LoL: Wos segue na Vorax após investigação; jogador se pronuncia

League of Legends
De:Vitor Ventura-
January 8, 2021

A Vorax, através de sua CEO, Marina Leite, anunciou nesta sexta-feira (8), que decidiu manter o jogador Wos na equipe, após constatar que ele era inocente das acusações feitas na última terça (5).

Em vídeo publicado no canal oficial da organização, Marina conta que conversou com todos os envolvidos no caso, não somente com Wos e a vítima, Karine Mukai, mas também com pessoas que estavam no mesmo ambiente no dia do ocorrido.

“Quando li o relato da Karine, eu entendi como um relato de estupro, na primeira parte. Na segunda parte, de um abuso, uma violação sexual. De acordo com Wos, isso não aconteceu, mas de acordo com a Karine, isso aconteceu”, declarou a CEO.

“Eu jamais me omitira num caso de estupro, ou num caso de abuso, violação ou violencia sexual. Todas as conversas que eu tive com as partes envolvidas, e com testemunhas, me levaram a crer que a Karine estava fazendo um desabafo nas suas redes sociais. É um sentimento perturbador para ela, e por ser uma parte de sua memória obscura, e ela se sentir mal por isso, ela conta com toda minha solidariedade e apoio.”

Wos seguirá na Vorax após investigação (Foto: Riot Games)

Entretanto, de acordo com Marina, quando ela conversou com a vítima, a mesma deixou claro que não se tratava de um estupro. “Ela mesma não se diz ter sido estuprada pelo Wos”. “Ela também me relatou ter uma memória nebulosa, muitas coisas ela não lembra sobre o ocorrido.”

“Conversando com ela, ela me relatou que aquilo foi realmente um desabafo, e em nenhum momento ela me deu certeza de que aquilo (estupro) tinha mesmo acontecido.” […] “O Wos assumiu que ele deveria ter prestado mais atenção em suas atitudes em alguns momentos nesse relacionamento, mas em nenhum momento ele assumiu culpa pelos abusos. Em nenhum momento ele se acovardou, ou não quis assumir nenhuma responsabilidade, mas cheguei à conclusão que aquilo não aconteceu, o que foi relatado, não aconteceu”, conclui Marina Leite.

A CEO encerra declarando que não mais comentará sobre o assunto, em respeito à vítima.

Pronunciamento de Wos

Já Wos, suporte da Vorax e acusado de abuso sexual nesta semana, também se manifestou através de um vídeo no canal oficial da Vorax. Ele contou o seu ponto de vista, desde o início de seu relacionamento com Karine até o dia do fato ocorrido e denunciado pela mesma. Ele admite ter tocado nas partes íntimas da vítima, mas que parou assim que ela pediu.

“Hoje eu percebo que errei. Não tive a sensibilidade de perceber que ela não estava afim naquele dia, e eu deveria ter tido essa sensibilidade, que ela não estava num bom dia. Não devia ter tentado nada, mas é importante ressaltar que quando ela pediu para parar, eu parei. Nós tínhamos um relacionamento e eu respeitava muito isso”, declara Wos.

Karine publica nota de retratação

Um pouco antes do posicionamento da equipe e do jogador, Karine divulgou uma nota de retratação em suas redes sociais. Ela afirma que “algumas coisas no relato ficaram muito vagas” e poderiam levar a interpretação para algo pior do que realmente foi.

“Queria deixar claro que não foi estupro. O meu objetivo com isso era mais desabafar sobre uma situação que vinha me incomodando a um tempo e eu nunca imaginei que as coisas tomariam essas proporções. Por isso, decidi apagar meu relato e deixar meu esclarecimento”, declarou.

Além disso, o treinador da Vorax, Kalec, também se posicionou. Compartilhando a publicação oficial da organização, ele afirma que em nenhum momento a questão técnica foi levantada. Ele conta que, após o relato, a equipe principal treinou com Cavalo, suporte da lineup Academy da Vorax.

“Enquanto uma decisão não era tomada, já estudávamos promover um garoto do Academy ou buscar outra opção no mercado. Defendemos somente a verdade”, conclui.

Veja também: Flamengo desliga Kake após acusações de assédio

Compartilhe!