LoL: Há 4 anos, SKT T1 e Rox Tigers protagonizavam uma das melhores séries MD5 da história

League of Legends
De:Bruno Rodrigues-
October 21, 2020

Muito se discute sobre quais foram as melhores séries MD5 da história, mas existe uma em especial que ganhou a atenção de todos: SKT T1 vs Rox Tigers nas semifinais do Worlds 2016.

A SKT chegava para buscar o seu segundo título mundial em sequência e terceiro da organização. Já a Rox Tigers contava com a carismática line-up de Smeb, Peanut, Kuro, Pray e GorillA, e haviam acabado de ser campeões da LCK, sendo um dos favoritos no Worlds 2016.

O primeiro jogo da série durou 43 minutos e foi muito parelho entre os dois times, já mostrou que teríamos um embate acirrado. Na ocasião, Faker e companhia abriram a série com vitória.

Na segunda partida foi quando a “magia” da Rox começou. A equipe surpreendeu a todos com a escolha de Miss fortune suporte, que até então era algo que nem sequer era cogitado pelos profissionais. A atiradora fez dupla com a Ashe, formando um combo perfeito para destruir a lane do Bang e Wolf, que nesta partida estavam de Ezreal e Zyra.

A Ashe jogava a sua ult e, ao mesmo tempo, a Miss Fortune também usava a sua ultimate no alvo, combinação que tornava praticamente impossível os adversários escaparem da morte. O jogo ainda teve a famosa jogada em que com Pray joga sua ultimate, que atravessa o mapa e para o recall de Duke, que estava voltando para defender a base do GG.

A SKT T1 achou que o combo de Ashe e Miss Fortune não era o problema e deixaram a combinação passar para a Rox Tigers, que não hesitou em pegar. Bang e Wolf jogaram de Caitlyn e Zyra, mas novamente sofreram nas mãos dos adversários. Peanut e companhia conseguiram virar a série para 2-1 e ficaram a um ponto da classificação para a final do torneio.

A SKT chegava para o quarto jogo com a obrigação de vencer se quisesse ter chances de ir para a final. Blank, caçador da equipe, foi substituído por Bengi, mas logo nos picks e bans algo que nunca tinha acontecido com Kkoma (treinador), aconteceu. Focado em banir a Miss Fortune, o treinador esqueceu de banir Nidalee, um dos campeões mais fortes do Peanut. Com isso, Bengi foi obrigado a jogar com a campeã, com o detalhe de que ele nunca tinha jogado com ela em toda a sua careira profissional.

O caçador não só jogou bem como carregou a partida, conseguindo dar uma grande vantagem para o seu time no early game e terminando com um KDA de 6/2/7. A SKT venceu esse jogo e levou a série para a quinta e última partida.

Na decisão, a Rox Tigers teve um bom early game e conseguiu muitos pickoffs em cima de Bengi, mas nas lutas em equipe a SKT sempre levava a melhor, com boas chegadas de Duke e sua Poppy. Pouco a pouco a equipe foi abrindo uma vantagem grande em ouro, e mais uma vez tivemos uma jogada que ficou eternizada: a fuga de Faker com sua Orianna. Confira:

Após 42 minutos de jogo, a SKT venceu a partida e fechou a série por 3-2, se classificando para a final do Worlds 2020. Na decisão eles venceram a Samsung Galaxy e se tornaram tri-campeões mundiais.

Apesar disso, para muitos a final antecipada foi justamente a série entre SKT e Rox Tigers, que ficará marcada para sempre na lembrança de quem assistiu. Se você quer ver um pouco dos bastidores dessa série, recomendamos o documentário “Eyes on SKT“.

Veja também: Dopa rouba Dragão e Barão em menos de 1 minuto