×





×





×





×





×


Logo MaisEsports
Notícias
Campeonatos
Outros
Mais Esports

Wild Rift: Treinador da Sentinels é banido por linguagem racista contra a Liberty

Wild Rift

A Liberty veio a público na tarde desta quarta-feira (13) para expor um suposto caso de xenofobia e injúria racial que teria ocorrido no intervalo entre mapas em uma partida da organização no Icons Global Championship 2022.

De acordo com a nota da Liberty, membros da equipe teriam sofrido atos de xenofobia e injúria racial antes da segunda partida da série contra a Sentinels. A organização ainda alegou que “sons em alusão a um macaco foram proferidos por um integrante da equipe adversária“.

A partida em questão aconteceu no dia 18 de junho, ocasião em que as duas equipes disputaram uma vaga na fase de grupos. O confronto foi vencido pelos brasileiros por 2-0.

equipe da liberty dando as mãos durante grito de guerra no icons 2022
Liberty denunciou caso de xenofobia e injúria racial no Icons. Foto: Aiksoon Lee/Riot Games

A nota segue dizendo que a Liberty procurou a Riot Games, relatou o caso e apresentou provas em formato de vídeo. A organização também solicitou que o suposto autor das ofensas fosse identificado para que “as medidas cabíveis fossem tomadas” em relação ao caso.

Punição para o treinador da Sentinels

Mais tarde, foi publicado que o autor dos atos de xenofobia e injúria racial contra a Liberty é o treinador ThePierceJ. O Head coach recebeu um banimento de 18 meses, proibido de participar de qualquer competição do ecossistema da Riot Games.

Regra em que o treinador foi enquadrado:

7.3.3 Comportamento no Wild Rift

Todos os membros do elenco estão sujeitos à checagem e à revisão de comportamento enquanto jogam Wild Rift, incluindo antes de serem liberados para jogar competições. Esperamos que membros de uma equipe se comportem apropriadamente dentro de jogo e que evitem o uso de linguagem depreciativa, racista ou ofensiva – assim como morrer ou feedar intencionalmente.

Veja também: Nova Esports é a primeira campeã mundial de Wild Rift

Palco do Icons 2022, o primeiro mundial de Wild Rift
Palco do Icons 2022, o primeiro mundial de Wild Rift. Foto: Aiksoon Lee/Riot Games
Bruno Martins

por Bruno Martins

Publicado em 13 de julho de 2022 • Editado há 2 anos

Matérias Relacionadas
League of Legends
Jogador alcança elo máximo em todos os jogos da Riot e fala sobre o mais difícil
League of Legends

Jogador alcança elo máximo em todos os jogos da Riot e fala sobre o mais difícil

Um jogador conseguiu alcançar o elo máximo no League of Legends (LoL), VALORANT, Teamfight Tactics (TFT), Legends of Runeterra e Wild Rift.

Há 1 ano
League of Legends
Djoko sobre Baiano e Wild Rift: “Ali é coragem pura, sem medo”
League of Legends

Djoko sobre Baiano e Wild Rift: “Ali é coragem pura, sem medo”

Coach falou de sua relação com Baiano e contou como surgiu convite para participar do competitivo de Wild Rift com a Só Agradece.

Há mais de 1 ano
Wild Rift
Riot oficializa fim do competitivo de Wild Rift no Ocidente
Wild Rift

Riot oficializa fim do competitivo de Wild Rift no Ocidente

Wild Rift só continuará com competitivo na Ásia. Riot Games Brasil estuda possibilidade de manter eventos especiais com parceiros em 2023.

Há mais de 1 ano
Wild Rift
Wild Rift: Riot Games deve anunciar fim do competitivo no Brasil
Wild Rift

Wild Rift: Riot Games deve anunciar fim do competitivo no Brasil

Com baixa audiência, Riot focará o cenário competitivo de Wild Rift somente em países do Sudeste Asiático, Coreia e China

Há mais de 1 ano
Wild Rift
Wild Rift: “É um passo importante” comenta Ravena sobre torneio feminino
Wild Rift

Wild Rift: “É um passo importante” comenta Ravena sobre torneio feminino

Ravena Dutra, caster de Wild Rift, conversou com o Mais Esports e falou sobre a importância do Wild Circuit Game Changers feminino. Veja!

Há mais de 1 ano
Wild Rift
Wild Rift: “Pela primeira vez, sinto orgulho de mim”, comemora Noelle
Wild Rift

Wild Rift: “Pela primeira vez, sinto orgulho de mim”, comemora Noelle

O Mais Esports conversou com as jogadores da TBK Esports, finalista do torneio feminino de Wild Rift, o Wild Circuit Game Changers. Veja!

Há mais de 1 ano

















































Campeonatos Atuais