Schalke 04 – Como perder um jogo por não buildar da forma correta

League of Legends
De:Podela-
April 2, 2021

Uma das questões mais básicas e, até certo ponto, comuns do League of Legends é a construção de itens. No fim de tudo, é através dela na qual os jogadores se fortificam na partida. Determinados campeões se favorecem de algumas escolhas de itens e outros não; ou determinados jogos se favorecem de algumas escolhas de itens e outros não. No entanto, até mesmo times profissionais podem cometer erro em suas builds, como foi o caso da Schalke 04 na LEC 2021.

Importância de uma boa build

Apesar de ser uma questão básica para os jogos, itemizar corretamente é fundamental para alcançar a vitória sobre o adversário, afinal de contas é a única forma direta e possível de converter seu ouro em status e, por consequência, fortalecer-se. Entretanto, a partir disso, algumas perguntas surgem: o que é itemizar corretamente? E, mais além, qual é o verdadeiro impacto disso em uma partida?

Existem diversos fatores que afetam a construção de itens, sejam simples ou avançados. Partindo do princípio, um termo que condiciona a escolha por alguma build é a análise dos status que interagem melhor com determinado campeão. Um exemplo trivial é: magos de controle possuem melhor interação com Poder de Habilidade e Ability Haste (redução do tempo de recarga), logo, não faz muito sentido construir itens que não ofereçam esses status. Em uma ideia mais avançada de construção, não é lógico comprar itens que têm uma baixa eficiência de ouro (baixo custo-benefício), pois, no fim, o jogador terá pago muito caro em algo que rende pouco.

Outro aspecto importante é como certas escolhas de itens lidarão com certos tipos de ameaças causadas pelos campeões adversários. Para não sair do campo dos magos de controle, irei utilizá-los como exemplo novamente: na teoria, a maioria das construções necessita de um item defensivo e, aqui, os disponíveis são Ampulheta de Zhonyas e Véu da Banshee. Caso uma partida ofereça ameaças na área do Dano Físico, a escolha por Zhonyas terá mais valor. Caso uma partida ofereça ameaças na área do dano mágico, a escolha por Banshee terá mais valor. Além disso, caso necessite de uma opção de item que negue a entrada inicial do adversário, a escolha por Banshee terá mais valor. Caso necessite de um item que possa gerar algum tipo de contra-jogo ou o reinício de alguma jogada, a Zhonyas terá mais valor.

Portanto, o objetivo de um jogador ao fazer sua build é sempre maximizar os status que interagem melhor com o campeão em questão, sem perder a eficiência de ouro, ou seja, ter o melhor benefício em relação ao custo e, ao mesmo tempo, ter consciência das ameaças e das fraquezas dos campeões adversários. A união desses conceitos é fundamental para concluir uma boa itemização e vencer partidas dentro de Summoners Rift.

Erro da Schalke 04 na LEC 2021

Ainda assim, é necessário entender qual é o real impacto de uma escolha de itens ruins em um jogo de League of Legends e, para isso, utilizarei um confronto da LEC, entre G2 x Schalke 04, para mostrar isso. Neste duelo, em específico, o principal motivo para a equipe alemã ter sido derrotada foi a escolha de itens ruins por parte de seus dois carregadores, Abbedagge e Neon.

builds schalke 04 vs g2
Builds do quinto jogo entre Schalke 04 e G2 nos playoffs da LEC 2021. (Foto: Reprodução/Gol.GG)

Antes de entrar nas questões que envolvem as itemizações em si, é necessário entender os pontos fortes dos dois times e o funcionamento das teamfights. Levando em conta as duas composições, é coerente apontar que as lutas teriam caráter mais longo, por conta da cura da Seraphine e da linha de frente sólida que tem a G2, com Wunder e Jankos. Além disso, Caps e companhia buscariam iniciações através do trio formado por Sion, Volibear e Gragas; enquanto o S04 jogaria em posição de defesa, devolveria dano na linha de frente e, depois disso, atacaria a linha de trás adversária.

Nesse contexto, em uma partida mais longa, times que têm mais ferramentas de DPS, que possuem mais alcance e que conseguem negar a iniciação rival tende a ter vantagem e conseguem a vitória através do outscale, que é o caso do Schalke 04.

Para organização de Ocelote, o melhor momento da partida seria entre o intervalo do segundo e terceiro item, pois, nesse ponto, Lucian consagraria seu maior pico de força e seria a função de DPS mais consistente no confronto; Jinx e Azir ainda não seriam fontes de dano relevantes para abaterem Voli e Sion; e a Seraphine poderia estender as lutas e manter viva sua linha de frente por mais tempo através das curas.

Como dito acima, Schalke 04 teria o escalonamento a seu favor e, consequentemente, teria a vantagem em embates mais longos, mas isso não se refletiu no jogo devido aos erros cometidos por Abbedagge e Neon em relação as suas builds.

Começando pela mid-lane, o primeiro erro de Abbe acontece na escolha do item mítico, onde ele opta por Tormenta de Ludens ao invés de Angústia de Liandry. Ao escolher Ludens, e não Liandry, Azir perde parte relevante do dano em tanques, o que era fundamental nessa partida, pois a estrutura de teamfight do S04 consistia em ter dano suficiente para eliminar (ou minar) a linha de frente inimiga.

O segundo deslize acontece ao retardar a opção de corta-cura, que foi feita somente aos 42 minutos, na sua build. A decisão mais correta seria fazer o Morellonomicon como segundo item e neutralizar uma das condições de vitória da G2, que era a cura da Seraphine – que curou 39k -, o mais cedo possível. Por último, mas não menos importante, a escolha pela Zhonyas como segundo item foi seu terceiro descuido. A Almaguarda da Caçadora já concederia armadura suficiente para lidar com o Lucian e, por conta da vantagem de range, o ativo da Zhonyas não teria relevância na partida.

Diferente de seu companheiro, Neon cometeu um pequeno deslize, que foi não ter construído o Chamado do Carrasco, item que provém a possibilidade de cortar a cura do adversário. Comprar o Carrasco de forma precoce na partida o faria negar a condição de vitória da G2 e traria a possibilidade de transformá-lo em Lembrete Mortal como sexto item e abrir mão do item defensivo, que, devido à vantagem de alcance, não teria tanta relevância. De mais a mais, ele tinha em mãos uma build bastante sólida para causar dano, pois, nela, havia penetração de armadura, para atacar a linha de frente inimiga, além de velocidade de ataque, acerto crítico e dano de ataque.

No fim, erros que envolvem itemizações são graves por diversos aspectos, mas, quando acontecem em nível profissional, devem ser imperdoáveis, porque partem da premissa mais básica que envolve o jogo e são extremamente determinantes para levar um time a derrota. A lição do dia é: crianças, aprendam a buildar.

Leia também: Um plantel repleto de potencial já colhendo bons frutos