LoL: LCS fecha parceria com FTX, corretora de criptomoedas patrocinadora da TSM

League of Legends
De:Vitor Ventura-
August 3, 2021

Dois meses depois de fechar o maior patrocínio da história dos Esports com a TSM, em acordo que envolvia os Naming Rights da organização, a corretora de Criptomoedas, FTX, será parceira da LCS pelos próximos sete anos, como anunciou a própria liga nesta terça-feira (3).

A FTX será a “corretora de criptomoedas” oficial da LCS e o acordo entre as partes é o “maior acordo de patrocínio que a Riot já fez em uma liga de Esports.” A partir do próximo fim de semana, a logo da empresa irá aparecer durante as partidas da LCS na parte inferior esquerda da tela.

O acordo entre FTX e LCS também envolve o prêmio LCS Most Improved Player Award, que é votado por rioters, especialistas e membros da imprensa. Além disso, os recursos de transmissão, tais como amostragem de Ouro total das equipes, além de gráficos do recurso, serão apresentados pela corretora.

LCS FTX ex
Exemplo de como a FTX irá figurar nas transmissões da LCS (Imagem: LCS)

Riot veta uso de “FTX” pela TSM em torneios de LoL e Valorant

O anúncio da parceria trouxe alguns comentários do público, questionando se haveria algum possível conflito de interesses no acordo, já que a FTX é também a principal patrocinadora da TSM, que disputa a LCS. Vale lembrar que a organização e a corretora firmaram um acordo no valor de R$ 1 bilhão, o que envolveu a venda dos Naming Rights da org, que passou a se chamar TSM FTX.

Ainda nesse tópico, a Riot Games vetou a TSM de utilizar o nome “FTX” em campeonatos de League of Legends e Valorant, além de também proibir a presença da marca nos uniformes da equipe. O argumento da publisher, revelado ao portal Dot Esports, era de que “as exchanges de criptomoedas se enquadram em uma categoria de patrocínio que possui restrições de ativação.”

“Como resultado, o acordo de nomeação da TSM e a colocação da marca FTX nas camisas não se aplicarão à LCS ou a outros esports da Riot Games na América do Norte”, revelou o chefe de Esports da Riot, Chris Greeley, ao site na época.

[ATUALIZAÇÃO]

Horas depois do anuncio da LCS, Chris Greeley publicou um tweet onde explicou a situação da parceria e do porque ela não ferir as regras da liga. O rioter afirma que a parceria com a FTX não muda como a publisher enxerga as corretoras de criptomoedas.

“As ativações da FTX na LCS podem ser removidas das transmissões, quando necessário em regiões que limitam propagandas de criptomoedas. Um patrocinador que aparece paralelamente, ou em formas não-digitas, não pode ser removido.

No próximo fim de semana começam os playoffs do 2º split da LCS 2021. No sábado (7), a Cloud9 enfrenta a Team Liquid, na primeira rodada do mata-mata, onde o vencedor enfrenta a TSM. No dia seguinte, no domingo, será a vez de EG e Dignitas. O vencedor pega a 100 Thieves.

Você confere a cobertura completa da LCS aqui no Mais Esports.

Veja também: Zven faz Pentakill de Aphelios e ultrapassa marca de Doublelift na LCS