LoL: Diamondprox será caçador da FURIA de acordo com site

League of Legends
De:Bruno Rodrigues-
May 15, 2021

O Brasil pode estar prestes a receber um dos maiores nomes do cenário competitivo mundial de League of Legends. Diamondprox, considerado por muitos o “inventor” do modo como se joga a selva hoje, está cotado para ser o novo caçador da FURIA, time que disputa o CBLOL.

A informação foi divulgada pelo site BaseRush, que aponta a contratação como certa já. O portal revelou que a FURIA foi atrás do caçador Bravado, ex-fnatic Academy, mas após não conseguir fechar acordo, optou pela negociação com Diamondprox.

É válido lembrar que Edward, ex-jogador profissional e que jogou com Diaomondprox por muitos anos, é o atual treinador da Furia, por isso pode ter sido uma ponte entre a negociação da equipe e caçador.

Continue após a publicidade

Até o momento a FURIA ainda não se pronunciou sobre a notícia da contratação.

Sobre o Diaomondprox

Moscow Five
Diamondprox é o de moletom azul, mais à direita. (Foto: Divulgação/M5)

Diamondprox tem 28 anos e está no cenário desde os primórdios, em 2011. Ele começou jogando na Team Empire, e no fim daquele ano se juntou a lendária Moscow Five, que venceu a IEM Kiev e também a IEM Season 6 World Championship, que contava com alguns dos melhores times do mundo.

O caçador junto à M5 revolucionou o Meta da época, pois tinha um jogo agressivo, que apostava em invasões na selva, rotações do suporte, entre outros conceitos que hoje são o básico dos times no competitivo.

Em 2013 toda a line-up (exceto o suporte, que foi substituído pelo Edward) foi contratada pela Gambit, que venceu uma IEM Katowice Season 7 e chegou a final da primeira edição da LEC, que na época se chamava LCS EU.

diamondprox
Diamondprox no MSI 2018. Foto: Riot Games

Diaomond Prox ficou na Gambit até 2016 e depois jogou na segunda divisão norte-americana por um split pela Apex Gaming. Em 2017 ele voltou para a Gambit, que já estava disputando o campeonato Russo (LCL) e lá conseguiu mais títulos. Foram cinco troféus regionais, participação em dois mundiais e um MSI.

O segundo split de 2020 foi o último do jogador na Gambit, que terminou com o vice-campeonato na LCL. Diamondprox foi considerado o melhor caçador daquela temporada. O caçador deixou a organização no fim de 2020 e não jogou o primeiro split deste ano.

Veja também: Gambit deixa o cenário de LoL após oito anos