LoL: INTZ venceu 7 dos 10 confrontos eliminatórios contra a paiN

Geral
De:Vitor Ventura-
August 26, 2020

PaiN Gaming e INTZ se enfrentarão em 5 de setembro pela Grande Final do 2º split do CBLoL 2020. O confronto, que dará vaga ao vencedor no Mundial da categoria, na China, será uma reedição da decisão de cinco anos atrás, quando ambas as organizações se enfrentaram no mesmo split, no Allianz Parque.

Contudo, esta não é, de longe, a primeira vez que Tradição e Intrépidos se encontram em momentos decisivos. Pensando nisso, o Mais Esports apurou todos os confrontos eliminatórios desde 2014 (quando a INTZ chegou ao cenário competitivo) entre as duas equipes, incluindo torneios oficiais e não-oficiais da Riot Games. Afinal, quem venceu mais vezes?

CBLoL 2014 – paiN 2×0 INTZ

Começando pelo ano de 2014, estreia da INTZ no cenário profissional com a lineup adquirida da Out of Position, formada por: Yang, Djokovic(Djoko), Tockers, Micao e Jockster. O primeiro confronto da história entre paiN e INTZ (eliminatório ou não) foi vencido pelo time da Tradição por 2×0. A paiN seria eliminada nas semifinais para a CNB, vice-campeã no Maracanãzinho.

1º split CBLoL 2015 – INTZ 3×0 paiN

Na Temporada 2015, temos o grande “boom” do League of Legends no Brasil e o início da Era Estúdio, onde todas as rodadas do CBLoL começaram a ser sediadas em São Paulo. O principal torneio de Esports do país também começou a ser dividido em duas etapas, ou splits. paiN e INTZ se encontraram nas semifinais da 1ª Etapa, numa partida que ficou conhecida pelo meme “Foca Nexus”, onde, apesar da vantagem, a paiN decidiu lutar perto do Nexus adversário. O problema foi que os jogadores da INTZ nasceram e responderam à agressão, vencendo a luta e, por fim, a partida. Aquela série terminaria 3×0 para os intrépidos, que se consagraram campeões da Etapa sobre a Keyd Stars, na partida realizada em Florianópolis.

2º split CBLoL 2015 – paiN 3×0 INTZ

As duas organizações tornariam a se enfrentar ainda naquele ano, mas em outras circunstâncias. paiN trocou Leko por Mylon e a INTZ sofreu a perda do caçador Revolta, que se transferiu para a Keyd, e escalou Jockster para a posição. O confronto aconteceu no Allianz Parque, para o maior público registrado em uma final de CBLoL: cerca de 15 mil pessoas presenciaram brTT e companhia despacharem os adversários e conquistar o bicampeonato. A Tradição ainda seria campeã do Desafio Internacional (IWCQ) de forma invicta, se classificar ao Mundial e desempenhar a melhor campanha de um time brasileiro em torneios internacionais da Riot, até hoje. Tal Final e tal elenco ficaram marcados na história da organização.

2º split CBLoL 2016 – INTZ 3×2 paiN

Em 2016, o clássico PAINTZ ocorreu somente no 2º split. A INTZ, campeã da primeira etapa, tentava o bicampeonato e a inédita vaga ao Mundial, enquanto que a paiN buscava redenção após um 1º split abaixo do esperado. Os intrépidos contavam com o retorno de Revolta, e a paiN tentava se achar depois da saída conturbada de brTT, substituído por TaYeon (Tay). Na semifinal, a disputada série de cinco jogos foi vencida pela INTZ, que foi campeã sobre a CNB no Ibirapuera, em São Paulo. O “exódia” foi também campeão do IWCQ numa série sofrida contra os turcos da Dark Passage e representou o Brasil no Mundial dos EUA, onde conquistou o maior resultado de um time brasileiro em torneios oficiais: vitória sobre a campeã da LPL, EDG, na estreia do torneio.

Mesmo com o fim dos torneios oficiais naquele ano, paiN e INTZ protagonizaram mais duas séries: uma na BRMA Rio e outra pelo Desafio Invocadores, em Fortaleza. Foram duas vitórias da INTZ, por 2×0 e 3×2, respectivamente. O evento no Rio de Janeiro foi o único onde brTT e Loop atuaram juntos pela paiN. Já em Fortaleza, o Atirador foi o recém-chegado Matsukaze.

2º split CBLoL 2017 – paiN 3×1 INTZ

A temporada 7 começou com novidades na paiN Gaming, que finalmente poderia contar com Loop em torneios oficiais, já que a organização e o suporte foram punidos por aliciamento na temporada anterior. O clássico PAINTZ ocorreu no 2º split, novamente numa semifinal. Contrariando as expectativas e o resultado anterior, a Tradição foi superior e venceu os intrépidos por 3×1. Na Final, a derrota para a Team oNe pôs fim ao sonho da equipe de ir ao seu segundo Mundial, além de ter sido a última série de Kami pela paiN.

Naquele ano, um torneio novo chegou ao calendário competitivo brasileiro, a Superliga ABCDE. paiN e INTZ também se enfrentaram nesta primeira edição, também na semifinal. Na oportunidade, atropelo intrépido por 3×0, que ainda se consagrou campeã da competição.

2º split CBLoL 2018 – Série de Acesso – INTZ 3×0 paiN

O ano de 2018 foi atípico para o time da Tradição. Depois de ser finalista, a equipe foi rebaixada na primeira etapa daquele ano para o Circuito Desafiante. No split seguinte, mais um vice, desta vez do CD, fez a paiN jogar a Série de Acesso, a última chance para voltar ao CBLoL. O adversário, a INTZ. Segurando sua vaga na elite, mais um 3×0 na conta e obrigando a paiN a disputar mais um split na segunda divisão.

O reencontro aconteceu na segunda edição da Superliga, desta vez na Final do torneio. Porém, mais uma vitória da INTZ por 3×2 consagrou não só o bicampeonato, mas a dominância no clássico.

Fez as contas? No fim, foram dez clássicos PAINTZ, com sete vitórias da INTZ e três da paiN, lembrando, em confrontos mata-mata.

Olhando a temporada atual, não houve confrontos em playoffs, claro, até esta final de 2º split. Porém, em confrontos na Fase Regular de ambas as etapas, foram seis vezes que paiN e INTZ se enfrentaram, com vantagem enorme para a paiN: 5-1 no confronto direto (2-1 no 1º split e 3-0 no 2º).

A Grande Final do CBLoL 2020 está marcada para 5 de setembro, às 17h (de Brasília). Para paiN, vale o tricampeonato e sua segunda campanha em mundiais. Já para INTZ, vale o penta, o título de organização mais vencedora do país e também sua segunda participação em Mundial.

Veja também: Faker volta a jogar, mas T1 é eliminada dos playoffs