Logo MaisEsports
HomeAssistaRecallAnuncie
Logo MaisEsports

LoL: Suporte da paiN, Dioud anuncia desejo de voltar ao competitivo

Vitor Ventura
publicado em 20 de maio de 2020, editado há 2 anos
League of Legends

O suporte da paiN Gaming, Dioud, anunciou nesta terça-feira (20) o seu desejo de voltar a jogar competitivamente. Ele, que ainda tem contrato com a equipe, afirma ter um acordo onde pode buscar ofertas de outras organizações.

O suporte francês está afastado dos palcos profissionais desde setembro de 2018, quando sua equipe falhou em conquistar o acesso ao CBLoL. Na época, a paiN havia chegado à final do Circuito Desafiante um split depois do seu rebaixamento, mas foi derrotada pela Redemption. Na Série de Acesso, ou Série de Promoção, nova derrota, desta vez para a INTZ e por 3×0. A segunda partida da Md5, inclusive, foi a última disputada oficialmente por Dioud, que foi substituído por Nano no Jogo 3.

Neste meio tempo em que o francês ficou de fora da line-up, a paiN contou com esA na posição, e com ele, vieram os títulos do 1º split do Circuito Desafiante de 2019 (e o acesso de volta à elite), além da Superliga ABCDE daquele ano. Na janela de transferências para 2020, esA se transferiu para a Havan e a paiN acertou a contratação de Key, sul-coreano.

Apesar das expectativas, a paiN não rendeu como esperado e terminou a primeira etapa do CBLoL deste ano apenas em 6º lugar, uma posição acima de disputar o Relegation. Atualmente, a equipe é formada por Yang, Seonghwan, Tinowns, brTT e Key, com Kami e Mestre na condição de reservas. Tal configuração pode indicar que Dioud poderia ser escalado como substituto imediato de Key, já que não há outro suporte à disposição.

Dioud expressou seu desejo de voltar a jogar competitivamente (Foto: Riot Games)

Apesar da possibilidade, Dioud não atua competitivamente há um ano e meio, tempo semelhante que Kami, grande ídolo da torcida, também ficou afastado. Vale lembrar que o mid-laner anunciou seu retorno aos palcos na véspera da Final do 2º split do CBLoL de 2019, mas ainda não atuou nesta temporada.

Dioud foi o primeiro estrangeiro a ser campeão do CBLoL, em 2015, pela paiN Gaming. Ele também participou da campanha no Mundial daquele ano, onde o time brasileiro conseguiu a melhor campanha do país em torneios internacionais, com duas vitórias na Fase de Grupos. Após saída da paiN, Dioud se transferiu para a RED Canids, onde foi novamente campeão do CBLoL em 2017, e disputou mais um torneio internacional, o MSI.

No Mid-Season, porém, a campanha não foi tão positiva. Com um 4-2 nos Grupos da Fase de Entrada, a Matilha ficou um ponto atrás da Supermassive, da Turquia, e acabou eliminada da competição.

A paiN Gaming se prepara para a disputa da segunda etapa de 2020, cujo título dá vaga ao Play-in do Mundial. Segundo o banco de dados da Riot Games, todos os jogadores possuem contrato até o fim deste ano, com exceção de Yang, Kami e o treinador Dionrray, os quais possuem acordo até 2021.

Veja também: “Nada definido ainda sobre o Bvoy”, diz jornalista sul-coreano

24 horas de Esports em apenas 10 minutos. Assine o Recall, a Newsletter diária do Mais Esports!

Logo MaisEsports© Todos os direitos reservados à maisesports