dominante na temporada, expressaram insatisfação, enquanto srN se destacou nas classificatórias para a Etapa 2 do Game Changers brasileiro.

As críticas à vitória de srN culminaram em ataques transfóbicos nas redes sociais, ultrapassando os limites da comunidade de esports. Deputados federais, como Nikolas Ferreira (PL-MG) e Eduardo Bolsonaro (PL-SP), também contribuíram para a disseminação do discurso negativo, ironizando a conquista da atleta.

Nota de srN à imprensa

A nota divulgada por srN ressalta a necessidade de avanços na modalidade inclusiva e repudia o preconceito presente mesmo em espaços destinados a celebrar talentos cis, trans e não binários.

A atleta agradeceu o suporte daqueles que se solidarizaram com a situação. O desdobramento da investigação solicitada pela deputada Erika Hilton será aguardado para trazer luz ao enfrentamento da transfobia no cenário de esports.

No Brasil, quem ofender ou discriminar gays, lésbicas, bissexuais ou transgêneros está sujeito a punição de um a três anos de prisão, prevista na Lei nº 7.716/89, que define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor. Assim como o crime de racismo, a LGBTfobia é crime inafiançável e imprescritível.

Raquel Ferreira

por Raquel Ferreira

Publicado em 17 de dezembro de 2023 • Editado há 5 meses

Matérias Relacionadas
Valorant
VCT Americas 2024: Demon1 é movido ao banco de reservas da NRG
Valorant

VCT Americas 2024: Demon1 é movido ao banco de reservas da NRG

A NRG anunciou sua segunda baixa no elenco de VALORANT. A organização colocou o campeão do Champions 2023, Demon1, no banco.

Há 4 horas
Valorant
VCT Americas 2024: NRG anuncia saída de Marved
Valorant

VCT Americas 2024: NRG anuncia saída de Marved

A NRG anunciou neste sábado (25) a saída de Marved do elenco competitivo de VALORANT. Além disso, FNS e s0m devem retornar ao time.

Há 4 horas
Valorant
VALORANT: fnx faz live jogando FPS da Riot
Valorant

VALORANT: fnx faz live jogando FPS da Riot

O ex-jogador brasileiro de Counter-Strike, fnx, jogou VALORANT durante uma transmissão ao vivo. A lenda do CS conseguiu alcançar Diamante.

Há 6 horas
Valorant
Masters Shanghai 2024: Gen.G e G2 Esports estão nos playoffs
Valorant

Masters Shanghai 2024: Gen.G e G2 Esports estão nos playoffs

Na madrugada deste sábado (25) a Gen.G e a G2 Esports se classificaram para os playoffs do Masters Shanghai 2024.

Há 6 horas
Valorant
VCT Americas 2024: FNS e s0m devem voltar a NRG, diz jornalista
Valorant

VCT Americas 2024: FNS e s0m devem voltar a NRG, diz jornalista

Segundo o jornalista, Alejandro Gomis, FNS e s0m devem retornar a NRG. Demon1 será movido ao banco de reservas do time de VALORANT.

Há 1 dia
Valorant
VALORANT: Mês do Orgulho terá recompensas exclusivas
Valorant

VALORANT: Mês do Orgulho terá recompensas exclusivas

Desde 2021, o VALORANT comemora o Mês do Orgulho em junho com a distribuição de recompensas especiais para os jogadores LGBTQIAP+ .

Há 1 dia

















































Campeonatos Atuais