LoL: Shini comenta sobre Gragolandia: “Peguei dele e comecei a usar no CBLoL”

League of Legends
De:Vitor Ventura-
July 31, 2020

A INTZ é atual vice-líder do CBLoL, com apenas uma vitória atrás da paiN Gaming, justamente a próxima adversária dos intrépidos. Nesta semana, o caçador da equipe, Shini, concedeu uma entrevista ao Mais Esports onde comentou, entre outros assuntos, sobre o que aprendeu assistindo ao Gragolandia, um mono Gragas da SoloQ que divide a paixão pelo campeão com o jungler da INTZ.

Em 2018, o caçador Revolta, na época atuando pela Vivo Keyd, pickou Rammus em uma série Md3 contra a paiN Gaming. Após o jogo, ele declarou em entrevistas que o pick diferenciado foi visto na SoloQ, nas mãos de um mono Rammus chamado Lord Semi, e o inspirou a usar no CBLoL. Questionamos Shini, conhecido pelo seu Gragas, se ele já aprendeu algo assistindo aos VODs de Gragolandia.

“Eu nem o conhecia direito, só sabia que ele era um mono Gragas. Foi neste ano que eu comecei a assistir mais as lives e conversar com ele. Por exemplo, o barril invisível, quando você o joga dentro da parede, mas ele ainda possui uma hitbox dentro do mapa. Eu não fazia isso, mas peguei assistindo ele. É algo muito útil quando você está fazendo o Barão e o inimigo precisa dar o face check, você deixa um barril fermentando dentro da parede, passa um AD Carry ou Mid Laner, ele perde um quarto da vida e nem percebe. É algo que eu peguei dele, comecei a usar nos meus jogos do CBLoL, então é essa intensa troca de informação, eu posso absorver coisas do Gragolandia”, conta Shini.

O pro player aproveita e explica como isso pode ser benéfico, comparando a vida profissional com a vida de um mono champion. “Ele pode jogar um milhão de jogos com o campeão, mas eu não posso jogar um milhão de jogos com o mesmo, preciso treinar vários diferentes. Então, querendo ou não, ele tem uma experiência maior com o personagem do que eu. Há coisas que eu consigo absorver dele, de coisas que ele faz, e posso usar no meu jogo. É algo positivo.”

Shini conta que já aprendeu mecânicas do Gragas assistindo ao Gragolandia (Foto: Riot Games)

Shini revelou que o top laner de sua equipe, Tay, também já conversou com um Mono Gangplank, numa época que a INTZ buscava utilizar o campeão. “Ele foi falar com o Hydrogen, um mono GP, foi pedir dicas, absorver técnicas dele, que é o que podemos fazer. Eles não são profissionais, talvez não saibam tanto de macro, mas de mecânica de um campeão, não tem ninguém melhor do que eles para ensinar.”

A INTZ vai em busca de garantir sua vaga nos playoffs e também da ponta da tabela. Neste sábado (1), o adversário será a paiN Gaming, atual líder, e no domingo (2), é a vez do Santos, terceiro colocado.

Mesmo que vençam a paiN, os intrépidos não ultrapassarão. Isso ocorre pois o número de pontos se igualaria, mas o adversário possui vantagem no confronto direto.

Você confere a cobertura completa do CBLoL aqui no Mais Esports.

Veja também: Casters da LEC se recusaram a ir ao ar caso a parceria com a NEOM fosse mantida