Whitelotus é banido pela Riot Games devido a comportamento tóxico na soloQ

League of Legends
De:Bruno Rodrigues-
November 17, 2017

O jogador Matias “WhiteLotus” Musso, atirador da equipe Lyon Gaming, recebeu uma suspensão de quatro meses do competitivo de League of Legends por comportamento tóxico nas filas ranqueadas (soloQ). O banimento foi comunicado nesta quinta-feira (16) pela Riot Games Lan.

De acordo com as regras da competição, uma infração desse tipo pode resultar de três a dez meses de punição. O jogador já havia sido punido ainda este ano pelo mesmo motivo, porém apenas teve que pagar uma multa em dinheiro. Devido ao agravante da situação, a empresa definiu a punição de quatro meses fora de qualquer competição oficial da Riot Games. A punição começa a valer a partir do dia 1 de janeiro e termina no dia 30 de abril de 2018.

Esse ano a final do primeiro split do campeonato da LLN aconteceu dia 15 de abril. Tomando essa data como parâmetro, é provável que o jogador não atue por nenhuma equipe na primeira temporada  de 2018.

Continue após a publicidade

Outros jogadores ao redor do mundo também já receberam punições por mau comportamento na soloQ, como por exemplo Kirill “Likkrit” Malofeev, famoso jogador da M19, e até casos aqui no Brasil, como o ex-jogador da CNB, Guilherme “Vash” Del Buono.

Whitelotus está na Lyon Gaming desde 2016, onde já ganhou três campeonatos regionais junto a organização. O jogador também defendeu sua região junto a sua equipe no Mundial 2017, e apesar de uma boa atuação, foram eliminados pela Cloud9 na Fase de Entrada da competição.