- Publicidade -

O Campeonato Brasileiro de League of Legends de 2017 terá um estreante. A Remo Brave garantiu na tarde deste sábado (16), o seu lugar na elite do LoL brasileiro ao vencer a Genesis por 3 jogos a 0 na grande final do Circuito Desafiante. Com a vitória, o time formado por Vinicius “Thulz” Machado, Alanderson “4LaN” Meireles, Victor “cabuloso” Oliveira, Danniel “Evrot” Franco e Matheus “sarkis” Guimarães confirmou o favoritismo e se consagrou campeão da competição que dá acesso ao CBLOL sem perder nenhuma partida sequer.

No primeiro jogo da série, quem esperava um domínio da Remo Brave acabou se surpreendendo. Com uma Genesis mostrando para que veio, tivemos uma partida emocionante e cheia de reviravoltas, seja por ótimas jogadas por parte de ambas as equipes, seja por conta de erros dos times.

Roubo de Barão, pickoffs, briga pelo Dragão Ancião, inibidores destruídos várias vezes e muitos erros. No final, depois de mais um start preciptado por parte do jungler da Genesis, Diogo “Shini” Rogê, a Remo Brave capitalizou, encaixou uma ótima teamfight, matou 4 adversários e com isso conseguiu o espaço que precisava para fechar o primeiro confronto da série depois de 57 minutos. 1 a 0 Remo Brave.

Na segunda partida, vimos as equipes atuando em suas zonas de conforto. Enquanto a Genesis apostou na já conhecida lane bot composta por Lucian e Braum, a Brave tinha um Malphite nas mãos do top laner Thulz e uma LeBlanc comandada por Evrot.

E foi justamente depois de um ótimo ultimate do Malphite que deu knockup em três jogadores, que a Remo Brave conseguiu uma ótima teamfight e a partir daí tomou o controle das ações da partida. Sabendo controlar as vantagens administradas, a Brave mostrou o mesmo estilo de jogo mostrado durante todo o Circuito Desafiante e não deu chances para a Genesis se impor na segunda partida. 2 a 0 Brave.

No último jogo da série, a Remo Brave mostrou porque está preparada para jogar o CBLOL no ano que vem. Impondo seu ritmo de jogo e sempre punindo os erros da Genesis, 4LaN e companhia mantiveram o ímpeto visto em outras partidas da competição e sem dar chances para o azar, administraram a grande vantagem obtida e era questão de tempo para o título vir.

Contando com mais uma grande atuação do top laner Thulz com o seu Malphite, a Remo Brave se aproveitou da tática 1-3-1 e ao por pressão nas três lanes ao mesmo tempo, fez com que a Genesis se precipitasse e buscasse uma luta não tão favorável, facilitando o trabalho da Brave que com propriedade venceu mais uma teamfight e destruiu o Nexus inimigo. Remo Brave campeã do Circuito Desafiante e classificada para o CBLOL 2017!