Logo MaisEsports
HomeAssistaRecallAnuncie
Logo MaisEsports

LoL: Riot investiga CEO da TSM após denúncias de bullying e má conduta de trabalho

Vitor Ventura
publicado em 12 de janeiro de 2022, editado há 16 dias
League of Legends

De acordo com a apuração feita pelo portal WIRED, o CEO da TSM, Reginald, está sendo investigado pela Riot Games por supostos “bulliyng” e abusos verbais contra funcionários e jogadores da organização.

REginald TSM
Reginald está sendo investigado por má conduta (Foto: Divulgação/LoL Esports)

Em comunicado à imprensa, a publisher confirmou que está ciente das acusações e também que está conduzindo uma investigação particular: “Como operadores da liga, nós chamamos um escritório de advocacia  para conduzir uma investigação independente sobre as acusações de falta de conduta feitas contra o líder desta organização.”

A investigação começou no fim do ano passado. O ex-jogador da TSM, Doublelift, reclamou sobre como o CEO do time trata seus antigos e atuais jogadores, em uma stream feita em novembro. “Vocês ficariam surpresos com quantos dos seus jogadores favoritos da LCS surtaram por conta de quão mal estavam sendo tratados e verbalmente assediados.”

Ainda de acordo com o site, diversas pessoas que já trabalharam na TSM afirmam que a organização é “dominada por uma cultura de medo” e que Reginald repreendia os funcionários por horas, às vezes por erros pequenos. Um destes funcionários declarou que o CEO chamava algumas pessoas de “inúteis” ou “estúpidas”, além de gritar com elas publicamente.

Reginald respondeu ao portal e disse que precisa trabalhar e melhorar a forma que ele se comunica com sua equipe e com todos à sua volta. Contudo, ele ainda acredita que não há espaço para baixo desempenho e se ele acha que alguém não está dando seu 100%, ele irá mostrar isso.

A Associação de Jogadores da América do Norte também conversou com algumas pessoas que dizem ter testemunhado ou foram vítimas do abuso verbal do CEO da TSM. Em resposta, a organização afirma que começou sua própria investigação, criando um comitê independente e contratando um investigador particular.

A TSM prometeu anunciar suas descobertas sobre o caso ainda neste mês de janeiro.

Veja também: CBLOL 2022: Venda de ingressos é suspensa por tempo indeterminado

24 horas de Esports em apenas 10 minutos. Assine o Recall, a Newsletter diária do Mais Esports!

Logo MaisEsports© Todos os direitos reservados à maisesports