Logo MaisEsports
HomeAssistaRecallAnuncie
Logo MaisEsports

CBLOL 2022: Cariok e Dynquedo comemoram sinergia “cedo” no novo time da paiN

Vitor Ventura
publicado em 13 de janeiro de 2022
League of Legends

A paiN Gaming chega com um elenco quase todo reformulado para a temporada 2022. Do time que foi campeão do 1º split do ano passado, e finalista da segunda etapa, somente o jungler, Cariok, segue no time, enquanto Wizer, Dynquedo, Trigo e Damage chegam para formar o elenco.

Apesar do time praticamente todo novo, também há reencontros: Cariok volta a atuar ao lado de Damage, antigo companheiro nos tempos da IDM, e também com Dynquedo, com quem conviveu na Havan Liberty.

Nova paiN já começa com sinergia

Pensando nisso, o Mais Esports conversou com a dupla da paiN Gaming, Cariok e Dynquedo, sobre os reencontros e novo capítulo. Além disso, como é de se esperar de um time bem mexido, como anda a adaptação e sinergia dos novos membros.

A dupla é bastante categórica e divide o entusiasmo com a sinergia do elenco, demonstrada já na primeira semana de treinos, como diz o jungler: “Estamos conseguindo nos entender, fazendo bons treinos juntos e estamos tentando entrar na mesma página, e se conseguirmos isso, com os bons jogadores, seremos um time bem competitivo.”

A diferença de um time bom para um time campeão

Já o mid laner ressalta que esse entendimento envolve não só os próprios jogadores, como também os membros da comissão técnica, Dionrray e Xero.

Já falei várias vezes em stream que estou bem confiante com o que estamos formando. Nossa primeira semana de treino foi muito boa em ver que, mesmo em pouco tempo juntos, já temos uma ideia boa de como estar na mesma página e também sinto que estamos melhorando individualmente. Esse começo está me dando bastante segurança.

“Nossas ideias, não só com os jogadores, mas também com a comissão técnica, estão batendo muito. Por isso estou tão seguro, todos estamos tentando ir para a mesma página, termos as mesmas ideias, para mim isso que diferencia um time bom de um time campeão”, completa Dynquedo.

Mas afinal, Cariok e Dynquedo juntos dão liga?

No final do ano passado, o ex-jogador e multi-campeão do CBLOL, Tockers chegou a declarar que Cariok e Dynquedo não dão certos juntos. O ex-atleta teve uma passagem rápida como membro da comissão técnica na Havan, enquanto Caca e Dynkas atuaram juntos no time de Santa Catarina.

Para Cariok, tal comentário poderia fazer sentido na época, mas hoje em dia ele deixou de ser verdade. “A lineup da Havan na época tinha muitos problemas, não era só eu e o Dynquedo. O time não deu certo, apesar dos bons jogadores e uma boa staff. Naquela época, apesar do Dynkas estar bem, eu não estava no meu melhor momento”, explica.

Estamos conseguindo melhorar muito, fora que o Xero foca bastante em mid laner, então ele ensina bastante não só o Dynquedo, mas a mim também sobre a rota. Por isso, acredito que vamos chegar fortes e estou esperançoso quanto a isso.

O mid laner segue a mesma linha de raciocínio e afirma que, os poucos bons momentos que aquela Havan viveu, foi por causa da sincronia entre a dupla mid/jg: “Eu discordo totalmente, porque quando jogamos juntos na Havan, tínhamos um time bem promissor, mas que por algum motivo não deu certo. Acredito que, os poucos dos bons momentos que tivemos lá, foram porque eu e o Cariok jogamos bem juntos. Estou bem confiante de jogar com o Caca, porque não só nos entendemos dentro de jogo, mas também somos amigos fora dele.”

Cariok se torna referência na paiN

Sendo o jogador há mais tempo no time, Cariok se tornou uma referência dentro do novo elenco. Ele afirma que, apesar de não parecer, ele já tinha um papel de guia no time antigo e está pronto para ser um líder para os novos jogadores. “Será um bom desafio e me sinto pronto para isso.”

Cariok MSI
Cariok foi campeão do seu primeiro CBLOL pela paiN em 2021 (Foto: Riot Games)

E o reencontro com Damage? Caca admite que o novo suporte é um jogador que ele queria muito na paiN e que gosta do seu estilo agressivo: “Somos muito amigos, mesmo quando estávamos em outro time, sempre conversamos. Naquela época [da IDM], não éramos muito bons, mas agora que evoluímos eu tinha vontade de jogar com ele de novo. Assistindo aos jogos dele nos outros times, eu vi que ele estava jogando bem.”

Dynquedo sob a tutela de Xero

Tinowns, quando ainda era jogador da paiN, chegou a declarar que o treinador sul-coreano, Xero, foi uma peça importante no seu processo de evolução, que o alçou como o melhor jogador brasileiro em 2020. Agora, é a vez de Dynquedo estar sob a tutela do treinador, que já recebeu elogios do novo discípulo.

O Xero é um cara muito fácil de lidar, ele brinca bastante, não é fechado na dele, ou muito estressado, é bem tranquilo. Realmente, ele é bem focado no mid e tem mais conhecimento do que nas outras lanes, mas mesmo assim ele tem bastante coisa pra passar, ele está tentando sincronizar todo mundo no mapa. Ele realmente nos ajuda a entrar na mesma página e na mesma sincronia no mapa durante o jogo.

Então, quais as expectativas no novo time, depois de todo esse papo? “Estou bem confiante no nosso time. Temos um mesclado de jogadores novos e experientes, até o Cariok é ainda novo no cenário, principalmente no CBLOL, eu jogo há cinco anos. Eu sempre botei muita fé nele e ele sempre me surpreendeu, desde a época da Havan, então estou bem confiante”, conclui Dynkas.

O CBLOL 2022 já tem data marcada: 22 de janeiro começa oficialmente a temporada competitiva no Brasil, e a paiN Gaming faz sua estreia contra a Liberty (antiga Vorax), depois joga contra a KaBuM!, no dia seguinte.

Veja também: CoreJJ pode ficar na reserva devido a problemas de Green Card, afirma site

Line-up da paiN para o CBLOL 2022
Foto: Divulgação/paiN

24 horas de Esports em apenas 10 minutos. Assine o Recall, a Newsletter diária do Mais Esports!

Logo MaisEsports© Todos os direitos reservados à maisesports