Especial Dia dos Flamenguistas: Torcedores relembram conquista rubro-negra no CBLoL 2019

League of Legends
De:Victor Hugo Porto-
October 28, 2020

Depois de bater na trave em duas oportunidades, o Flamengo eSports conquistou seu primeiro título do CBLoL nos braços da sua torcida. No Dia dos Flamenguistas, o Mais Esports conversou com torcedores do Flamengo que relembraram o momento da vitória, a tensão da série e o “clima de estádio”.

Presença forte dentro e fora da Jeunesse Arena, local que sediou a final do segundo split do CBLoL 2019, a Urubarons levou a paixão pelo Flamengo do futebol ao League Of Legends.

Urubarons
Torcida da Urubarons; Paulo Victor, à esquerda, carrega a bandeira da torcida (Foto: Riot Games/Reprodução)
Continue após a publicidade

“Lembrou bastante o clima dos jogos [de futebol]. Se reunir na estação com os amigos, aquecer e ensaiar os cantos. Foi só mais um final de semana normal na vida de um flamenguista”, declarou Paulo Victor, diretor da torcida organizada.

Confiante no título, Paulo Victor acreditava que a “ideia de fazer a Jeunesse virar um Maracanã” seria um apoio que tornava a derrota do Flamengo “quase impossível”.

No entanto, o revés quase aconteceu. A INTZ abriu 2×1 na série e ficou a uma partida do título e da classificação ao Mundial 2019. George Wesley, torcedor fanático e que estava presente na final, declara que a confiança na virada se manteve intacta.

Torcida Jeunesse
9 mil torcedores estiveram presentes na Jeunesse Arena para a decisão (Foto: Riot Games/Reprodução)

“Não nos abalou, mas a tensão de mais uma vez perder o título ficou no ar. Porém, a atmosfera do momento foi de confiança e conseguimos vencer a série”.

Robo, topo do Flamengo na final, ressaltou a importância da torcida na coletiva de imprensa após o título: “A torcida nos apoiou mesmo conosco perdendo, então sem dúvida eles foram um sexto jogador”.

Com um quarto jogo controlado, o Flamengo empatou a série. Na última partida, a tensão da torcida também foi para dentro do servidor. Somente 1 abate para cada equipe em mais de 21 minutos de jogo. Depois, só deu Flamengo que, com Robo inspirado, completou a virada e venceu o CBLoL para alívio da torcida.

“A sensação do título é inexplicável. A primeira vez que o Flamengo, meu clube do coração, conquistava o maior torneio nacional do meu jogo favorito, e estar presente naquele momento com meus amigos foi muito marcante”, relatou George Wesley.

Já Paulo Victor não consegue expressar com palavras o momento da conquista: “Só o flamenguista que acompanha o projeto da equipe desde o início e estava lá conseguiu sentir o que eu e milhares sentiram naquela tarde. Saí sem voz da arena e com as mãos calejadas de tanto balançar a bandeira”, completou.

Rumo às franquias

Confirmado entre os 10 times para as franquias do CBLoL 2021, o Flamengo finalizou 2020 com um vice-campeonato e o sexto lugar na fase regular no segundo split. Ambos os torcedores esperam que a equipe brigue novamente pelo título nacional.

“Pelo Flamengo carregar um nome de peso, nunca devemos esperar contratações que não sejam para disputar o topo da tabela e sermos campeões apesar de 2020 ter sido uma decepção pelo grande elenco que tínhamos. A expectativa para 2021 é de voltar a ser o maior”, disse George Wesley.

“Como flamenguista, sou suspeito a falar. Mas acho que o Flamengo está montando um time bom pelos rumores que ouvi até agora, mas o nosso papel é torcer bastante porque não vai faltar apoio em nenhum momento. Seja na terra, no mar ou no ‘joguinho’, estaremos lá para apoiar”, finalizou Paulo Victor.

24 horas de Esports em apenas 10 minutos. Assine o Recall, a Newsletter diária do Mais Esports!