MSI 2021: Conheça a MAD Lions, adversária da paiN Gaming no grupo B

League of Legends
De:Podela-
April 28, 2021

Após a eliminação extremamente precoce no Campeonato Mundial de League of Legends em 2020, a MAD Lions promoveu algumas alterações em seu plantel para a temporada seguinte. Na rota do topo, a organização trouxe a estrela turca Armut para substituir Orome; na posição de caçador, a equipe foi atrás do espanhol Elyoya, ex-Movistar Riders, para assumir a vaga de Shadow. 

A princípio, alguns enxergavam as mudanças com determinadas ressalvas, pois os dois recém-chegados precisariam passar por um grande processo de adaptação à elite europeia, o que faria a MAD perder, pelo menos, uma etapa inteira até os jogadores maturarem. Apesar de experiente, o turco encontraria um enorme desafio em uma liga de nível muito mais alto que a TCL; enquanto Elyoya passaria por todo progresso comum a um novato.  

Entretanto, os “Leõesultrapassaram esse estágio muito rapidamente e alcançaram um nível de atuação satisfatório na transição entre a fase regular e o playoff. Ainda que sem o favoritismo ao seu lado, a equipe sagrou-se campeã ao passar pela chave dos vencedores, que é um fato inédito no formato atual adotado pela LEC, e cravou a passagem de ida à Islândia para disputa do MSI, onde irá enfrentar a brasileira paiN Gaming na fase de grupos.

Continue após a publicidade

MSI 2021: Cobertura com tabela, escalações, datas de horários dos jogos

FASE REGULAR E PLAYOFF 

Carzzy MAD Lions
Carzzy, atirador da MAD Lions (Imagem: LoL Esports/Reprodução)

Durante a etapa regular, a MAD Lions oscilou entre ótimas semanas, com sólidos jogos, e semanas ruins, com atuações inconstantes e falhas em determinados momentos nas partidas. Até a quinta semana do campeonato, o elenco apresentou bastantes defeitos no mid game, problemas relacionados a controle de visão e algumas dificuldades para criar jogadas.  

Mesmo mostrando irregularidade e cometendo alguns deslizes, os espanhóis foram superiores à maioria de seus adversários e conquistaram sua vaga nos playoffs uma semana antes do fim da fase de pontos. Assim, Kaiser e companhia terminaram na terceira posição e chegaram aos embates eliminatórios atrás de Rogue e G2 Esports, times que venceram três dos quatro confrontos que tiveram contra os “Leões. 

Na primeira rodada dos playoffs, a MAD enfrentou a Rogue e venceu, de forma surpreendente, a melhor de cinco por 3×1, de virada, após perder o primeiro jogo. Na final da chave dos vencedores, a organização espanhola confrontou a oito vezes campeã europeia G2, dominou seu adversário ao fechar a série por 3×1 e carimbou o passaporte para protagonizar sua primeira final na história.  

No embate decisivo, o plantel liderado por Humanoid encarou novamente a Rogue, que venceu a G2 na final da chave dos perdedores. Depois de um primeiro jogo controlado e uma segunda partida extremamente intensa, Larssen e seus companheiros abriram dois a zero na série e ficaram próximos de faturar o campeonato. Entretanto, a MAD Lions foi forte, adaptou-se ao decorrer da melhor de cinco e, assim, alcançou o reverse sweep. 

ESTILO DE JOGO 

MAD Lions quarteto
Quarteto da MAD Lions (Imagem: LoL Esports/Reprodução)

Em contexto geral, a MAD não se preocupa tanto em brigar por prioridades e pressões de rota em seus drafts, onde é muito comum ver, por exemplo, a equipe escolher as suas duas rotas solos às cegas.  A ideia por trás dos drafts do plantel está relacionada a garantir sólidas ferramentas para skirmishes e lutas em equipe, nas quais Kaiser executa a função de iniciador primário.

Um exemplo clássico dessa não briga por prioridade é a resposta padrão do Humanoid à seleção de Lucian, que consiste em escolher Twisted Fate, um campeão que não contesta pressão nesse match-up, mas que funciona como um grande criador de jogadas depois da Shurelya’s, seu primeiro item. 

No early game, a equipe tende a produzir muitas jogadas ao redor da rota do meio através do 3v3, com a presença de Humanoid, Elyoya e Kaiser. Após o primeiro retorno a base, o suporte alemão se mostra bastante ativo no mapa e costuma, junto com o caçador espanhol, invadir a selva adversária para ganhar visão, roubar campos e tentar matar o jungler inimigo, com o apoio do jogador da rota do meio.

Além disso, Armut é uma peça muito relevante nesses pequenos embates iniciais, pois seus teleportes são muito bem aproveitados, principalmente quando tem a vantagem de feitiço em relação ao rival de rota.  

MSI 2021: Data e horários dos jogos da paiN Gaming

A garantia de composições com muitas ferramentas de criação na fase de escolhas torna muito difícil para os adversários conseguirem encerrar jogos de forma limpa contra os “Leões”. Um erro de posicionamento, um setup ruim para organizar alguma jogada, um erro no controle dos flancos ou, simplesmente, um intervalo ruim nas ondas de minions serão fatores condicionantes para a equipe conseguir retomar o controle da partida e, dessa forma, alcançar a vitória. No quesito individual, o mid laner Humanoid é extremamente importante nesses momentos, porque, além de ser uma figura de liderança, é um jogador extremamente decisivo. 

Além da grande consistência em punir erros dos adversários, a MAD é bastante consciente para contestar objetivos neutros ao redor de Summoners Rift. Como as tendências de draft praticadas pela equipe os colocam em uma posição ruim para controlar os neutrais no início dos jogos, a prática do crossmap torna-se uma ideia muito comum e exercida repetidas vezes pela organização espanhola. A partir do surgimento do barão, em torno da disputa do terceiro dragão, o time se organiza muito bem para lutar cinco contra cinco ao redor desses objetivos, evitando ao máximo uma contestação muito atrasada. 

Em relação a escolhas específicas, os oponentes precisam tomar cuidado com algumas, pois a MAD Lions tem determinadas cartas na manga. Junto do famigerado Wukong do Armut, há a Jinx do Carzzy, que foi altamente letal durante os playoffs. Outro campeão que pode vir a ser relevante na mão do atirador é a Seraphine, que habilita ainda mais o turco para cumprir uma função de carregador. Em uma situação mais incomum, existe a possibilidade de o Wukong servir como uma seleção flexível caso o Carzzy tenha Senna em mãos, onde o Kaiser teria o campeão assinatura do top laner em suas mãos. 

EXPECTATIVAS PARA O MSI 

Elyoya Mac MAD Lions
Caçador Elyoya e o treinador Mac da MAD Lions (Imagem: LoL Esports/Reprodução)

A expectativa inicial envolvendo os “Leões” para este Mid Season Invitational é: que a campanha neste torneio seja superior ao grande fracasso que foi a apresentação da organização no Mundial do ano anterior. E é natural que seja por conta de vários aspectos envolvidos.

Hoje, os jogadores que formam o núcleo remanescente são muito mais maduros ao executar suas respectivas funções, principalmente Humanoid, que exerce um papel primordial de liderança. Carzzy e Kaiser também se encontram mais cascudos depois de três splits profissionais e uma competição internacional nas costas. Em comparação ao ano anterior, onde a MAD tinha quatro estreantes em fase internacional, a equipe terá apenas um neste MSI. 

Outro ponto que esteve presente naquele momento e que possivelmente não estará na Islândia é a grande mudança do meta. Na ocasião citada, a Lions lidou com uma grande alteração no funcionamento da selva, tanto nos campeões utilizados quanto na interpretação de como jogar a jungle, e isso fez com que o elenco tivesse grandíssimos problemas para se adaptar. Shad0w, ex-caçador da equipe, sofreu bastante, pois seu estilo pautado em construir vantagens para rotas e aplicar ganks foi batido por uma ideia de maximizar o potencial dos campos e negá-los ao seu adversário. 

No fim, apresentar bons desempenhos e alcançar os playoffs de forma relativamente tranquila é o que caracterizaria uma boa campanha para o atual campeão da LEC.  Defender o título do campeonato, que ainda pertence a Europa, é algo possível, mas pouco provável em condições gerais, principalmente por conta do alto nível mostrado pelos coreanos da Damwon Kia. Deixar claro para o mundo que a LEC não é constituída apenas por G2 Esports e Fnatic é o principal objetivo que a MAD Lions tem nas suas mãos para o MSI.