×





×





×





×





×


Logo MaisEsports
Notícias
Campeonatos
Outros
Mais Esports

Briny agora é Nerissa: streamer explica mudança de nick e futuros projetos

Geral

A streamer, antes conhecida como Briny, irá trocar o seu nick e esta mudança significa muito mais do que parece. Em entrevista exclusiva ao Mais Esports, ela explica que deseja se desvincular da letra “B”, que a acompanhou em seus quase dez anos como criadora de conteúdo e streamer.

Briny-Nerissa 1
Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

A gente sempre manteve o B por causa de uma nostalgia, remeter ao passado, sabe? Mas está vindo tanto conteúdo bacana agora, que fiquei muito reflexiva no que eu queria, qual nick eu queria, mas que não fosse algo totalmente diferente, algo que se manteve à minha essência. Por isso escolhemos ‘Nerissa’, que significa ‘ninfa’, em grego, e ninfa é o nome da minha fanbase.

Agora Nerissa, a streamer conta também que vai adentrar em outros meios de negócios, mas “logo irá divulgar ao público.” O que ela pode adiantar, porém, é sua recente formação em Cultivo e Arranjo de Flores, desde o plantio em solo e o cultivo, até a confecção do arranjo, além do estudo de Perfumaria e Cosméticos. “Fica aí um spoiler das novidades”.

Não só isso, as novidades na carreira envolvem mudanças de visual, projetos de música, clipes, ensaios fotográficos e até cosplays. “Realmente me elevar para um patamar a mais de não só streamer, mas realmente de uma musa. Não digo nem artista, porque isso é mais sério, enquanto meu trabalho sempre foi muito leve, intuitivo, gostoso de fazer, então sempre vou me considerar uma musa.”

Ainda neste ponto, Nerissa explica que essa será a raiz de seu trabalho, pois como ela própria diz: “As musas servem de inspiração para todos, artistas e até colegas, é isso o que eu quero e estou muito animada para isso, para fazer um trabalho de qualidade, com músicas de qualidade, tudo pela fanbase.”

Briny-Nerissa 2
Nerissa quer servir de inspiração para as pessoas, tal qual seu novo nick (Foto: Arquivo Pessoal)

Além disso, o que mais está envolvido nessa mudança de nick? “Me dava aflição pensar, eu ainda tinha conteúdo com o nick antigo, ainda remetia a um conteúdo e até uma imaturidade minha, além de uma falta de profissionalismo que eu me dediquei muito, nos últimos anos, para mudar, eu me poli muito como profissional.”

O início

Tendo começado com sua carreira de streamer de jogos em 2013, Nerissa conta que começou antes ainda, quando fazia lives em um site erótico, que apesar de não ter tanta relação na questão do conteúdo, já lhe dava uma experiencia de interação com o público. Jogadora de DotA, ela entrou no League of Legends após realizar uma cirurgia plástica, que a deixou em repouso absoluto.

Eu falei para os meus amigos, depois da cirurgia, que eu não poderia mais fazer live naquele site, porque precisava ficar de repouso. Então eu ficava jogando, eu comecei a jogar LoL e, com o tempo, eu comentava com eles que tinha saudade de fazer live. Nisso, eles me mostraram uma live de game e eu achei incrível, mas ainda não me via fazendo isso.

Foi logo depois de se recuperar do procedimento que Nerissa voltou a cogitar fazer as lives jogando, graças a um empurrãozinho de sua fanbase na outra plataforma. “Eles disseram que queriam me ver jogar, então eu comecei porque o meu público, que era bem diferente do de hoje, me pediu e fora que meus amigos me pilharam.”

Apesar disso e da já conquistada fama em grupos e comunidades no falecido Orkut, o começo não foi fácil. O chat, que muitas vezes interagia com comentários tóxicos, atrapalhava e Nerissa admite que realmente não olhava muito para as mensagens, justamente para não se afetar.

Briny-Nerissa 3
Foto: Arquivo Pessoal

Um outro fator também pesou: na época, conta a streamer, não havia espaço para streamers mulheres e/ou streamers focados para entretenimento. “As pessoas só queriam ver lives de quem era realmente muito bom. Tanto que a diferença de pro player para streamer era só que o pro disputava campeonatos, enquanto o streamer jogava só na live.”

Penso eu, e acredito que outros na época também, que você tinha que ter um elo alto para fazer stream. Tudo isso ficou muito estranho para mim, porque eu não sabia qual seria o meu lugar, eu não era nem pro player, e os streamers que eram meus amigos, como o Yetz e o aXt, estavam no competitivo. Por isso eu recorria a um lado mais sensual e erótico, criei essa personagem para ter o meu lugar.

Hoje, como Nerissa já apontou, seu público é totalmente diferente em comparação ao de nove anos atrás. Mas, quando isso começou a mudar? Ela conta que demorou, e antes disso, teve sua grande explosão, causada pela divulgação feita por Gordox, na época na paiN.

Ela conta que haviam muitos nichos dentro do seu público, inclusive já com pessoas LGBTQIA+, mas mesmo assim não havia muita paz. “Era hate de todos os lados, acho que só fui sentir realmente carinho de fã quando fui para o Facebook, há quase três anos. Claro, tinham pessoas queridas na Azubu, depois quando voltei para a Twitch, mas ainda era estranho.”

Mesmo com alguns contatos positivos esporádicos, realmente o Facebook foi um marco para Nerissa.

Nerissa e Facebook

A trajetória da streamer na nova plataforma de games do Facebook começou muito bem, o que surpreendeu até a ela mesma. Nerissa conta que não acreditava que poderia chegar mais alto do que já chegava antes, então ela abraçou a oportunidade na nova plataforma, justamente numa época onde o site era mais restrito sobre conteúdos e até falas dos streamers.

As pessoas poderiam ver um outro lado meu, um outro tipo de conteúdo, então isso me fez crescer profissionalmente, foi muito bom para mim. Eu tinha chegado num platô, então não tinha como ir além daquilo […] o complicado é que meu público sempre pedia mais e eu não sabia o que fazer mais, pois alguns jogos não rodavam bem na plataforma, e isso me atinge, ficava nessa forca de não saber o que fazer, é um público muito específico que eu tenho hoje.

Contudo, agora ela tem novidades e que ainda serão anunciadas, mas só o tempo dirá como seu público responderá a isso, mas pode-se acreditar que será de forma bem positiva. Podemos perceber quando um trabalho é feito com gosto e prazer, isso afeta na sua qualidade final e também na recepção do público, principalmente quando ele gosta do criador por sua essência.

Uma coisa é fato: Nerissa deixa Briny e Queen B para trás e começa uma nova página em sua jornada de quase uma década, uma que ela não precisa aderir a conceitos para achar seu espaço, pois agora o espaço já é dela, agora cabe a somente ela mesma decidir o que fazer com ele.

Matéria feita em colaboração com Eric Teixeira.

Vitor Ventura

por Vitor Ventura

Publicado em 15 de fevereiro de 2022 • Editado há mais de 2 anos

Matérias Relacionadas
Geral
Quais são as 10 maiores premiações nas competições de esports?
Geral

Quais são as 10 maiores premiações nas competições de esports?

Qual é o esport com a maior premiação possível no ano de 2024? Confira na matéria o top-10 modalidades que mais pagam!

Há 6 dias
Geral
Entenda como será o requisito de participação da Copa do Mundo de Esports
Geral

Entenda como será o requisito de participação da Copa do Mundo de Esports

A Copa do Mundo de Esports além de ter data e modalidades confirmadas, agora foi divulgada como vai funcionar a participação das equipes. Acessa!

Há 8 dias
Geral
Brasileiro ganha R$ 1,5 milhão na Betboom
Geral

Brasileiro ganha R$ 1,5 milhão na Betboom

Você já se imaginou ficando milionário em menos de quatro minutos? Pois bem, na última semana um brasileiro conseguiu esse feito na Betboom!

Há 17 dias
Geral
CEO da FURIA cita “estereótipo do ocidente” sobre Arábia Saudita
Geral

CEO da FURIA cita “estereótipo do ocidente” sobre Arábia Saudita

CEO da FURIA, André Akkari falou sobre a organização estar entre 30 equipes que receberão dinheiro de um investimento da Arábia Saudita.

Há 20 dias
Geral
FURIA e LOUD receberão investimento de até “seis dígitos” de fundo Saudita
Geral

FURIA e LOUD receberão investimento de até “seis dígitos” de fundo Saudita

A fundação da Copa do Mundo anunciou um fundo de investimento em 30 organizações de esports, e a FURIA e LOUD são as representantes brasileiras nessa lista. 

Há 21 dias
Geral
Presidente Lula sanciona Marco Legal dos Games
Geral

Presidente Lula sanciona Marco Legal dos Games

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou nesta sexta-feira (3) o Marco Legal dos Games à indústria de jogos eletrônicos no Brasil.

Há 23 dias

















































Campeonatos Atuais