×





×





×





×





×


Logo MaisEsports
Notícias
Campeonatos
Outros
Mais Esports

LoL: O que é o Fearless Draft e qual o seu impacto no competitivo?

League of Legends

O segundo split das ligas de League of Legends começa a partir do dia 1, e uma mudança no sistema de drafts (escolhas e banimentos) está chamando atenção: Fearless Draft, ou em tradução literal, Escolhas sem Medo.

O sistema foi adotado primeiro no campeonato de base da China (LDL), mas depois chegou nos campeonatos de base da América do Norte (NACL), Coreia do Sul (LCK CL) e até mesmo aqui no Brasil, no CBLOL Academy. Engana-se quem pensa que o formato está apenas nas ligas secundárias, ele também será adotado no segundo split da LPL 2024, e alguns rumores já indicam que ele pode ser adotado na LCK em 2025.

Mas o que é o Fearless Draft e como ele impacta na forma como os times jogam? Como ele pode ser benéfico para o espectador? É sobre esses e outros pontos que vamos conversar neste texto!

O que é o Fearless Draft no LoL?

O Fearless Draft é um formato em que as escolhas de campeões do LoL não podem ser repetidas pelos times. Sabe aquela série que vemos apenas dois ADCs em todos os cinco jogos? Pois bem, com o Fearless isso fica proibido.

Como é o sistema de Draft atual no LoL

Mo Fearless Draft, a ordem do draft não será modificada, por isso vamos entender como isso funciona atualmente.

Primeira etapa de banimentos intercalados:

  • Cada time realiza 3 banimentos de maneira intercalada.

Escolha de campeões (Primeira fase):

  • O lado azul escolhe um campeão.
  • Cada time, de maneira intercalada, escolhe 2 campeões até que ambos tenham 3 campeões escolhidos.

Segunda etapa de banimentos intercalados:

  • Cada time realiza mais 2 banimentos de maneira intercalada.

Escolha de campeões (Segunda fase):

  • O time vermelho inicia a seleção.
  • Cada time, de maneira intercalada, escolhe os campeões restantes seguindo a fórmula anterior.
Imagem da ordem de picks e bans
Ilustração da ordem de picks e bans no draft tradicional do LoL (Imagem: techlab aachen)

Neste formato, é possível perceber que o lado azul tem a primeira escolha de todo o draft e a possibilidade de escolher dois campeões juntos duas vezes.

Já o lado vermelho tem apenas uma chance de escolher dois campeões juntos, porém tem a oportunidade de fazer a primeira escolha da segunda etapa e tem a última escolha de todo o processo.

Essa dinâmica permite que sejam criadas estratégias relacionadas com a ordem de escolha dos campeões, dando, em teoria, uma variedade maior de personagens e estratégias a cada partida. Porém, essa variedade nem sempre é alcançada.

Sistema atual não permite uma grande variedade de campeões

À medida que os jogos são jogados, seja em ambiente competitivo, ou em ambiente casual (SoloQ), os jogadores e comissão técnica vão aprendendo quais são os campeões mais fortes daquele patch e quais as melhores respostas para esses campeões.

Caso não exista uma resposta forte o suficiente, ou as equipes julguem que o campeão é um problema, mesmo tendo respostas, é muito comum que esse campeão seja banido e não tenha a oportunidade de ser selecionado. Esse aprendizado culminou no chamado META. Com isso o número de campeões escolhidos e/ou selecionados diminui bastante.

  • META vem do inglês Most Effective Tactics Available, ou Táticas Mais Efetivas Disponíveis.

Atualmente, o League of Legends possui 167 campeões lançados e que podem ser escolhidos nos campeonatos. Embora muitos deles sejam utilizados, a quantidade de personagens utilizados no maior percentual de jogos ainda é baixa.

Aparição dos campeões nas principais ligas

A tabela abaixo mostra o número de jogos das ligas Major e CBLOL no primeiro split de 2024, juntamente com os últimos três campeonatos internacionais.

Imagem de uma tabela do Fearless Draft
Síntese dos campeões em alguns campeonatos

Na coluna de Campeões Selecionados, temos o número de campeões selecionados em cada campeonato e o quanto eles representam do total de campeões do jogo. Nas colunas de rotas, temos o número de campeões selecionados em pelo menos 10% das partidas do campeonato, e entre parênteses, a porcentagem do total de campeões selecionados de cada rota, que incluem os personagens com uma aparição menor que 10%.

Quanto mais jogos tem um campeonato, mais campeões aparecem, e isso pode ser visto comparando o MSI 2023 e MSI 2024, torneios mais curtos da tabela, com a LEC e LPL, que são os torneios mais longos. No entanto, os dados mais interessantes são os de campeões escolhidos por rota, pois é a partir desses dados que a percepção do público sobre a diversidade de campeões se molda.

Imagem dos picks e Bans no LoL
O MSI 2024 teve pouco mais da metade dos campeões do LoL usados (Imagem: Reprodução/Riot)

As rotas que têm o maior número de campeões com pelo menos 10% de aparição são Jungle e Mid, com 8 campeões, em média. As rotas que possuem menos são ADC e Support, com média de 6 campeões.

A princípio podemos imaginar que quanto maior a porcentagem dos campeões com 10% de jogos, melhor, mas isso não necessariamente é verdade.

Peguemos o MSI 2023, como exemplo: A rota dos ADC teve 5 campeões que apareceram 10% das vezes, e isso representou 45% dos ADCs do campeonato. Num primeiro momento, podemos imaginar que as partidas foram distribuídas de maneira igualitária entre esses campeões, mas ao analisar mais detalhadamente, vemos que Aphelios e Jinx dominaram o campeonato, com 46 jogos (61%) e 43 jogos (57%), respectivamente.

Em contrapartida, no CBLOL, ao observarmos as rotas Top e ADC, temos uma distribuição mais homogênea entre os campeões, com um maior número de personagens representando uma porcentagem menor do total escolhido.

Como o Fearless Draft vai aumentar a diversidade de campeões?

A maior vantagem do Fearless Draft é justamente proporcionar uma maior variedade de campeões, e podemos analisar isso olhando para as séries MD5, que é a etapa na qual esse tipo de draft será usado.

Se considerarmos que todas as séries tenham os 5 jogos, serão pelo menos 10 campeões selecionados de cada rota por jogo. Eles podem repetir entre as séries, e caso isso aconteça, teríamos 10 campeões com pelo menos 10% das partidas, representando 100% dos campeões escolhidos para aquelas rotas.

Isso também não é interessante para o público, pois apenas esses 10 campeões (de cada rota) estariam sendo escolhidos. Dessa forma, o que pode ser considerado um número “ideal” é de 10 campeões com 10% dos jogos que representam 33% daqueles escolhidos na rota, ou seja, de um conjunto de 30 campeões, ao menos 10 aparecem com frequência.

O campeão Varus foi escolhido 1559 vezes e banido 1813 vezes em 2024 nos campeonatos competitivos (Imagem: Riot Games)

Fearless Draft no Brasil

O formato Fearless Draft será aplicado apenas em séries MD3 (melhor de 3) e MD5 (melhor de 5), e para cada uma das regiões a mudança terá ligeiras diferenças. Vamos focar aqui apenas no formato que será aplicado ao CBLOL Academy. De acordo com a Riot Games Brasil, no seu portal de notícias oficial:

No Modo Fearless, Campeões escolhidos por uma equipe não poderão ser utilizados novamente durante a série por nenhuma das equipes. Em uma série Md5, os três primeiros jogos seguirão o processo com todos os banimentos do Modo Competitivo – porém, para as partidas 4 e 5, há ajustes. Na partida 4, se aplicável, ambas as equipes estarão limitadas a três banimentos na Seleção de Campeões – mais todos banimentos do Modo Fearless, de acordo com os jogos anteriores. Na partida 5, se aplicável, ambas as equipes não terão banimentos na Seleção de Campeões e todos os banimentos do Modo Fearless ainda serão considerados, de acordo com os jogos anteriores.

Essa mudança nas regras poderá ter dois desdobramentos não dependentes:

  • Aumento no número de campeões escolhidos.
  • Uma distribuição do número de partidas entre os campeões escolhidos.

A figura abaixo representa o cenário com a menor variedade de campeões selecionados e banidos. Para isso, mantivemos os banimentos iguais em todos os jogos e variamos apenas as escolhas a cada jogo. Este é um cenário conservador em que as escolhas poderiam se resumir a apenas esses campeões, mas, na prática, com a adaptação das estratégias e preparação para adversários diferentes, os campeões também serão diferentes a cada série.

Imagemd o FEarless Draft
Exemplo com o menor número de campeões numa série Md5

Como podemos perceber, numa série melhor de cinco, o número de campeões que serão selecionados é 50, já que não é possível haver repetições. Se considerarmos as aparições dos banimentos, esse número sobe para no mínimo 60, já que os banimentos podem ser repetidos ao longo da série.

No draft tradicional, o número mínimo de campeões escolhidos é 10, já que eles podem se repetir ao longo da série. Se considerarmos as aparições dos banimentos, esse número sobe para 20.

Mudanças nas estratégias com o Fearless Draft

Além das implicações no número de campeões escolhidos e na distribuição das partidas para esses campeões, as estratégias também mudarão. Durante uma série Md5, é preciso se adaptar jogo a jogo de acordo com as facilidades e dificuldades apresentadas e sabendo que não será possível repetir campeões, o leque de estratégias aumenta muito. Como por exemplo:

  • Será possível “roubar” um campeão forte do adversário, e mesmo que perca o jogo, você vai ganhar um banimento para o resto da série.
  • Sabendo que não é possível banir todos os campeões, e que o adversário acabou selecionando um campeão muito forte, será possível “guardar” um campeão forte para outro jogo, ao invés de utilizar e acabar perdendo essa possibilidade para o restante da série.
  • Banimentos permanentes (fixos durante toda a série), caso a série chegue ao quinto jogo, ficarão disponíveis, o que dependendo da quantidade e quais forem os campeões banidos permanentemente, valorizará a escolha de um lado ou de outro.
  • Com a quantidade de campeões bloqueados ao longo da série, é possível que apareçam estratégias muito diferentes e específicas com campeões fora do META.
  • Como o Fearless Draft é aplicado apenas às séries Md3 ou Md5, um time pode jogar a fase de Md1 com poucos campeões, dando a entender que tem um leque de campeões pequeno, enquanto está treinando outras coisas e ter armas surpresas para o futuro.

Caso a final do CBLOL 2024 tivesse sido no formato Fearless Draft, num cenário que o Robo pegue Olaf, a Pain poderia pegar Jax fazendo uso de 2 das estratégias acima: Roubou um pick forte do Robo, ao mesmo tempo que está “guardando” seus melhores picks para o restante da série.

Imagem do Fearless Draft na LPL 2024
Na LPL 2024, o Fearless Draft já está em execução, veja a barra inferior com os campeões já escolhidos na série (Imagem: Divulgação/LoL)

E o Flex Pick?

Existem diversas outras estratégias que ao longo do treinamento, as equipes vão descobrir e se adaptar, e quando falamos sobre estratégia, um fator muito importante no draft tradicional são as chamadas escolhas flexíveis (ou flex picks). Estas escolhas consistem em campeões que podem exercer a sua função em duas ou mais rotas diferentes, o que abre a possibilidade de o time escolher qual campeão adversário será respondido com uma escolha mais forte.

No draft tradicional, isso ganha muito valor, pois, apesar do campeão ser repetido, o time que jogará contra ele não sabe em qual rota ele vai e acaba sendo forçado a fazer escolhas e adaptações a cada jogo. No Fearless Draft, isso ainda será possível, porém em apenas uma única vez, o que faz com que a mentalidade em torno dos flex picks tenha que mudar.

Treinar o mesmo campeão em 3 rotas, pode não ser eficiente a longo prazo, pois o campeão só poderá ser utilizado uma única vez em cada série e seu adversário poderá roubá-lo de você. Dedicar tanto tempo para um único campeão pode não ser a melhor estratégia, assim, os flex picks continuarão existindo e cumprindo a sua função, caberá aos times se adequar nos treinos e saber qual a melhor hora de utilizar esse campeão na série.

A fim de exemplo, o Gragas é um campeão conhecido por ser capaz de desempenhar até 4 funções, dependendo do META em vigor (Top, Jungle, Mid e Support), utilizar esse campeão já na primeira partida tem o seu valor por eliminar esse fator flex do restante da série, mas um time que tenha treinado um campeão fora do Meta e guardou essa escolha, terá uma vantagem maior do que se o Gragas pudesse ser repetido em outra rota.

Críticas que fazem ao Fearless Draft

Um argumento contrário ao Fearless Draft é que os jogadores profissionais, por serem obrigados a treinar com um número maior de campeões, deixariam de ser especialistas para se tornarem Jack of all trades, ou em tradução livre: aquele que faz de tudo um pouco, mas nada muito bem feito.

Este argumento só será real se os jogadores profissionais deixarem de treinar com os campeões que eles já são especialistas. Após tanto esforço e dedicação, é depreciar o trabalho do profissional afirmar que ele deixaria de ser realmente bom com determinados campeões.

Outro argumento contrário a essa colocação é que o jogador sempre poderá ser especialista com o seu campeão, mas ele só poderá jogar uma vez com ele a cada série – lembrando que os banimentos permanentes se tornam disponíveis ao longo da série.

Imagem do Fearless Draft no LoL
(Imagem: Divulgação/LoL)

Fearless Draft dará mais destaque e peso para a comissão técnica

O Fearless Draft é uma mudança ousada por parte da Riot Games para mexer com a quantidade de campeões escolhidos nos seus campeonatos, bem como aumentar a percepção do público para esse aumento. Para mim, essa é uma mudança muito benéfica, pois é preciso ter em mente que os campeonatos são produtos de entretenimento, e todas as mudanças que façam com que o público engaje mais com este produto é de extrema valia.

Para além da diversificação e valorização do campeonato, o formato de Fearless Draft valoriza as equipes que possuam boas comissões técnicas, uma vez que é um formato que possibilita um número elevado de estratégias. Dentro da comissão técnica não é possível deixar de lado a função dos analistas, que com esse novo cenário, terão uma responsabilidade e um peso maior em sua atuação.

Os analistas que conseguirem realizar scouts profundos, analisar as variáveis dos campeões e dos jogadores para auxiliar na criação da melhor estratégia, sairão na frente dessa adaptação.

Estou ansioso para ver, na prática, como será a adaptação dos times Academy, e quando essa mudança chegar à liga principal, como será a adaptação e evolução dos times do CBLOL. Espero ver uma valorização da comissão técnica, em especial dos analistas, que deverão desempenhar um papel muito mais ativo na parte estratégica da equipe.

Imagem para ilustrar a matéria dos times classificados para o CBLOL Academy 2024
(Imagem: Divulgação/LoL)
João "Hypno" Fernandes

por João "Hypno" Fernandes

Publicado em 03 de junho de 2024 • Editado há 17 dias

Matérias Relacionadas
League of Legends
Resposta LoLdle hoje – 20 de junho: veja todas as soluções do dia
League of Legends

Resposta LoLdle hoje – 20 de junho: veja todas as soluções do dia

Confira a resposta LoLdle hoje, dia 20 de junho. O mini-game de LoL traz diversos desafios de adivinhação do League of Legends.

Há 5 horas
League of Legends
CBLOL 2024: Como um bootcamp em 2023 mudou o Fluxo do 2º split?
League of Legends

CBLOL 2024: Como um bootcamp em 2023 mudou o Fluxo do 2º split?

Você sabia que o bootcamp de 2023 do Fluxo impactou o desempenho na equipe em 2024? Confira mais detalhes na matéria, acessa!

Há 16 horas
League of Legends
CBLOL 2024: Como um coach cria um estilo? Onmeta, do Fluxo, explica
League of Legends

CBLOL 2024: Como um coach cria um estilo? Onmeta, do Fluxo, explica

O Onmeta, técnico do Fluxo, criou um time no seu estilo e está 6x0. Mas como um técnico consegue fazer isso? É o que ele explicou, confira na matéria!

Há 18 horas
League of Legends
CBLOL 2024: Fluxo Onmeta diz o objetivo do Fluxo e cita final de 2019
League of Legends

CBLOL 2024: Fluxo Onmeta diz o objetivo do Fluxo e cita final de 2019

O Mais Esports entrevistou de forma exclusiva o técnico do Fluxo 6-0, Onmeta, que falou sobre a invencibilidade e lembrou da final de 2019. Confira a fala completa do técnico!

Há 18 horas
League of Legends
LoL: Arte, teaser e data de lançamento da nova campeã Aurora são revelados
League of Legends

LoL: Arte, teaser e data de lançamento da nova campeã Aurora são revelados

A nova campeã do LoL, Aurora, teve revelada sua splash art, história e até data de lançamento! Confira mais detalhes na matéria, acessa!

Há 22 horas
League of Legends
LoL: Tierlist dos melhores campeões do patch 14.12 para subir de elo
League of Legends

LoL: Tierlist dos melhores campeões do patch 14.12 para subir de elo

Quer subir de elo? Então veja a nossa Tierlist dos melhores campeões do patch 14.12 de LoL. Veja as escolhas em alta nas filas ranqueadas.

Há 1 dia

















































Campeonatos Atuais